Solidão

0
11167

As histórias de solidão comovem-me. Gente que me fala de vidas sozinhas, de momentos vazios, sem nada para fazer, sem gente a quem ligar, sem a preocupação dos outros. Gente que parece que foi esquecida por todos, que anda pela vida como um fantasma que ninguém vê, a quem ninguém liga, incapazes de criar uma reacção em ninguém.

Tenho recebido mails de muita gente sozinha. Mulheres que foram amadas, que amaram, que tiveram filhos que hoje lhe ocupam parte dos dias, mas que depois, quando o sono os leva para a cama, perdem a vida, deixam de ser mães e também não conseguem sentir-se mais nada, nem mulheres, nem amigas, nem pessoas que podem voltar a ser amadas por outro homem.

Uma das histórias que me chegaram não era de uma mulher sozinha. Era uma história de solidão. E a solidão é apenas uma vida de momentos solitários. Já só há, na vida de quem me escreveu, momentos solitários. E até os momentos a dois, com o filho, são solitários. A descrença no amor já tem anos. Agora é a descrença na felicidade, na vida, no que é bom.

Estas histórias comovem-me. E eu não sei o que dizer sobre isto, porque nunca senti a solidão, apenas sei o que é estar sozinho.

O que sei, apenas, é que mostrando o melhor de nós poderemos mais facilmente despertar algo nos outros. Nem que seja um sorriso, um olhar. E se para quem está sozinho isso vale alguma coisa, para quem vive em solidão poderá valer ainda mais.

1 Comentário

  1. Parabéns pelo blog que descobri agora e prendeu a minha atenção de imediato. E parabéns pelo belo e profundo post. Infelizmente a solidão é uma realidade transvessal a todas as pessoas na sociedade. Cada vez mais pessoas vivem sozinhas e em solidão. A carreia, a alteração das estruturas familiares, as escolhas, a sociedade, a necessidade de se ser perfeito e não bastar sem bom… Tudo se conjuga numa teia que enreda as pessoas sem que de tal se apercebam. Caí nessa teia, sem me dar conta e sem que os outros já se tenham apercebido. Tenho uma carreira de sucesso, um nome na sociedade e no meu meio profissional onde gozo de prestígio. Mas quando a porta de casa se fecha espera-me todos os dias um cada vez mais insuportável silêncio, uma cada vez mais insustentável solidão, porque só aí tiro a máscara com a qual todos me conhecem. Porque quando me contemplam a elegância e o profissionalismo,desconhecem-me acompanhada de uma solidão atroz…

  2. Concordo que é muito dificil encontrar pessoas amigas, eu própria que adoro conviver, sinto que as pessoas se fecham e só convivem quando há algum interesse na nossa pessoa seja a nivel profissional ou outro qualquer,qdo já não precisam do nosso apoio desaparecem e os nossos telefonemas p conviver um pouco são ignorados e rejeitados…

  3. É facil dizer que a solidao é culpa dos solitarios !
    Eu atrevia-me a dizer que a solidao é culpa das mentalidades desta sociedade em que vivemos: Egoísmos, Vaidades e Orgulhos.
    Como se compreende que uma amiga deixe de telefonar e sair com outra amiga, porquanto a outra se veste com roupas muito simples, fora de moda e já muito usadas ?
    E quanto ao voluntariado: se ao inscrever-me nao posso especificar as tarefas para as quais me ofereço, tenho depois que suportar as tarefas que me atribuem…e enquanto isso, estao os/as líderes dessas instituições a comer à grande e à francesa…!

  4. Diz a Maria Sem Frio Nem Casa, que está nas nossas maos criarmos amizades, sermos queridos e amados, para nao sentir-mos a solidao.
    Pois bem, gostaria que me dissesse onde vou eu buscar amigos, se os 2 unicos amigos que eu tinha me viraram as costas, sem motivo ( por vaidade propria e por orgulho proprio), e se eu já bati a varias portas, em vão?
    Amizades nas redes sociais: procurei durante cerca de 10 anos e concluí que, não há! Os homens querem aventuras e muitas mulheres tambem, alem disso para se conseguir comunicar com mulheres, só se eu abrisse a carteira para me registar nos sites. O dinheiro nao abunda!
    No Banco do Tempo da minha zona, as pessoas lá inscritas ou nao me respondem ou são interesseiras, perguntando logo quem paga as despesas de uma ida ao cinema, por ex.
    No trabalho, deixei de poder dialogar com os colegas, tal é o ambiente que se vive…queixinhas para dar graxa, etc.
    A pouca familia reside noutros países, desde há 20 anos.
    Como vou resolver este meu problema de solidão ? é facil, a quem esta de fora, encontrar soluções pra tudo o que diga respeito aos outros…
    Ressalvo que eu nao sou pessoa de maltratar ninguem, nem sequer digo frases do tipo a ninguem. Simplesmente sou uma pessoa muito simples, que nao se veste com roupas da moda, e como tal sou regeitada por todos, aqui em Lisboa.
    Onde vou procurar amizades ?

  5. todos os dias sinto-me só, não tenho amigos. Alias nunca consegui ter amigos. tive há uns anos atrás uma fase da minha vida muito dificil e ninguem me ajudou.todos as pessoas que conhecia afastaram-se de mim, mas não deixaram de fazer comentarios. Até os meus proprios pais, em vez de me ajudar pisaram-me ainda mais. tive ajuda do meu namorado que me ajudou a levantar a cabeça, e desde dessa altura a unica pessoa que realmente me conhece e que me dá valor é ele. Mas desde essa altura refugio-me muitas das vezes em casa. Perdi muito durante a minha vida. Acho que não merecia isso, nunca fiz mal a ninguem, não merecia este destino. Nunca pude dizer isso a ninguem a não ser ao meu namorado e agora por escrito, mas sei que um dia ele tambem vai cansar de estar comigo, porque não tenho amigos para sair nem para ligar, nem os meus pais queram saber de mim, só me ligam quando eles precisam de mim. Esta solidão já dura há 12 anos, estou habituada a ver os outros a sorrir, a sair a noite com amigos(uma coisa que nunca fiz), a passar ferias com um grupo de amigos etc etc…A vida tem dessas coisas….

  6. Olá.
    Não como é possível, mas só descobri este blog hoje! E apenas porque vi o livro no Leyaonline.
    Para mim é mesmo uma grande falha na minha vida online não ter "descoberto" este blog há mais tempo.
    Mas pronto, agora estou feliz por o conhecer, e no pouco tempo que vou tendo vou lê-lo de uma ponta à outra 🙂
    E hei-de comentar mais vezes 😉

  7. Este texto fez-me lembrar uma historia que aconteceu comigo à bem pouco tempo mas que me chocou! Sou nutricionista e dou aulas em ginasios, num deles estava a fazer rastreios e reparei numa senhora daquelas resmungonas em que nada está bem. Era dia da mulher e estava também oferecer uns vales, reparei nessa pessoa e decidi meter.me com ela…. Correu mal, respondeu-me mal…. voltei a insistir e ofereci-lhe Vales " para oferecer às amigas" em que ela me respondeu " eu não tenho amigas" Fiquei em Choque, sem reacção!!! Sou dependente dos meus amigos, gosto de estar sozinha mas preciso de pessoas, da AMIZADE. Esta pessoa chocou-me e explicou indirectamente o porquê da amargura dela …. Mas se ela não mudar de postura também não vai arranjar nenhuma garanto!!!

  8. Quanto a mim, a solidão é de fato umas das piores coisas que se pode sentir e digo isto por experiência própria. No entanto, a vida fez-me perceber que parte de nós próprios fazer desaparcer esse sentimento. Há que enfrentar a vida de coração aberto, para que possamos receber o que de bom nos está destinado. Acreditem!

  9. Encontro-me actualmente na mesma situação.E é triste, angustiante, quando deixamos de ter aquela companhia, aquela pessoa íntima que nos acompanhou durante anos, nos bons e maus momentos da nossa vida! Há pessoas que não sabem estar sozinhas. Eu considero-me uma delas, e é por isso que neste momento apenas pretendo encontrar-me comigo própria, dar um tempo, conhecer-me melhor, pensar mais em mim…

    No entanto, e como dinamizador que és, deixo-te aqui como "sugestão" a criação de um tópico com vista ao "encontro" de pessoas que se encontrem na mesma situação do que eu. Talvez seja uma boa forma de fazer novos amigos, trocar experiências e fazer com que nos sintamos um pouquinho mais acompanhados.:) Porque não? Melhor do que ir ao SAPO encontros. 🙂 Sucesso! Inês

  10. Este texto foi um abrir de "olhos", pois mudei de cidade e sinto-me só, sinto falta dos poucos mas mesmo mto bons amigos, alguém a quem ligar depois do trabalho… E fico pensando nos amigos que deixam, mas esqueço-me de tantas pessoas novas k querem entrar na minha vida e eu não deixo, refugio-me em casa a pensar no k tinha!

  11. A vida, o amor, as relações muitas vezes são meio amargas para não dizer mesmo amargas. Tem que partir de nós tentar viver e contribuir para que a vida dos outros seja meio doce para não dizer mesmo muito doce.

  12. Muitas vezes as pessoas estão sozinhas, mas não estão sós.

    Mas a solidão… deve ser algo devastador.

    Admito que nunca me encontrei na minha propria solidão… E acho que vou ter medo se um dia a encontrar.

  13. É assim que me tenho sentido. Sinto-me às vezes sem chão.
    E sou novinha, apanhei foi tanta pancada da vida que me escondi de tudo e de todos que não vêem o verdadeiro eu, nem sabem quem sou realmente porque tenho medo de o mostrar. E a verdade é que hoje me sinto um pouco só. Mesmo estado na faculdade, rodeada de pessoas, surgem alturas em que sinto que não está ali mais ninguém a não ser eu.

  14. Não se fica a viver na Solidão…sozinho! O que quero dizer é que por mais chapadas que a vida nos dê, por mais gente que nos desiluda, etc etc, está também nas nossas mãos, criarmos a Amizade, sermos queridos, amados, etc etc.

    Ficar no sofazinho a chorar a nossa Solidão é triste, mas confortável, muito mais confortável que viver, dar-nos, uma e outra vez, sempre, porque ainda há pessoas que valem a pena e porque sozinhos somos nada!

    Muitas vezes, esses solitários não são vítimas das desgraças da vida e de grandes desilusões, são apenas vítimas de si próprios, quando se fecham quando deixam de acreditar, deixam de se dar… e há coisas (muitas!) que estão nas nossas mãos.

    E depois é como o Arrumadinho diz: há momentos de solidão, que tal como a Felicidade são momentos! A vida inteira tem nuances, disto e daquilo, e ainda bem que assim é.

  15. Sem dúvida que a solidão é das coisas que mais me assusta! Logo eu que adoro conhecer pessoas, fazer coisas e viver sempre a mil… Estar um dia inteiro sozinha em casa é um drama. Preciso dos meus momentos a sós mas não sao mais do que isso: momentos! Um abraço bem apertado e um sorriso para aquecer a alma dos solitários. Por vezes basta tão pouco para fazer alguém feliz

  16. Do dicionário Porto Editora temos as seguintes definições para Solidão:
    1. “estado do que está só, isolamento”
    2. “lugar solitário, retiro”
    Ora há que fazer uma pequena distinção entre Solidão e Estar Sozinho. Estar Sozinho em muitos e muitos casos é algo de bastante positivo na medida em que estamos com nós mesmos, tendo oportunidade de fazer reflexões, sobre tudo e mais alguma coisa, que nos podem levar a pequenas mudanças que culminaram numa vida melhor. Estar Sozinho não é sinónimo de ser esquecido pelos outros. Pelo contrário, na minha opinião, isso acontence frequentemente com pessoas que sofrem desse mal a que chamam Solidão. Simplesmente há toda uma sociedade que pelos mais diversos motivos se esquece de alguém. Algo bastante cruel mas real! E infelizmente a solidão não toma conta só das pessoas mais idosas que frequentemente são “arrumadas para um canto” pela sociedade. Cada vez mais ouvem-se relatos dramáticos de adolescentes/jovens que simplesmente não têm ninguém com quem desabafar, a quem telefonar, com quem tomar um café ect. e tal. E em muitos casos essa solidão começa dentro de quatro paredes (de uma aparente família feliz) onde pura e simplesmente foi censurado o diálogo e os momentos de afetos. A solidão dói e mata. Infelizmente, existe cada vez mais “mortos que andam” numa sociedade distraída.

  17. Um abraço de carinho para essa pessoa a que te referes.
    Graças a ti e o facto de teres escrito este texto no blogue, essa pessoa de certeza que já se sente menos só.
    E tenho fé que será uma fase que por muito tempo que tenha demorado irá passar.
    Obrigado por nos trazeres textos destes e te lembrares dos outros.

  18. Por norma, essa solidão de que falam é o resultado de opções que se foram fazendo ao longo da vida.

    Sentem-se sozinhas(os)? O que não falta por aí é oportunidade de fazer trabalho voluntário e pensar nos outros, em vez de passarem o dia a pensar que se sentem sós.

  19. Acabo de desembrulhar o livro como presente de aniversário e estou entusiasmada para o ler e ainda hoje vou começar! ,p

    Apesar de ser leitora assídua, nunca tinha comentado antes e acho que este era um bom motivo ; )

    Aproveito para felicitar pelo excelente trabalho que vens demonstrado e todo o sucesso é merecido!

    Bom fim-de-semana! 🙂

  20. A solidão mais do que estar só é ter a alma sozinha… ter a alma vazia de companhia… e dói tanto… na corrida dos dias, passamos muito tempo sozinhos e às vezes, e o pior de tudo, é quando a solidão no toca no meio da multidão… mas isto são meros momentos porque viver na solidão é triste, doloroso e muito pesado… belo post para todos os que vivem na solidão…

  21. Aqui está o post que tanto precisava ler. Também sinto a solidão… sei o que é quando preciso de um abraço e nao ter, mesmo rodeada de pessoas.

    Sei o que é não existir alguém que se preocupe de verdade connosco, mesmo nós tendo a atitude inversa.

    Parabéns Sr. Arrumadinho 🙂

  22. ás vezes ouço pessoas falarem de solidão, mas do que elas falam na verdade é do facto de estarem sozinhas.
    solidão é outra coisa, não tem idade, género, classe social…só tem o vazio, a tristeza no olhar.
    É das verdades mais bem escondidas e devem haver tantas para contar. Só quem não tem ninguém que testemunhe a sua vida sabe do que estou a falar. Às vezes a única visibilidade da solidão são as consequências, morrer sozinho, mas aí já é tarde demais. Sorriam, digam bom-dia a alguém, elogiem, digam que amam, porque a vida passa a correr e não espera por nós!

  23. este texto tocou-me de uma maneira que não deves compreender…é por isso que adoro ler o teu blog, falas das coisas como elas são, e de coisas que outros pensam que não existem.

  24. Essa estória quase parece a minha… Casada… filhos… E sinto-me tão só que não o consigo explicar. Acomodei-me, vivo por viver, vivo pelos meus filhos mas ainda que tenha uma família e gente à minha volta sinto-me muitas vezes só…
    A solidão é assim. Não acompanha apenas aqueles que estão literalmente sós por esse mundo fora. Por vezes chega de mansinho e instala-se no meio dum casamento pouco feliz e onde já pouco ou nada há a dizer.
    Se podia acabar o casamento? Sim… Mas lá está, o medo de ficar só sobrepõem-se ao da solidão que sinto a dois…
    Confuso… Quem me dera conseguir libertar-me do medo de ficar só e se calhar até deixava de sentir solidão…

  25. Há tantas formas de solidão. Podemos estar acompanhados e sentirmo-nos sós. Este assunto dá panos para mangas. Já me senti sozinha e já procurei a solidão. Choca-me a solidão nos idosos, muitos abandonados em Hospitais. Enfim… já me puseste foi a chorar lol Um bjinho a todos os que se sentem sós.

  26. é triste ver que existe tanta gente só e literalmente abandonada.. todos os dias quando vou para a escola, o conservatório, no bairro alto, existe sempre uma senhora que está à janela a observar quem passa, com um olhar tão triste, perdido, disperso.. houve um dia que decidi dar-lhe os bons dias, e acho que ela ficou de tal maneira estupefacta com aquele acto, visto que passam ali imensas pessoas, que agora de cada vez que passo diz-me "olá menina" e eu retribuo sempre o cumprimento.. de alguma forma, sinto-me feliz por tê-la feito de certa maneira um pouco mais feliz..

  27. Ninguém merece estar só.
    Ninguém deve estar só.
    Mesmo que acompanhados por alguém.

    Toda a gente merece ser amada.
    Toda a gente merece ser respeitada.

    A mim, só me apetece dizer ás pessoas que estão sós: não estás só. Encontrarás alguém que te ame, que te dê um carinho, um abraço. Mesmo que esse alguém esteja do outro lado do mundo.

    Um forte abraço ao Arrumadinho e ás pessoas de que ele falou neste post. 🙂

  28. Este, foi sem dúvida dos post mais bonitos que li hoje. Sem dúvida tocante e tão real, que até assusta.
    Eu já senti solidão, por isso, no meu antigo blogue coloquei o meu email. Coloquei-o, não só para transmitir que ali estava, como para qualquer desabafo, partilha, etc.
    Temos de ser uns para os outros e se todos fossemos assim, o mundo seria melhor.

    Catarina Valadas ( Cerqueiravaladas@gmail.)

  29. Existem pessoas que vivem o vazio do nada, mesmo entre mil e uma pessoas! Consigo sentir a solidão dentro do ser humano e sei que dói na alma. Acho que a melhor forma de ultrapassarem esse vazio existencial é mesmo dar algo a alguém sem esperar nada em troca, ajudar pelo simples prazer de estender uma mão amiga…

DEIXE UMA RESPOSTA