Olá amigos, eu sou o Manolo

113
13118

Eu sou o Manolo, tenho 19 dias e estou quase a ir viver para casa dos meus novos papás, o Arrumadinho e a Pipoca. Ainda vou ficar mais três ou quatro semanas com a minha mamã, depois vou levar as vacinas e só então é que posso ir conhecer a minha casa nova.

Tenho mais sete irmãos, mas eu sou o mais pequenino e bonito da ninhada.

Os meus novos papás que se preparem, porque eu vou fazer-lhes a vida num inferno. Mas acho que eles vão gostar de mim na mesma. Pudera, basta olhar para este meu focinho.

Quem é que é capaz de não me adorar?

113 Comentários

  1. Como é que Portugal não tem que estar em crise? Se existe uma crise de valores imensa. Deixem o homem comprar o cão. Mas ele foi pedir-vos algum dinheiro para isso? Ele matou alguém? Roubou? Oh por amor da Santa! Há gente que não tem mesmo nada que fazer a não ser criticar a vida alheia.

    Boa tarde!

    P.S – O Manolo é lindo. Quem me dera a mim ter um. Não posso, mas adoraria. Muitos parabéns e muitas gargalhadas irão dar certamente com as suas "trafulhices". Beijinhos!

    Xénia

  2. Cara Remodelista,
    Não percebi a conversa do viver na rua. Fiquei perdido. Lamento.
    Quanto aos cães pequenos fazerem as necessidades na rua, não me estás a dizer nada de novo, que fique bem claro.ALiás deve-se colocar uma folha de jornal para que ele aprenda que numa 1ª fase fará ali as necessidades.
    Está claro?
    Agora, o que tu deste a entender é que serviria para todo o sempre, como se estivesses a falar de um gato. Aprende a completar o teu raciocinio e deixa de ser chica esperta.
    Era só que faltava ter que aturar mais uma tontinha armada aos cucos.

  3. Desde que apanhe os dejetos do cão quando for à rua,não há problema quem diz rua diz(parques INFANTIS,praias,passeios etc.)isso tanto faz que adote ou compre é regra elementar,é pena que a grande maioria dos donos não faça isso,de resto felicidades para o Manolo.

  4. Parabéns pelo amoroso Manolo!!! Não deixem de pesquisar sobre um treinador (Fernando Silva – Educacão) que é só o melhor treinador de Portugal e que faz coisas tão interessantes como participar em projectos de detecção de cancro com cães, faz quase todos os anúncios, novelas, programas com cães e animais em geral em Portugal e que tem uma escola onde somos nós que treinamos os nossos cães. Dá trabalho? Dá. Mas compensa em muito ver os progressos dos animais. É o melhor conselho que posso dar e também já o deixei no blog da Ana. Pesquisem e se forem um dia à Educacão não deixem de me procurar, sou a dona do Gelado.

  5. O Manolo é muito lindo! Adoro esta raça também… Muitos Parabéns! 😀
    Mas nem sempre a vinda de um cão é um pesadelo, podemos e conseguimos ter um cão perfeito, basta querermos e trabalharmos nesse sentido.
    Tenho vários posts de cachorrinhos no meu blogue, com muitos conselhos de adestramento canino que teria muita honra que desse uma vista de olhos.

    http://passoscaninos.blogspot.pt/search/label/Cachorrinhos

    Tudo de bom e se algum dia precisar de alguma coisa tou ao dispor.

    Saudações caninas,

    André Moreiras
    Passos Caninos

  6. Três conselhos:
    1º – o cão só pode ser separado da mãe e dos irmãos às 8 semanas, qualquer criador que o faça antes do tempo é um mau criador (simplesmente quer despachar o cachorro porque dá trabalho e despesas);

    2ª – o período máximo da sociabilização dos cachorros é da 8ª à 14ª semana de idade, por isso escolham já uma escola onde o possam fazer (aulas de sociabilização para cachorros), o cão precisa de neste período estar em contacto com o máximo de estimulos possíveis: barulhos, carros, ser manuseado, cães, etc. de forma a ser um cão equilibrado sem problemas comportamentais;

    3º – pesquise sobre treino positivo, cesar millans só dão show, é tudo treta e está cientificamente provado que para se educar um cachorro não é preciso recorrer a correcções físicas nem a estranguladoras (treino tradicional).

    Boa sorte com o cachorro!

  7. Anónimo das 16:49de 20 de Setembro:
    Onde é que está implícito? Em cada esquina, em cada rua, infelizmente.
    O meu comentário nada tem de exaltado (mas se calhar "está implícito", lol) porém, para lhe ter despertado assim tanta atenção, toquei em algum ponto sensível, foi? 😉

  8. Ás vezes parece que há gente que acha que os cães são muito mais importantes do que as pessoas ,(os meus são MUITO mais importantes do que MUITAAA gente, mas isso é outra história)porque ficam chocadas quando se compara a adopção animal à adopção de seres humanos… então não é, ou deveria ser muito mais importante e bonito adoptar um ser humano?? Quando se trata de cães: "ai valha-nos nosso senhor que foi comprar um cão com tantos a precisar de dono", mas quando pensam em ter filhos nem pensam sequer nos milhares de crianças que estão a precisar de uma família… claro que não… o filho tem de ter os olhinhos do pai e as pernas da mãe, para ser giro ouvir comentários tipo: aiii sai mesmo à mãeeeeee, isso é que importa, agora se há crianças a precisar de um lar não interessa nada.

  9. Sm, também comprei um…o meu namorado tinha o sonho de criança de ter um sharpei e como obviamente ninguém os dá…;)
    A nossa tem 4 meses e meio. Como já disseram aqui, fomos busca-la com 2 meses e uma semana, que é o mais indicado.
    Preparam-se para o que aí vem…o choro na 1ªsemana, o não poder sair enquanto não cumprir todo o plano de vacinaçao da malvada da parvovirose, com tudo o q isso implica (nomeadamente sujar a casa toda), etc. Escolham uma boa ração e já sabem, nada de pestiscos à mesa (os avós é têm essas manias). Amor, carinho, disponibilidade mental para entender as travessuras, disponibilidade para ir a rua as 7 da manha, mesmo quando está frio e a chover…
    Eles merecem tudo! É ve-los a confraternizar uns com os outros, a cheirar tudo e a querer explorar, a abanar a cauda como loucos quando nos veem…:D Felicidades p os 3*

  10. Eu procurei pelo post acerca da Serie "Newsroom", eu juro…mas não encontrei (um campo de pesquisa no blog é uma coisa que, sempre, faz falta).
    Sendo assim só queria dizer para toda gente ver "Newsroom"…é das melhores que ja vi…é cativante…culta..tem uma escrita inteligente, divertida, surpreendente…a quimica entre as personagens é extraordinaria…a empatia criada com o espectador é qualquer coisa de outro mundo…
    Pena a primeira temporada so ter 10 episodios…que eu vi num ápice…

    Obrigado pela dica(s),

    Parabéns pelo Manolo ;P

    (desculpem la este momento, mas depois de ver o final de temporada…foi pra isto q me deu)

  11. O importante de um cão ficar pelo menos até aos 2 meses com a mãe e irmãos é, além do leite materno é ensinado pelos irmãos e pela mãe algumas coisas básicas mas que lhe ficam para a vida como por exemplo o não morder entre outras coisas. A Viki veio para minha casa uma semana antes dos 2 meses e eu posteriormente arrependi-me. Para já não falar das questões psicológicas, tive que pagar uma das vacinas que supostamente ela ainda iria tomar no criador. ( foram 34 euros ). Depois com 2 meses eles ainda são mesmo muito pequeninos, fazem imenso xixi e cócó por todo o lado e a diferença deles de semana a semana é enorme !

    SUPER IMPORTANTE – Parece óbvio mas eu não sabia, não coloquem o sitio onde ele irá comer e dormir ao pé do sitio onde deve fazer as necessidades. Os cães fazem as necessidades longíssimo do sitio onde dormem e comem. Ah.. e preparem-se porque é provável que ele coma o próprio cócó numa fase inicial…

    Mais informação :

    Em geral não se recomenda desmame antes dos 60 dias, sendo desejável que o filhote seja separado da mãe aos 90 dias. É nessa fase que a mãe ensinará ao filhote as lições necessárias à vida adulta. É aqui também que o papel do criador se torna importante: grande parte da sociabilização ocorre nessa fase. Recomenda-se, então, que os filhotes sejam apresentados às mais diversas situações de nosso quotidiano: andar de carro; estar em contato com os mais diversos tipos de animais e pessoas; barulhos (músicas, fogos…)… Expondo os filhotes às situações, logo percebemos as que trarão problemas de adaptação. Como o cão é novo, Contornar a situação é bem mais fácil.

    Aos 90 dias de vida, grande parte da personalidade do cãozinho já está formada. Procure, então, conhecer a ninhada toda e os pais: através desse conjunto você pode ter idéia se algum desses filhotes se encaixa no perfil que está desejando para a família. Repare nas instalações da casa (devem estar limpas e arejadas) e no modo de interação do criador com os animais (que deve ser a mais amistosa e natural possível).

    http://www.saudeanimal.com.br/artigo_luigi_lar_doce_lar_cao.htm

    xx

    Joana

    http://remodelista-lx.blogspot.pt/

  12. Arrumadinho, em primeiro lugar deixe-me dizer-lhe que tem muuuuita paciência! Há cada comentário, que fáxavor… Bom, ao ver esta imagem, a mim, apenas me dá vontade de querer ter um igual! Ter animais é uma das melhores coisas que existem! Nunca desiludem! E este, dá uma vontade imensa de apertar de tão fofo que é! Divirtam-se com o novo membro da família e vão publicando fotos! Raquel

  13. Olá Arrumadinho

    Não caias no erro de ir buscá-lo antes das 8, 9 semanas.As mães ainda têm muito para ensinar, o convivio com os irmãos é muito importante para a sua sociabilização. Tens maiores probabilidades de ficar com um cão ansioso, nervoso e mais desobediente se for retirado muito cedo da companhia da mãe. Ana Félix

  14. Eu não critiquei a si por ter comprado um cão, que realmente é um amor.Critico, sim quem faz disso negócio, que nem querem saber a quem os vão vender, se tratam bem deles ou não, mas sim o dinheirinho que eles valem.Penso que vocês o vão tratar lindamente, isso não tenho a menor dúvida, só que mais uma vez digo que há tanto cachorro sem condições nenhumas, prontos para abater que vos fariam também muito felizes.

  15. É lindo, mas atenção ele vai crescer, tal como nós, humanos. Tenho 4 cães, de raças diferentes, e cada uma (esqueci de dizer que as 4 são cadelas, senão poderia haver algum azar… Ups! ) tem a sua personalidade. São tratadas com muito amor, amizade, paciência e alguns euros!!!!! Acho lindo, estes bichos são amigos, fiéis, destruidores(enquanto pequenos 1 ano mais ou menos), depois é só curtir e! Felicidades para vocês, e, claro, com o MANOLO!!!!! Sejam felizes, e tu também MANOLO! Esqueci de dizer que eles se adaptam fácilmente, o resto é penauts……"

  16. Não concordo com a aquisição nestes moldes, já que de facto há milhares e milhares de animais por aí.
    Agora já está, já está. É mimar e cuidar como se fosse um filho.
    Se puderes e se já não o fazes, ajuda uma qualquer associação com umas sacas de ração e o vosso lugar no céu estará novamente ao dispôr.
    Mas, e tenho de discorder num ponto.
    Os criadores são mercenários. Simples. Fazem-no por dinheiro e colocam a cadela a ter ninhadas atrás umas das outras. Não estou a dizer que não adorem a raça, e que não gostem de animais.
    E esteriliza o bicho.
    Boa sorte

  17. 'O problema é que a maioria das pessoas ainda vive num antropocentrismo medieval, como se o ser humano fosse o centro do universo e as outras espécies estivessem cá para nos servir.'

    As pessoas exaltam-se um bocadinho nos blogues e dizem coisas tão descabidas… Mas onde é que isto está implícito? Onde?

  18. Boas,

    já tive um jack russel(infelizmente morreu num acidente e devido a crise não tenho possibilidades de comprar outro.) mas confirmo ser o cão mais inteligente do mundo, mais divertido, e mais amoroso…vai se tornar num instante o vosso melhor e inseparável amigo…

  19. Depois de ler comentários tolos e de INVEJA só penso na canção do Quim Barreiros! "É só inveja, é só inveja, é de covardes que não luta. Quem fala mal de mim, ou é ladrão ou filho da…"
    Cada um tem o dever o direito de escolher que pretende!!! Se tem dinehiro ou não, qual o mal? Se quiserem ver casos de pessoas que acolhem animais abandonados (que não sou contra pq tb já acolhi alguns)vão a outras figuras mediáticas!

    E a parvoíce tem limites. Fizeste bem em não publicar os comentários!:)

  20. Isabel (veterinária),

    o meu cão veio pra minha casa (que é um apartamento com quintal e ele nunca lá vai porque não quer…)com 18 dias e não tem nenhum desses problemas comportamentais de que fala. Foi rejeitado pela mãe, criei-o a biberão e está feliz da vida.

    Parabéns Arrumadinho, eu também comprei o meu Jack. Parece que vamos para o inferno… Só gostava era de saber se alguns dos que te criticam por não teres adoptado, já o fizeram.

  21. Parabéns ao manolo que vai crescer em berço de ouro,quero alertar que manolo não vai à sanita, é preciso toda uma logistica e não deixar os dejectos caninos na via pública.Sou contra quando o cão é maior que a casa e. quando as pessoas pedem subsídios estatais para as rendas e depois exibem belos exemplares caninos (sinto-me lesada).Sei dum predio conforme os animais chegam ao seu fim de vida´,não autorizam mais animais no prédio.Fico-me pelo NIN…

  22. regras. regras de boa educação a partir do momento que puser a patinha em casa.
    e nada de o trazer antes de 3 meses. antes disso é muito cedo.
    fala a experiência.

  23. Que coisa boa! Eu tenho uma cadela, arraçada de labrador que foi "pescada" num canil da Camara (foi rejeitada por uma mancha branca no sitio errado). É tipo o cão que aparece no anúncio da Scotex (ou melhor, era há uns anos atrás que agora está enorme). É uma doida varrida, mas nós adoramo-la e vai conosco para todo lado. Confesso que só fazemos férias em Portugal, mas nem sequer me passa pela cabeça deixá-la num pseudo-hotel para animais.

  24. Digam lá que influência tem na vossa vida o facto de o Arrumadinho comprar um cachorro ou adoptar? Eu não compraria porque sou contra o comércio de animais. Mas isso sou EU!

    E a comparação com crianças é descabida porquê? Aplaudo o facto de o Arrumadinho a ter feito sendo pai, só mostra que tem uma mente aberta.
    O problema é que a maioria das pessoas ainda vive num antropocentrismo medieval, como se o ser humano fosse o centro do universo e as outras espécies estivessem cá para nos servir. E em Portugal esta falta de respeito verifica-se muito, infelizmente.

  25. Arrumadinho, em primeiro lugar ignora a gente parva!!! É que nem vale a pena chateares-te! É mesmo como li aqui alguém comentar e muito bem: "Preso por ter cão e preso por não ter!"

    Eu estou a fazer casa e quero ter um cão, vou adotar porque sempre quis adotar mas não venho para aqui criticar as opções de outras pessoas…é mesmo como dizes: SÃO OPÇÕES!!!!

    O meu noivo quer ter um cão específico…o mais provável é ficarmos com dois, um adotado e outro não (a não ser que o encontremos em adoção, claro). No nosso caso, o segundo nem será preciso comprar porque conhecemos alguém que os tem e terá todo o gosto em dar-nos.

    Mas é como já disse, opções são opções e NINGUÉM tem o direito de estar para aqui a tecer juízos de valor acerca das pessoas só porque decidem comprar um cão!!!! O importante é que o amem e tratem bem, como tenho a CERTEZA que farão!

    Finalmente e em segundo lugar:

    O QUE É ISTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO?????? É A COISINHA MAI LINDA QUE EU JÁ VI!!!! :))))))

  26. Que lindo ! É um Jack Russel ? Eu tenho uma Bulldog Francês, a Viki de 4 meses e é uma linda pestinha ! Alguns conselhos : têm que ter cuidado com os passeios na rua sem vacinas mas é importante um cão socializar com outros desde pequenino. Os xixi's são sempre um problema, especialmente porque até aos quase 5 meses não devem sair à rua com frequência. PS- os sprays repelentes e os que incentivam o cão a fazer xixi não funcionaram com a Viki. Funcionou sim um sistema de recompensa com biscoitinhos próprios e ela agora só faz xixi e cócó na varanda onde é mais fácil de limpar 🙂

    A minha durante o dia dorme imenso e eu deixo-a algumas horas sozinha quando vou para o ginásio para ela se ir habituando. De resto é só dar amor e carinho ( e ração boazinha ).

    Também tive muita gente a dizer para eu adoptar um e se pudesse adoptava mas eu adoro esta raça e queria mesmo uma cadelinha assim. É de louvar quem o faz mas são opções de cada um, também há muitas crianças abandonadas no mundo e a maior parte de nós resolve ter filhos biológicos… são opções…

    Muita sorte para a família e tudo de bom. Se quiseres ver fotos da minha Viki podes seguir este link :

    http://remodelista-lx.blogspot.pt/2012/07/quem-veio-trabalhar-comigo-hoje.html

    xx

    Joana

    http://remodelista-lx.blogspot.pt

    https://www.facebook.com/RemodelistaLx

  27. Quando se fala em comparar crianças com animais, é na questão da adoção! Não no amor que sentimos por eles! Eu tenho gatos e uma cadela, e tenho uma filha. Para mim, são todos filhos 🙂 com as devidas diferenças, é claro!

  28. Parabéns pelo Manolo e já agora tb pelo lindo nome 😛 Deixo-vos um conselho que já foi dito várias vezes. Deixem o Manolo pelo menos 2 meses com a mãe e irmãos. Experiência própria. Fui buscar a minha cadelinha que tinha menos que essa idade( como é abandonada, não trouxe certidão de nascimento 🙂 ), e parece que nos "adoptou" como pais. Isto é tudo muito bonito, mas ela ficou completamente dependente de nós. Posso-vos dizer que ela fazia as necessidades na nossa varanda ( quando ainda não tinha as vacinas) e nós tínhamos de ir com ela, fosse de noite ou de dia, pois ela não conseguia estar sem nós. É exaustivo. Hoje em dia ( já tem quase 2 anos), e depois de ter treino, já consegue, mas ainda tem muito medo se não nos vê. Relativamente à polémica cão/criança, tenho uma bebé de 4 meses e não deu tanto trabalho durante as noites que a minha cadela. Durante os primeiros meses com a cadela, tínhamos de acordar de 2h em 2h para a por a fazer xixi. 😀 Sou a primeira a comparar as duas. Felicidades para os 3!

  29. Que fofura!!

    Desejo-vos muita paciência, nestes primeiros tempos!!

    Eu tenho uma bouledogue francês, a juanita, tem 6 meses e ainda hoje tenho mini avc's 😀 Mas é um amor!!!

    Os cachorros são umas feras preparem-se!!!

  30. Muitos parabéns Arrumadinho e boa sorte porque quando são pequenos são o diabo;)
    quanto a comparar animais a crianças só quem não conhece a realidade do mundo é que acha uma comparação estúpida. Tenho a certeza que gosto mais da minha cadela que muitos pais gostam dos filhos ( e sei do que falo porque cresci num orfanato).
    Gostava era de saber se quem veio para aqui mandar postas de pescada alguma vez deu um euro que fosse a uma instituição de animais… realmente a pobreza de espirito é a praga deste século…
    beijos e boa sorte com o cãozinho, se queres um conselho, logo que possas vacina-o contra a leishmaniose, é um bocado caro mas vale a pena, é outra praga que aí anda e acaba com um cão em manos de nada.

  31. Mas que parvoíce é essa do debate de adoptar ou não!? Cada um faz aquilo que quer. Se o arrumadinho sempre teve o desejo de ter um jack russel, por que raio é que não pode ter um?? Valham-me Santa Engrácia!! Em Portugal parece que temos de justificar todos os gestos e decisões! Enfim, é o que temos. Resumindo e baralhando, desejo-vos muitas felicidades com este vosso novo amigo de 4 patas, que é pequenino mas tem um coração enorme e de ouro. É uma delícia este Manolo 🙂

  32. Eu faço parte daquele grupo que pergunta sempre aos amigos "oooh porque não adoptas? há tantos lindos e queridos à espera de uma família, amor, água e comida".
    Faço parte daquele grupo de pessoas que publica no mural do facebook apelos para ajudar animais em condições degradantes, faço parte do grupo de pessoas que se emociona a ver notícias tristes de animais abandonados e notícias felizes de animais outrora sem casa ou comida e agora felizes e com direito a uma família.
    Contribuo mensalmente para uma associações e ainda sou madrinha de dois animais nessa associação. Tive que me deixar de outros luxos, mas os animais são a minha causa.

    E agora, o motivo pelo qual já fui chamada de hipócrita: eu também comprei um cão de raça.
    Quis uma cadela de uma raça específica, durante anos! Os meus pais nunca deixaram e então quando tive a minha casa foi das primeiras coisas que procurei. Foram 18 MESES à procura de um criador de confiança. Conheci IMENSOS "criadeiros", vi imensos cachorros e tive sempre que ser racional e pôr o coração de lado, porque na verdade queria era trazê-los todos comigo.

    Depois de muito estudo sobre a raça incluindo defeitos genéticos, o que procurar num cachorro na hora da compra, etc.
    Acabei por ir a Espanha conhecer um criador. Estive em casa deles várias vezes. Este casal tratava os poucos cães como família. Este casal não vivia às custas do dinheiro que as ninhadas lhes trazia. Fazem rastreios para que doenças e defeitos genéticos não sejam passados aos descendentes, levam cães a exposições para que os parametros da raça sejam avaliados (algumas das quais fiz parte para perceber como funcionam) e isto custa MUITO DINHEIRO!

    Ser um bom criador (e não criadeiro!) custa muito dinheiro e muito tempo. E se não fossem estas pessoas cujo trabalho deve ser PAGO, as raças estariam extintas!

    Se concordo que as pessoas comprem animais de raça? Concordo, desde que o façam como eu fiz. Desde que não estejam a contribuir para que estas pessoas sem o mínimo de amor pelos animais e respeito pela raça tragam mais RAFEIROS ao mundo, quando já há tantos a morrer nas ruas.

    Quando me perguntam se a minha cadela é anã e se cortei as orelhas eu respondo: "Não. A minha cadela pesa 2kg e está dentro do limite da raça que é 3kg. A minha cadela tem as orelhas espetadas pois é assim que deve ser. A minha cadela tem o pêlo mais sedoso que o meu próprio cabelo pois é assim que deve ser. O seu cão é lindo, mas são 10kg de rafeirice"

    Quando me perguntam se quero fazer criação pois nunca viram cadela tão linda eu respondo "A minha cadela foi esterilizada após o primeiro cio. A minha cadela não é maquina de fazer cachorros nem eu sou criadora. Por favor, não faça criação com esse cão, não traga mais rafeiros ao mundo!"

    Em relação ao Manolo, ele é lindo. E espero que tenhas tido em consideração o que acima que referi.
    Felicidades para o novo membro da família.

    Bia Pinho

  33. Não sei que criador é, mas vender um animal, antes de completar os 2 meses, parece-me a mim que não deve ser dos melhores…
    Apesar de ser voluntária numa associação, não sou fundametalista em relação à criação de cães/gatos, porque tb acho que há raças que devem prevalecer, nomeadamente, as portuguesas, que não é aqui o caso. Era muito melhor recorrerem a abrigos com dezenas de crias para adotar, porque estariam a salvar vidas (e não vamos comparar adoção de animais com crianças, que é no minimom ridiculo) e não a alimentar economias paralelas, e, quem sabe, alimentar igualmente a exploração animal por algum "criadeiro"….espera que pelo menos tenham investigado a forma como estão/são os pais do Manolo! No entanto parabéns, e muita paciência para ele! São umas pestes maravilhosas, e os melhores amigos que se podem ter! Não esquecer que todas as coisas que ele vai destruir, e sujar, são apenas isso…coisas! Felicidades!

  34. Oh pá eu ia comentar que o Manolo é lindooo e que bla bla bla, mas já li tantos comentários disparatados que me fico por aqui!

    Parabéns pelo Manolo! 🙂

  35. Felicidades para o pequeno Manolo. Não posso no entanto deixar de referir que a minha opção seria sempre a adopção de cães em situação de abandono. Afinal o que interessa verdadeiramente é o amor e carinho que eles nos darão, rafeirinho ou não!!

  36. O manolo é lindo!!!!
    Segue apenas o conselho de não o trazeres para casa tão cedo… sei do que falo….
    Para os donos mais duas semanas menos duas nã fazem diferença nenhuma, mas para o canito é muito importante!!!
    Quanto á polémica nem me manifesto porque não vale mesmo a pena…
    E já agora não achei assim tão absurda a comparação!!!!
    Felicidades

  37. Eu tenho duas rafeiras a Rafa e a Iris. A Rafa tem 10 meses e é uma malandra, muito teimosa e comilona mas quando estou triste porta-se muito bem e lambe-me a cara. A Iris se fosse humana seria a Paula Abdul, tanto que nós lhe chamamos Iris Abdul. Adora festinhas e andar ao colo e semicerra os olhos quando fazemos o que ela gosta. Adoro as minhas cãobronas.

    O Manolo deveria ficar com a mãe canina até aos 2 meses. Quanto a compra de coisinhas e ração recomendo a tiendanimal ou então a Petness. Quando adoptei a Rafa senti-me inundada em informação sobre rações e cá vão os uns conselhos: evitar dar coisas com subprodutos animais e evitar rações cuja composição se inicia com cereais. Acana, Taste of the wild, Naturea (marca portuguesa) e Origen são óptimas rações.

  38. Eu desde que ouvi num restaurante alguém dizer que numa situação de salvamento em que só podia salvar uma criança ou um animal, preferia o animal, porque gosta mais de animais do que crianças, desde que ouvi isto, já não me choca nada comparar animais com crianças.

    Felicidades para todos.

  39. São tão lindos quando são assim pequeninos. Temos um labrador com 8 meses que foi lá para casa com um mês. Escusado será dizer que durante muito tempo deu más noites porque chorava porque ficava sozinho. Agora chama com a sua "choradeira" de manhã para o levarmos à rua porque já deixou de fazer no quintal e passou a fazer nas longas caminhadas que fazemos com ele. Boa sorte e muita paciência porque os cachorros são como as crianças, precisam de muito carinho e atenção.

  40. Arrumadinho, o cão deve ficar no mínimo, dois meses com a mãe. Não o tragam tão cedo.

    Qt ao resto, não sei q porte o bicho terá mas isso é irrelevante desde q tenha carinho e atenção. Dizer q um cão grande não pode estar num apartamento é um mito de quem nada percebe dos bichos. O que importa é a qualidade de vida q ele tem e a qualidade de vida q tem com os donos. Se passearem e brincarem com ele o tempo correcto não há problema nenhum em ter um cão grande em apartamento.

    Um cão grande acarreta mais despesas médias, ração e logística de transporte.

    Um cão é uma enorme responsabilidade. Acabaram-se as saídas para a noite depois do trabalho sem passar por casa. É preciso levar o bicho ao xixi. Tenham isso bem presente. Ir á rua quando chove. Quando estão com sono. Tenham isso bem presente.

    Muito cuidado com o que o deixam fazer enquanto é pequeno. Ele vai crescer. Ponham limites logo desde o primeiro dia.

    Se precisarem de algumas dicas estou ao vosso dispôr dentro do meus conhecimentos.

    A regra dos 5 minutos é fabulosa! Aconselho.

    Abraços e felicidades. E deixa o bicho ficar dois meses com a mãe! ☺☺

  41. Arrumadinho, felicidades com o cao, isto ha gente sempre a criticar, acho bem que lembrem que ha caes para adotarem(quem sabe o proximo) mas puxa, deixem eles curtirem este momento de felicidade, principalmente para a Pipoca que é o primeiro cao dela.O que eu ja disse a Pipoca e digo aqui é so, esterilizar o cao, se nao querem ser criadores, esterilizem o cao. De resto toda a felicidade do mundo com o cao, tratem bem, e deem carinho, mas claro, levem ele a passear.

  42. Gosto de cães e por mim tinha uns 20 ou mais, não posso, tenho 3, de raça porque assim calhou, foram-me oferecidos.

    Já tive rafeiros, com pedigree, cruzados, enfim de tudo, mais do que criticar a compra ou adopção, cabe a nós quando queremos um cão poder decidir raça ou não, porque sentimos mais afinidade com determinada raça por uma questão de comportamento, tamanho, estética, etc.

    Existem muitos cães para adoptar, é uma realidade, mas também existem criadores com "C" grande que se esforçam por desenvolver as qualidades da raça. Claro que depois existem os outros, autenticas fábricas de cachorros que cruzam tudo de qualquer maneira com um único objectivo, dinheiro e as lojas de animais que mais não são do que grandes montras de venda de impulso e essas sim contribuem para o aumento do abandono.
    Cabe a todos nós saber separar os bons dos maus e adoptar ou comprar em pessoas sérias que gostam de animais e se preocupam com eles.

    Não me choca a comparação do Arrumadinho, o que interessa é a ideia que ele quer passar.

    Gila

    PS: Já agora, mais do que adoptar, também se pode apadrinhar cães/gatos na União Zoófila, voluntários? Não precisa espaço ou tempo …

  43. Arrumadinho…
    A escolha de ser adoptado ou não é sua mas um verdadeiro criador não deixaria o cãozinho ir tão cedo para a sua casa. Se não quer ter um animal com problemas, o mínimo que ele deve ficar com a mãe serão 8 semanas. O mínimo! Deixe-o aprender o que deve com a mãe e só assim terá um bichinho equilibrado. O resto é só amor e paciência e isso vocês devem ter de sobra 🙂 Felicidades

  44. Boa sorte. Acho que um cão além de um excelente companheiro, testa a nossa entrega a outro ser e cultiva a noção de responsabilidade. Quando são cachorros são peluches e trapalhões. Com a idade adquirem serenidade tornam-se um companheiro fiel e atento. Não há nada como abrir a porta de a casa e ter alguém extasiado com a nossa chegada. Para o dono pode parecer simples alegria, mas para os cães é um dos momentos do dia.

  45. Arrumadinho, já deixei um comentário na Pipoca, mas nunca é demais relembrar: vocês vão tirar o cachorro à mãe muito cedo! Se ele ainda nem três semanas tem, daqui a 3/4 semanas tem 6/7 semanas, o que não é, de todo, a idade correcta para levar um cachorro para casa. Essas duas semanas que vão entre o desmame (às 6 semanas, mais ou menos) aos 2 meses são essenciais para o desenvolvimento correcto do carácter do cachorro, pois a mãe e os irmãos vão ensinar-lhe coisas que nós não conseguimos. É a diferença entre ter um cão adulto equilibrado a ter um animal nervoso, tímido, dominante. Os terriers não são animais fáceis, um animal pouco sociabilizado muito menos. Falo-te como veterinária, não tens ideia da quantidade de animais que aparecem à consulta com problemas comportamentais. A idade ideal para retirar o cachorro será entre as 10-12 semanas, mas o mínimo dos mínimos são as 8 semanas. Já disse à pipoca, digo-te também a ti, se o "criador" do vosso cão não sabe disto, não é um bom criador. Não é uma questão de ser de raça ou não ser, para mim é indiferente, é uma questão de bem-estar animal. E parabéns pela escolha, os JRT são cães espectaculares! 🙂

  46. É a coisa mais fofinha de sempre sim! Mimem-no o mais que possam, o mais que o vosso tempo permitir. Os animais são fantástico e os Jack são brutais mesmo. Super enérgicos e uns espertalhões.

    Cafezinha
    querocafecomleite.blogspot.pt

  47. Muitos parabéns pelo canito, os jack russel são as coisas mais dedicadas e inteligentes que há, se eu tivesse um cão de raça era desses. Agora, se algum dia viesse seria adotado, sim, mas também não salto à cabeça de ninguém por comprar um cão. Por outro lado, acho bem que alguns comentadores tenham lembrado o assunto. Não me pareçe que o tenham feito em mau tom (os que foram publicados, claro, podem ter existido outros que não vi) e é sempre bom lembrar essa realidade. Só não concordei com a comparação entre as crianças e os animais adoptados. Não acho que seja bem a mesma coisa a decisão de adoptar ou ter um cão ou um filho.
    Mas em relação aos criadores, ainda bem que só conheces dos bons Arrumadinho. Eu já trabalhei nessa área e deixa-me dizer -te que, se bem que Portugal não é nem de perto nem de longe o pior, eu vi coisas enquanto estava na área que me deixaram muito desiludida com a raça humana. Ainda bem que vocês encontraram uma pessoa decente e que o vosso Manolo nasceu e vai crescer num bom sítio!

  48. 'Anónimo das 22.52, outra vez? Já lhe disse que decerto o Arrumadinho e a Pipoca o vão enfiar no sótão.

    Gente parva. Antes no apartamento deste casal que tem amor para dar do que no seu quintal. Parece mesmo incapacitado de amar um cão.'

    Posso só perceber de onde raio veio isto? É que fiquei à nora. Foi para descarregar a frustração do dia de forma aleatória? Acho mais do que legítimo preferir ter um cão num jardim do que num apartamento (o que aliás é o meu caso). Tenho uma boxer de 8 anos e arrisco a dizer que é bem mais feliz por ter espaço para fazer o que bem lhe apetece do que se não tivesse. Que parva que sou hein?

  49. Em resposta ao facto de viverem num apartamento.
    Algumas raças, tipo os labradores, dispensam estar num lindo jardim para estar num pequeno quarto AO LADO DO DONO.
    Sempre morei em casas com jardins e o meu labrador só lá ia se nos fossemos também. Se estivermos na sala, no quarto, na cozinha, ele também está, se estivermos na casa de banho, ele deita-se à porta e espera.
    Agora moramos num apartamento…
    O Tommy só quer a nossa companhia e um pouquinho de carinho (nao pede mais nada)!
    Claro que é complicado passear o Sr. Tommy 3 vezes ao dia, faça sol ou faça chuva… E aspirar a casa de 5 em 5 minutos…
    O amor, visivel, que ele tem por mim e pela minha familia compensa todo o nosso esforço.

  50. Mas que paciência que é preciso ter… O Arrumadinho está no seu pleno direito de escolher o cão que quiser… Ainda vivemos num país onde as pessoas são livres de tomar as suas decisões ou não?! E um cão comprado tem tanto direito a ser cuidado e amado como os cães que infelizmente tiveram o azar de ser abandonados…

  51. Anónimo das 22:49
    Tenho pena que não tenha percebido o que eu disse.

    Anónimo das 22:52
    Claro que não é a mesma coisa, a comparação é muito infeliz.

  52. Oh Arrumadinho, chuta para canto.

    Tenho uma cadela labrador que é a coisa mais fofa, mais chatinha (seeeempre a pedir mimos ou comida), mais inteligente, mais amorosa, mas tudo, tudo tudo. Epa se podia ter um rafeiro? Podia, mas de certezinha que nao era a mesma coisa. E a minha labrador até foi de borla. Assim já sou melhor pessoa? Tenho uma cadela de raça mas não paguei por ela. Já passo no teste?

    Ana

  53. Parabéns!!!! É amoroso o vosso Manolo, cá em casa mora um boxer que tb para nós eh mt especial. Só espero que esse safadinho não vos arranje metade dos sarilhos que a dondoca cá de casa jah nos arranjou. Há cerca de 8 anos que temos, quase todos os dias, uma surpresa nova, e a na maioria não são agradáveis. A sorte dele eh q nos gostamos mm muiiiiito dele. Felicidade Pat

  54. Anónimo das 22.52, outra vez? Já lhe disse que decerto o Arrumadinho e a Pipoca o vão enfiar no sótão.

    Gente parva. Antes no apartamento deste casal que tem amor para dar do que no seu quintal. Parece mesmo incapacitado de amar um cão.

  55. Que comparação mais absurda! Se a compra foi uma opção, estão no vosso direito. Mas não compare realidades completamente distintas.

    Quanto à indústria de criação de animais (e acredito que possam existir criadores que não poderão ser rotulados enquanto tal) é, sim, na generalidade, uma indústria mercenária.

  56. Cara Ana (das 22h56). Acha mesmo que o meu cão, por ter sido comprado, e não adoptado, vai gostar menos de mim? É isso? Ele vai pensar assim: bom, este senhor comprou-me, logo, vou gostar um bocadinho menos dele. Acha que isso faz algum sentido? Os animais amam quem os trata bem, sejam comprados ou adoptados. Mas lá está, tudo é polémico, tudo tem de ser discutido. Se tivesse adoptado um cão de certeza que ia ter gente aqui a criticar e a dizer que sou um pé rapado que nem tem dinheiro para comprar um cão, ou que só fiquei com o cão porque foi de borla. Como comprei, sou uma pessoa sem coração e fútil porque podia ter adoptado e optei por comprar.

  57. Há tanto cão abandonado para adoção.Não têm pedigree? São rafeiros? Mas são aqueles que mais amigos ficam dos donos.Comprar animais? criar cães e gatos só para vender? Não consigo compreender.

  58. 'Mas lá está, também há milhares de crianças por adoptar e quase toda a gente prefere ter os seus próprios filhos.' … Sou só eu que não acho bem a mesma coisa?!

    Mas vai viver no apartamento? Oh 🙁

  59. Adoptado ou comprado, com pedigree ou vira lata, o que interessa é ser bem tratado. Vão ver que não vão encontrar melhor amigão e tudo o que lhe derem ele (à maneira dele) vai-vos dar a dobrar!:)

    P.S. É tãaaao mignon!

  60. Olá Arrumadinho
    nunca comentei no teu blog mas tenho que dizer algo à Filipa B. Eu amo animais, todos sem exceção, de pessoas gosto de algumas dezenas, poucas…se achas que um animal não merece tanto ou quase tanto como uma criança o direito de ser adotado, cuidado e amado como uma criança, tenho pena de ti. Arrumadinho a tua comparação não me choca nada, nada mesmo. Tenho um cachorro labrador e digo-te que até hoje não encontrei amigo mais fiel, dedicado, meigo e brincalhão. Vais ver que por pior que seja o teu dia, quando chegares a casa e tiveres essa coisa boa ansiosa pela tua companhia, vais esquecer tudo. Se optaste por comprar um, de uma raça que desejavas muito, otimo, quanto aos milhares que estão em espera pelos canis de portugal só espero que arranjem dono depressa e que não sejam pessoas como a Sr. Filipa B. Depois vai mostrando fotos do pequeno. beijo

  61. Estabelecer a comparação entre adoptar cães/adoptar crianças ou comprar cães/TER FILHOS BIOLÓGICOS é… fiquei sem palavras porque fiquei de boca aberta.

  62. Não definiria os criadores de cães de raça como "mercenários" e "exploradores" de animais. Os que conheço são apaixonados pelas raças. Quanto ao adoptar ou não, é uma escolha de cada um. Eu queria um cão especificamente desta raça e que ainda fosse bebé. Não encontrei nenhum para adopção. Mas lá está, também há milhares de crianças por adoptar e quase toda a gente prefere ter os seus próprios filhos. São opções. Nós optámos por querer este cão.

  63. E adoptar um cachorrito abandonado?? Não é crítica mas comprar animais é contribuir para um "mercado" explorador e mercenário dos animais ( sejam de raça ou não ).

  64. É animal querido. Mas vou dizer aqui o que já disse no blog da Ana, podiam antes ter preferido adoptar um canito abandonado, há milhares à espera e seriam certamente bem tratados por vocês, um obviamente.

  65. Realmente esse focinho é adorável, mas não se esqueça que o cachorrinho vai crescer e o focinho deixa de ser tão fofinho… mas vai continuar muito lindo para quem ama os animais!
    Desejo muita felicidade ao patinhas de focinho papudo e aos seus novos papás… e que vivam felizes para sempre! 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA