O que é velho ontem é novo hoje

2
2293

Uma das dicas que costumo dar às pessoas que frequentam o meu workshop de blogues é a de puxarem conteúdos antigos, intemporais, escondidos no arquivo do blogue, para as redes sociais, porque as pessoas os vão ler como novos. Isto não é estar a enganar as pessoas, é apenas estar a aproveitar coisas boas feitas por nós e que, seguramente, não foram lidas por muitos dos que nos seguem. Ou seja, é uma forma de podermos levar pessoas para o nosso blogue sem termos de produzir conteúdos. Por exemplo, se eu tivesse dado a minha opinião sobre o Lopetegui no momento em que ele foi contratado pelo FC Porto, hoje seria engraçado puxar para o blogue esse texto, porque as pessoas teriam curiosidade em ler o que escrevi. Quem leu na altura, seguramente vai gostar de reler, quem não leu, lê pela primeira vez.

Isto é válido para coisas reais, e úteis, e a prova de que isto resulta é o que se passa hoje no site do “Jornal de Negócios”. A notícia mais lida do dia (podem ver a foto abaixo, publicada nas redes sociais pelo antigo diretor do jornal, Pedro Santos Guerreiro) é a contratação de José Mourinho pelo FC Porto. A notícia não é falsa, tem é 14 anos. Foi escrita em Janeiro… de 2002, quando, efetivamente, o FC Porto contratou José Mourinho. Ou seja, hoje, 14 anos depois, as pessoas leram-na como nova. Neste caso, foram apenas ao engano, e claro que não é isso que se pretende, mas fica apenas as provas de que há predisposição para ler um conteúdo bom, independentemente de ele ter sido escrito hoje ou há dez anos. É mais ou menos como um livro. Se for bom, é sempre bom, e é sempre interessante, e ninguém vai olhar à data para saber se o deve ler ou não.

2 Comentários

  1. Olá Jo. Eu sou o primeiro a dizer que este é um mau exemplo, e que engana as pessoas. É só para que se perceba que o importante nem sempre é a data, mas que o conteúdo chame à atenção das pessoas, que as cative e gere impulso de leitura. Muitas vezes as pessoas acham que só porque o conteúdo não é de hoje já não interessa, quando pode interessar, desde que continue atual. As pessoas não vão olhar à data, é só isso – daí o exemplo.

  2. Claramente que o exemplo da contratação do Mourinho é um mau exemplo para a ideia que pretende passar. Quem foi ler essa notícia não voltou a ela pelo fantástico e interessante conteúdo mas simplesmente porque pensou que era uma notícia de ontem ou hoje. Uma coisa é re-partilhar conteúdos interessantes e intemporais outra coisa é re-partilhar notícias com títulos que se parecem ajustar aos dias de hoje. Sou farmacêutica e de vez em quando perguntam-me se há problemas com o Ben-u-ron xarope porque viram uma notícia no facebook. Realmente houve uma recolha de lotes de Ben-u-ron em 2009 e de vez em quando vejo-a repartilhada. Ninguém lê estas coisas por ser um conteúdo bom, mas sim por ser um conteúdo que as engana porque não prestam atenção à data.

DEIXE UMA RESPOSTA