Séries que valem mesmo a pena

31
7387
A série "Orange is The New Black" faz parte da lista
Tal como previa, neste mês que já levo de licença de paternidade tenho tido oportunidade de pôr em dia algumas séries que andei a acumular durante muito tempo, mas tenho conseguido, também, ver outras novas que foram sendo lançadas lá fora. Quem me lê sabe que sou um apaixonado por ficção, seja ela qual for, e, por isso, queria também destacar aqui uma estreia nacional arrojada que chega para a semana.
Mas comecemos pelas séries estrangeiras.

“Orange is The New Black”

Depois de “House of Cards”, a Netflix lançou, de forma discreta, esta série de 13 episódios, criada pela genial Jenji Kohan, autora do “Weeds”. “Orange is The New Black” (8,7 no IMDB) conta a história de Piper, uma mulher que é condenada a uma pena de prisão mais de dez anos depois de ter cometido um crime (tráfico de droga), uma aventura em que se meteu apenas por uma vez, mas que aconteceu numa conjuntura especial: no passado, namorava com uma dealer e pisava constantemente o risco por causa da mulher que amava. Acabou por deixar essa vida, assentou, apaixonou-se por um homem, ficou noiva, e, perto do casamento, uma denúncia levou a polícia até ela, e acabou presa, quando já nem se lembrava do passado longínquo.

Na cadeia, Piper vai conhecer personagens verdadeiramente brilhantes, complexas, intrigantes, muito bem construídas e com um arco notável (para quem não sabe, o arco é o percurso de uma personagem, que começa de uma maneira e termina de outra, normalmente muito diferente, por influência das acções dos outros, das tramas, das curvas da vida).Vi os 13 episódios da série em meia-dúzia de dias, sempre agarrado à história e cada vez mais envolvido com as personagens, que mesmo sendo muitas, acabam por nunca nos confundir, já que são muito diferentes umas das outras, peculiares e complexas. Boa notícia: ainda antes da estreia do primeiro episódio, a Netflix anunciou a compra da segunda temporada. Má notícia: a segunda temporada só estreia em Janeiro de 2014.

A revista “Rolling Stone” escreveu há umas semanas um artigo muito interessante sobre a série, comparando-a com “House of Cards”, e destacando o facto de ter tido um orçamento de zero para promoção, enquanto que a série realizada pelo David Fincher e protagonizada pelo Kevin Spacey teve uma cobertura mediática mundial. No entanto, para a “Rolling Stone”, “Orange is The New Black” consegue ser ainda melhor. Para mim também.

833Olho para esta foto e recordo-me de histórias maravilhosas de cada uma destas personagens – e isso diz tudo

“Broadchurch”  

Assim que acabei de ver o “Orange” peguei nesta produção da BBC América, que retrata a vida numa pequena cidade costeira inglesa, Broadchurch (8,1 no IMDB), que vive de forma intensa a morte de uma criança de 11 anos, filha de um casal que parecia perfeito. O crime vai ser investigado pela chefe da policial local, que conhece a criança, os pais, e toda a gente de Broadchurch, e um polícial de fora, que vem liderar a equipa de investigação, mas vem fragilizado e marcado por um falhanço recente, já que não conseguiu descobrir o autor de um outro crime, que foi notícia em todo o país, com contornos parecidos. Broadchurch recebe-o com desconfiança, a sua equipa recebe-o com desconfiança, e as coisas pioram quando ele começa a apontar suspeitos: o pai da criança, o padre da cidade, o velhinho dono da banca de jornais, etc. A série tem um lado muito bonito: a forma como é filmada a dor. Tem cenas verdadeiramente marcantes, tristes, de desespero, sofrimento. É uma história um pouco à imagem de “The Killing”, muito bem contada, com personagens incríveis e uma trama muito bem desconstruída. São oito episódios que se vêem a correr. Não sei se haverá uma segunda série, mas temo que se houver será apenas mais do mesmo, por isso, é bom que deixem a coisa ficar assim, e não estraguem o que é muito bom.

As enigmáticas personagens que vivem em Broadchurch, todas elas marcadas pela morte de uma criança
 
“Mourinho and The Special Ones”
Ainda não vi, mas tenho muita curiosidade em ver a nova série animada em 3D que a SIC vai emitir dia 31 chamada “Mourinho and The Special Ones”. Esta produção da Sports Star Media é 100 por cento portuguesa e conta a história de um grupo de miúdos que se reúne para defrontar uma equipa poderosa, mas que não sabe que na bancada irá estar um espectador especial: José Mourinho. O ponto de partida parece-me engraçado, a animação também, e fico muito contente por uma estação nacional dar uma oportunidade a um género (a animação) sempre muito marginalizado, de nicho, e que não costuma caber em canais generalistas.
new-picture2

31 Comentários

  1. hoje, sem nada para fazer, lembrei-me deste teu post e vi Broadchurch. Do início ao fim. E gostei imenso. Abriste-me a curiosidade e valeu bem a pena! Como nunca a teria visto se não fosse por sugestão tua, aqui fica o meu obrigado. =)

  2. O The Killing original (dinamarquês) é simplesmente espectacular… mil vezes melhor que a versão americana. Nem tem comparacão! A BBC tem uma versão com legendas.

  3. Olá Arrumadinho.. vou começar a ver essas tuas sugestões.. e Newsroom? Gostas? comecei a ver esta semana e já acabei a primeira temporada ( estou a gostar).
    Estou a seguir o under the dome e já vi o the fall (gostei).

  4. Estou bastante viciada em “Orange is the new black” . E a culpa é da sua senhora, Pipoca Mais Doce, que me meteu o vício ! Estou a adorar . É uma pena a segunda temporada ser para o ano. Mas que venha em grande ! 🙂

    Ana
    um-dia-talvez-quem-sabe.blogspot.pt

  5. Também adorei o “Orange is the new black” e a “Broadchurch”, mas a série que eu mais gostei nos últimos tempos foi a “Top of the Lake”.
    Outras séries que eu também acho que são muito boas e valem a pena:”Luther”, “The Bridge”, “The Killing” (já saiu a temporada 3), “The Fall”, “Those Who Kill” (dinamarquesa: Den Som Draeber) e “Ray Donovan”.

  6. Tambem nao consigo aceder à "Orange is the new black" em lado nenhum, nem essa nem uma que a pipoca ja falou tambem 'the big c', fiquei msm curiosa.. nao me sabe dizer onde veem? Obrigada fico a espera duma resposta

  7. Desde já obrigado ao arrumadinho que fez este ótimo post, fiquei interessada pela primeira série e enquanto não cheguei ao último episódio não descanei, vi online neste site ( http://megafilmeshd.net/series/orange-is-new-black.html) não é legendado, quando forem a ver os video cliquem em "play" e depois "pause" porque precisa de carregar. Desejo a todos o leitores uma boa visualização =)

  8. Também ando para ver "Orange is the New Black"; ainda não tive tempo para iniciar uma série nova e sei que se gostar vejo tudo de seguida !
    Já agora Arrumadinho não sei se tens acompanhado a ultima temporada de Dexter, por acaso tenho curiosidade em relação ao que achas desta última temporada, gosto muito das tuas análises.

    Maria

  9. Olá arrumadinho 🙂

    Onde vê esta série? Nalgum canal? Estou curiosissima desded que a Pipoca fez um post sobre ela.

    Obrigada

  10. Orange é muito bom.

    Ainda não viste Orphan Black? Como a Sofia diz, do melhor de 2013. Nunca mais chega a segunda temporada. Fabulosa série.

    Conheces Sons Of Anarchy? Do melhor da actualidade. Breaking Bad de certeza que vês. Luther e Sherlock? Muito bom.

    São tantas que acabo por me esquecer sempre de alguma…

  11. Comecei a ver a série ontem e já vou no quinto episódio! Estou a gostar imenso!!

    No entanto, se me permite uma pequena correcção, a Piper foi condenada apenas a 15 meses de prisão! 🙂

    Obrigada pelas sugestões, estou com falta de séries para ver! 🙂

    MM

DEIXE UMA RESPOSTA