Vamos formar uma equipa O Arrumadinho na Corrida Terry Fox?

10
3184

Lembro-me de que devia ter uns 10 anos quando fiquei a conhecer a história do Terry Fox. Foi através de um filme, o “Terry Fox Story”, com o Robert Duvall. Fiquei impressionado com a força daquele miúdo de 20 anos que lutou contra um cancro, que perdeu uma perna, e que começou uma corrida da costa atlântica até à pacífica do Canadá para angariar fundos para a luta contra o cancro.

Terry Fox é, ainda hoje, uma referência para toda a gente que corre. Aos 22 anos, quando iniciou a “Maratona da Esperança”, de mais de 5 mil quilómetros, tinha apenas uma perna e a doença alastrava já a vários ossos do corpo, causando-lhe dores penosas. Ainda assim, Terry correu todos os dias uma média de 42 quilómetros. Pelo caminho, era aplaudido por milhares de pessoas que se juntavam a uma causa que comoveu o Canadá, os Estados Unidos e o mundo inteiro. Nunca uma iniciativa de um homem só havia contribuído tanto para dar visibilidade a uma doença que mata milhões de pessoas no mundo inteiro. Terry Fox não chegou a terminar a sua corrida. A doença passou-lhe para os pulmões e impediu-o de correr mais. Andou na estrada durante 143 dias. Fez 5.300 quilómetros. Angariou mais de 300 milhões de dólares para ajuda na investigação da cura do cancro. Foi considerado o cidadão canadiano mais importante do século XX e a segunda maior figura da história do País. Morreu poucos meses depois de ter corrido a sua “Maratona da Esperança”.

A luta de Terry Fox começou com ele e prosseguiu com a Fundação, com o nome do atleta, que é, ainda hoje, uma das mais importantes associações de angariação de fundos para a investigação do cancro. Uma das formas de o fazerem é promovendo corridas por todo o mundo, com o nome do atleta. Em Portugal, a prova é já no próximo sábado, às 11h, no Parque das Nações.

E é aqui que entram os leitores deste blogue. Desafiei a Fundação a inscrever uma equipa de leitores que se vão juntar por esta causa. A corrida é de apenas 4 quilómetros, totalmente planos, e é, mais do que uma prova, um convívio e uma forma de dar visibilidade a esta causa. Eu irei, com a minha mulher e o meu filho, e quero levar mais 7 leitores, numa espécie de equipa O Arrumadinho. O que peço aos interessados é que me enviem um mail (coloquem no subject: TF) para oarrumadinho@gmail.com e me expliquem, resumidamente, porque se querem juntar a mim nesta causa. Eu escolherei sete pessoas, mas desafio todas as outras interessadas a encontrarem-se connosco, no dia da corrida, para a fazermos juntos. Apesar de estar habituado a grandes distâncias, e velocidades elevadas, desta vez irei fazer o percurso a caminhar, por isso, ninguém fica excluído.

No cartaz abaixo encontra-se o NIB para quem quiser ajudar esta causa e a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

10 Comentários

  1. Não conhecia de todo a existência de Tery Fox. Fui à pesca e agora não páro de ver vídeos no Youtube (a chorar, claro está). A minha melhor amiga teve o mesmo tipo de cancro, foi amputada até ao tornozelo, longe da família (do outro lado do mundo), passou por quimioterapia e hoje, está curada.
    It hit home.
    Obrigada por falares dele.

  2. Epá…A-D-O-R-O!
    18° Corrida em portugal… É TRETA! É UM ESQUEMA PARA ARRANJAREM + DINHEIRO.
    Céus, há gente que não presta mesmo. Uma pessoa que até tem visibilidade e consegue chegar a inúmeras pessoas através de um blog, que decide apoiar uma causa, cujos fundos revertem p a investigação em oncologia (sim, para tentar acabar com o cancro, aquela doença chatinha, sabem?), e que é feita todos os anos em cerca de 30 países… claramente o melhor scam de sempre.
    Deixem de ver filmes malta, e entendam q ainda há gente q se preocupa com os outros…

    http://www.terryfox.org/InternationalRun/_Library/forms_Fr/2011_International_Newsletter.pdf

  3. Já cá faltava o chico-esperto. Caro anónimo, já que tem dificuldades em entender português, eu explico como se tivesse cinco anos: as contribuições são para a Liga Portuguesa Contra o Cancro. O NIB é o que está no cartaz da prova. Fiz questão de colocar o cartaz para não virem pessoas (como o senhor anónimo) desconfiar do NIB e achar que poderia ser o meu. Não. Veja o cartaz. Em que parte do post é que falo de contribuições para mim? Eu desafio as pessoas a contribuirem para esta causa, a luta contra o cancro. Se quiser, ligue para a Liga e pergunte qual o NIB deles – verá que coincide com o do cartaz. Mas o mais provável é achar que eu montei um sistema de desvio de telefonemas, e que eles são todos encaminhados para mim, para eu poder enganar as pessoas e dar-lhes o meu NIB, não é? Gentinha triste.

  4. Lá estarei 🙂 e vou arrastar um grupo de amigos comigo. As inscrições são feitas no local no próprio dia, certo?

    beijos

  5. Isso traz água no bico e as contribuições passam por ti e quem me diz a mim que não ficas com elas?
    Para evitar essas espertices eu não contribuo com nada de valor, que já o post da pipoca+picante dá para a gente desconfiar destas iniciativas, porque não estou a ver que faças alguma coisa sem teres lucro.

  6. Uma excelente iniciativa, não vou conseguir juntar-me à corrida, mas vou contribuir monetariamente e temos todos de ajudar causas como esta. Todos nós já perdemos alguém para esta doença, seja um familiar ou um amigo, e temos de lhe fazer frente para que seja descoberta uma cura em definitivo.

  7. Realmente à histórias que nos partem o coração. È de louvar quem tem estas iniciativas. Como sou do norte e financeiramente a vida não tem premitido grandes voos aqui fica registado o meu apreço e consideração a todos aqueles que consigam participar de alguma forma.

DEIXE UMA RESPOSTA