O inferno da Luz

0
5484

Eu não queria escrever sobre o dérbi, porque lá está, é daquelas coisas que toda a gente viu, toda a gente sabe o que se passou, e a minha opinião não ia ser muito diferente da de outras pessoas. Mas depois aconteceu aquilo, e aquilo, para mim, é muito mais importante do que o jogo, porque aquilo foi um crime, e os crimes têm de ser erradicados, de vez, do futebol.

O jogo resume-se a duas linhas: o Sporting fez uma joga do caraças, esteve quase sempre por cima, foi melhor do que o Benfica em quase todos os momentos, mas sofreu um golo e não conseguiu marcar nenhum. Perdeu. O Benfica teve o mérito de ser eficaz, de saber defender razoavelmente bem frente a uma bela equipa, conseguiu aguentar-se a jogar só com 10 (o burro do Cardozo foi bem expulso, não tinha nada de protestar sabendo que já tinha um amarelo), e ganhou. E esses méritos também contam, por isso, ganhou bem, e fiquei feliz, e fiquei sem voz de tanto gritar no estádio, e ainda sabe melhor ganhar quando ganhamos contra adversários fortes, como o Sporting mostrou ser (e, sinceramente, se jogarem sempre assim cheira-me que vão estar na luta pelo título até às últimas jornadas).

Pronto, isto foi o jogo. E era aqui que deveria ter terminado este texto. Iamos todos para casa, os benfiquistas felizes com a vitória e com uma carga de nervos em cima, os sportinguistas iam para casa tristes com o resultado, mas felizes por perceberem que têm uma grande equipa.

Só que depois aconteceu aquilo, e o aquilo foi um crime, que aconteceu quando os adeptos do Sporting pegaram fogo ao Estádio da Luz, num acto de vandalismo inédito – não me lembro de isto já ter acontecido -, vergonhoso, cobarde e sem qualquer justificação possível.

Para mim, há dois tipos de adeptos: os adeptos normais e os fanáticos. E estes dois tipos existem em todos os clubes, Benfica, Sporting, FC Porto ou Vitória de Setúbal. Os que fizeram aquilo ontem, na Luz, foram os fanáticos do Sporting, que não confundo com os adeptos do Sporting em geral, até porque tenho muitos amigos do Sporting, gente civilizada, culta e que sabe que o futebol é um jogo, que até pode ser de paixões, mas é um jogo, e um jogo não justifica um crime.

Quem me conhece sabe que sou um benfiquista com fair-play. Não vejo penáltis a favor do Benfica onde eles não existem, sou o primeiro a dar os parabéns aos adversários quando eles são melhores, não gosto de ganhar com golos em fora de jogo, odeio quando os adeptos do Benfica são indisciplinados. O ano passado, quando o FC Porto foi à Luz virar o 2-0 do Dragão e ganhou por 3-1, aplaudi-os de pé. Foram brilhantes. O ano passado, quando o FC Porto venceu na Luz e sagrou-se campeão, senti-me envergonhado quando apagaram as luzes do estádio, critiquei-o, escrevi, na altura, que achava um vergonhoso acto de falta de fair-play. Uma vez mais, aplaudi o FC Porto quando sairam do estádio. E aplaudi porque aquele FC Porto foi uma das equipas que melhor vi a jogarem à bola em Portugal, foram brilhantes a época inteira, e ganharam tudo com toda a justiça.

Esta postura dá-me total liberdade para, agora, dizer o mesmo quando são os outros a atacar o Benfica, com estes actos cobardes. Não me venham com a história da gaiola, porque aquilo não era gaiola nenhuma, eram vedações laterais como os estádios sempre tiveram até há 10 anos. Vou ao futebol há 30 anos e durante 20 sempre houve o que os sportinguistas agora chamam de gaiola. E alguém se queixava? Alguém achava vergonhoso? Não. Era normal. Era uma questão de segurança. Num jogo de alto risco, colocarem estas vedações parece-me, até, sensato, sobretudo para proteger os adeptos do Sporting. Mas por que raio é que se têm de sentir ofendidos com isso? Se eu fosse a Alvalade e estivesse para lá a festejar uma vitória do Benfica, sentia-me mais seguro se estivesse separado da Juve Leo por uma vedação, não me ia sentir ofendido com isso. Agora, achar que por haver uma vedação já se justifica pegar fogo a um estádio vai um grande caminho.

Actos destes deviam ser punidos de duas formas: os infractores devem ser encontrados e levados à justiça; e o Sporting deve ser castigado com uma interdição do seu estádio. E só acho isso por uma razão: porque a atitude dos dirigentes do Sporting nos dias anteriores ao jogo foi provocatória e incendiária (nunca a palavra se aplicou tão bem). Os adeptos fanáticos (não confundir com os civilizados) sentiram-se, de alguma forma, legitimados para actos deste género.

O futebol é um jogo. E tem muito mais graça quando há fair-play. Eu adoro gozar com os sportinguistas, e aceito as mensagens provocatórias quando o Benfica perde. São as regras. Hoje gozo eu, amanhã gozas tu. E é isso. Mas é impossível controlar as pessoas quando o que está em causa é uma paixão. Mas quem não se sabe controlar, então, deve sofrer as consequências dos seus actos.

1 Comentário

  1. Esta Águia Indignada é um dos tais fanáticos que não sabem distinguir um jogo do resto.
    Sou adepta do sporting, e acreditem que por mim o futebol profissional era abolido completamente, quem quisesse jogar, jogava, mas por prazer, não para receberem as vergonhas que recebem. Adiante, dito isto, vejo-me obrigada a concordar tanto com o arrumadinho, em algumas coisas que disse, mas tambem com outras pessoas que já referiram o que foi ser adepto do sporting naquele dérbi. E voces benfiquistas, gostavam de ser tratados assim? Acho que ninguem gosta..

  2. Pois fique a lagartinha a saber, já devia saber, pelo menos o básico mas…enfim. Fique portanto a saber que a profiláctica medida de vos enjaular só pecou por comedimento.
    Mas nós, benfiquistas dignos e honrados, com a vossa deliberada má-fé onde os vossos instintos sanguinários saltaram para a ribalta, aprendemos a lição. Olá se aprendemos.
    Para a próxima são jaulas reforçadas em aço rápido, malha de bitola de 5 centímetros, grilhetas para acorrentar os mais exaltadinhos e verdugos para chicotearem os mais belicosos.
    Vão ver como aprendem a comportarem-se num ápice. Ai não que não vão. Passa-vos logo os instintos sanguíficos de espetarem com inocentes na fossa e esses outros, assaz nunca por demais relembrados, de pirómanos assumidos e convictos

    Carpe Diem.
    Eheh…

  3. Pois concordo com quase tudo o que disse, e reprovo atitudes de vandalismo mas faltou-lhe criticar a atitude deploravel do(s) adepto(s) do Benfica que com raios lasers perseguiram constantemente os jogadores do Sporting…e que deviam e podiam ser identificados pois foram filmados e essas atitudes prejudicam o jogo…

  4. Sou sportinguista. Concordo plenamente com a parte do texto referente ao jogo. Perdemos, não fiquei triste porque fizemos um bom jogo. Tenho confiança na equipa e de que podemos ganhar o campeonato.

    Vi o jogo, juntamente com benfiquistas que me deram razão. A gaiola é ridícula e é mais uma forma de provocar do que proteger. Atrasaram a entrada e houve adeptos a entrar no intervalo. Não se faz. É uma falta de respeito tomar a parte pelo todo. Não se esqueçam que a gaiola não se destinava só à claque mas a todos os adeptos do Sporting que gostassem de ir apoiar o seu clube. Ora, nestas condições preferi não ir. Para ser tratada como animal mais vale ficar em casa.

    Não justifica os actos de violência como é óbvio. Mas não se façam de inocentes. Há pouco tempo aconteceu o mesmo em Alvalade, provocado por adeptos do Benfica. Para não falar de terem incendiado a casa da Juve Leo, terem agredido um árbitro num centro comercial. Já para não falar do incidente do very-light.

    Por muito mau que seja qualquer acto de vandalismo, penso que aproveitamento sensacionalista do mesmo, é tão mau ou pior. Quanto tempo ficaram os bombeiros a ver a arder as 2 cadeiras até se transformarem em dezenas? Meia hora! Para justificarem a necessidade de gaiola? Ou para desviarem a atenção dos adeptos de a equipa não ter jogado assim tão bem?

    Penso que a punição deve ser dada aos culpados e não pela interdição total dos jogos. Se o tivessem feito na mesma medida aquando do very-light, ainda hoje os benfiquistas não podiam ir ao estádio. Mas não se poder tomar a parte pelo todo. Precisamente.

    Penso que o grande problema é a existência de benfiquistas como a SôDona Águia Indignada que tem uma atitude marginal como a que critica. Se os benfiquistas desta vida tivessem passado a semana toda a ser apelidados de animais e tivessem passado pelo que os adeptos do Sporting passaram, provavelmente, fariam o mesmo, senão pior. E por causa dos maus adeptos e das faltas de fair play aqui fica, apenas para esses (os outros que me desculpem à má-disposição), a frase do dia:

    Ser benfiquista é ter na alma a chama imensa =)

  5. Moijeeu, estou contigo! Sou sportinguista e acima de tudo pacifista. Não quero desculpar o que os alguns adeptos do meu clube fizeram, mas de facto não é nada que os benfiquistas já não tenham feito e por mto menos! Queria ver se eram os benfiquistas a ficar «enjaulados», !!SIM ENJAULADOS!! como aconteceu com os adeptos do Sporting? Isto não se admite em lado nenhum!

  6. POC
    Profundamente indignado, revoltado, envergonhado, insultado, amesquinhado e todas as demais adjectivações conducentes a mais justa revolta pela desfaçatez por si demonstrada terminadas em ado; senti eu na minha dignidade ultrajada ao ler o seu tenebroso texto, só ao alcance de uma mente maquiavélica. Aliás; não só demonstrada como descrita em “inefáveis” pormenores de cariz altamente difamatório, abrilhantados com requintes de malvadez explícita não só contra a GLORIOSA Instituição BENFICA, como se ainda fosse insuficiente tanta fúria claramente evidenciada, tem o desplante de se outorgar o direito de reprovação aos dignos e nunca por demais enaltecidos, ( Deus os abençoe ), adeptos do GLORIOSO, lídimos representantes da honesta e cristalina transparência desportiva neste país de corrupção azul-esverdeado; ou verde-azulado, como se quiser que não é por mais coloração que a corrupção é menor.
    Isto está bonito, está. Então nada lhe diz o facto, comprovadamente visionado de se ter encetado uma viagem regressiva aos áureos tempos de NERO incendiário, como provavelmente…mas qual provavelmente? Pelo que já nos deu a conhecer, certamente será mais adequado, de se subir uns anitos e quedarmos-nos pelos medievais tempos de se afogarem os crédulos adeptos que na inocência da boa fé vão apoiar o famigerado gato esfarrapado esverdeado e são recompensados com a precipitação no fosso?
    Nem os Cruzados tratavam tão desapiedadamente os Sarracenos.
    Um pouco mais, pelo andar da escumalha esverdeada, devido aos seu descarado comportamento já nada me admira, os autos-de-fé estão mesmo a rebentar aí pelas esquinas. Nem Torquemada faria melhor.
    E…Pasme, mundo!!!! Tudo descrito no que, sem quaisquer dúvidas possíveis, conjecturadas ou simplesmente darem laivos a hipotéticas probabilidades existenciais, tudo descrito, dizia; no que pretendia ser a mais bela prosa-lírica.
    Depois dá uma de cavalheiro como se a malta Benfiquista se sensibilizasse com lamechices desse teor,. “Ah e tal, coitadinha de uma adepta Sportinguista vítima da raiva popular que até lhe queimaram o cachecol.” Queimaram e queimaram muito bem! Quer dizer; uma sportinguista passa com toda a desfaçatez exibindo o cachecol pelo meio dos dignos adeptos benfiquistas. Ai Passa!? Então está-se mesmo a ver. Deliberada provocação feminina armada em feminista, como quem diz: “Ó pategos, eu sou boa!” "Ai és??? Então anda cá que a malta aquece-te". Resultado mais que normal dada a sua previsibilidade.
    Depois dá uma de humanismo com o tal patriarca a quem não respeitaram a longevidade. Que queria também? Nunca ouviu dizer que idade é sabedoria? Esse desalmado ainda merecia melhor tratamento que a adepta provocadora e ter acompanhado o cachecol para o fogo.
    Agora e para terminar, assim a jeito de corolário, atentem nisto.
    Se mesmo encafuados numa jaula esses marginais esverdeados provocaram tantos distúrbios, imagine-se o que não fariam se estivessem à solta.
    Jaula sim senhor! E de malha estreita, reforçada e guardados à vista por gente armada e altamente treinada.
    Carpe diem.

  7. Contado por alguém que não pertence a claque nenhuma, que pagou o bilhete como os outros e que se deslocou a um estádio português:
    "Estive em Alvalade às 4, cheguei à Luz às 6.45, entrei no corredor da bancada às 9.00 horas, no início do intervalo e não me deixaram entrar na bancada.
    A demora da entrada foi premeditada (…)O sector estava sobrelotado. Havia duas pessoas para cada lugar e assisti à segunda parte do jogo nas escadas. Quem entrava não podia sair. Nem para beber água. Havia gente desidratada, as pessoas tinham de urinar na própria bancada (…)Fomos tratados como animais, não foram respeitados os nossos direitos mais elementares enquanto seres humanos (…)No fim do jogo, não houve um sportinguista a cair ao fosso, mas houve um conjunto de pessoas que caiu do varandim da bancada.
    Há imagens, relatos, testemunhos de tudo isso, parte deles captados em directo.
    Houve dois fotógrafos de jornais que foram violentamente agredidos no relvado no final do jogo por seguranças e, na bancada e muito antes disso, houve um segurança de bigode que teve de ser agarrado pelos outros seguranças para não agredir adeptos do Sporting (…)À saída, fomos empurrados escadaria abaixo.
    Mesmo nesse período, não se pôde ir beber água nem ir à casa de banho (…) Enquanto adepto, sinto-me triste. Enquanto ser humano, sinto-me envergonhado (…)Havia portugueses vindos, de propósito, do estrangeiro e que só puderam ver a segunda parte. Havia gente a quem custa, e muito, pagar 22 euros. Havia pessoas a ter de lutar pela sua saúde e dignidade (…)Eu não peguei fogo, não agredi ninguém, não empurrei para entrar a horas. Apenas fiz ordeiramente aquilo que a polícia ia instruindo. Mas talvez tenhamos sido, feito o balanço final, demasiadamente educados (…)" Acho que a haver vergonha, deverá haver de ambas as partes. Do lado do Sporting os vandalos que pegaram fogo ao estádio da Luz, do lado do benfica (e mais grave) da parte dos dirigentes.

  8. Não justifica (já tive até esta discussão conjugal), mas parece que nós, benfiquistas, fizemos o mesmo há um ano atrás. Então eles acharam por bem pagar na mesma moeda. Pagavam assim se tivessem ganho? Não. Por isso, pra mim, não passa de mau perder, vandalismo e estupidez. No mínimo.

  9. Não poderia concordar mais com o que escreveu …
    Não percebo qual a necessidade de incendiar uma bancada do estádio ?! Aconteceu com o Sporting, mas poderia ser com outro clube qualquer, inclusive o Benfica, assim como já aconteceu anteriormente .. mas depois desta notícia só me resta dizer que já não existe qualquer desportivismo e muito menos civismo neste país !

  10. Concordo contigo Arrumadinho, só queria acrescentar que uma das punições devia ser banir essas pessoas dos recintos desportivos, durante determinado período, como penso que é o caso dos hooligans em Inglaterra

  11. Admiro o teu fair-play. Revejo-me nas tuas palavras, quanto ao jogo jogado.

    Apesar de tudo, fico com pena de toda esta polémica ofuscar uma provocação que foi feita à claque do sporting e que eu acho muito triste.

    Não consigo perceber como é que num clássico, com tanto esquema policial, tanto plano, tanta polícia e tanta logística.. conseguirem enfiar uma claque de 3000 pessoas num estádio moderno, com 15 minutos de atraso.
    A sério que não percebo. Não sei se foi culpa da PSP, se foi dos apenas 5 postos de revista que o SLB reservou para esta claque.. não sei. O que mais me chateia é que ninguém fala disto.
    Em qualquer outro espectáculo era motivo para pedir devolução do dinheiro do bilhete.. no futebol este tipo de coisas é normal.

    Depois.. os fanáticos entram ainda mais nervosos e com vontade de partir e incendiar tudo, pois claro.

    Quanto à bicada nos dirigentes do sporting.. o benfica poderia ter inaugurado o raio da rede em qualquer outra jornada, para evitar problemas. Desta forma pareceu uma provocação: inaugurar precisamente no dia do grande clássico.

    Enfim..

  12. Punidos!? Mas…Só punidos???
    Punidos como????
    Seja, punidos! Mas que sirva de exemplo para as inocentes crianças que despontam para o futebol e que por desgraça Maléfica se inclinam para a Mefistofélica cor esverdeada, a fim de que possa servir como educação a esta e futuras gerações:
    Assim: prisão efectiva a pão e água, descrédito proclamado, seguidamente açoitados em hasta pública, enforcados e passados pelas armas, atados num feixe com arame farpado, despejados em mar aberto e excomunhão eterna.
    Apitadeiros tipo Capela, ( que de Capela só se for a do Demo para missas negras) ficam debaixo de apertada vigilância e suspeita até à quarta geração. …Sétima!! É melhor prevenir que remediar.

    Carpe Diem

  13. O que me mete nojo são mesmo os comentários "AAAAAAA SÓ PODIAM SER OS SPORTINGUISTAS A FAZER ESTA MERDA" Como se nos outros clubes como tu bem disseste não existisse gente desta também.

    Finalmente um benfiquista a falar como deve ser!

  14. Aplaudo este texto de pé, em total ovação, porque está repleto de verdades!

    Sou Portista, mas muitas vezes envergonho-me com o meu clube. Evergonho-me, também, com o futebol em si porque estas coisas feias acontecem com todos os clubes.

    Isto é feio e triste.

    Quem fez estas coisas não são adeptos. São animais e toda a gente sabe que esses não têm clube.

    A quem diz "ah,e tal, mas vocês já fizeram o mesmo", "ah, e tal, istoé normal", ah, e tal, isto faz parte, e mais coisas estúpidas, deviam estar caladinhos.

    Isto é um crime. Seja lá em que estádio for.

    Arrumadinho, uma vez mais, os meus parabéns pelo texto e por adminites que o Sporting jogou mesmo bem.

    Quem fala assim não é gago.

    Andreia

  15. foi uma crueldade…odeio este fanatismo desportivo…sou Sportinguista apesar termos perdido gostei de ver o jogo, a grande equipa que meu clube tem…infelizmente neste jogo em concreto era (quase) obvio que isto ia acontecer…

  16. Olá, costumo ler o teu blog mas nunca comentei. Adorei este post pq é bastante real. E infelizmente estes adeptos (serão mesmo adeptos?) são uns reais macacos e dão a razão de estarem numa jaula (E eu sou Sportinguista). E infelizmente não são só os sportinguistas deixo aqui um link com os adeptos do benfica a fazerem o mesmo em alvalade (https://fbcdn-sphotos-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/385466_330611700287955_100000173832604_1586198_1523462163_n.jpg).

    Porém isto não serve de todo como desculpa para fazer o mesmo, sempre ouvi dizer que não faças aos outros e que não gostas que te façam a ti, pena que estas pessoas que realizam estes actos não têm massa cinzenta para pensar nisto. Enfm…

    Beijinho

  17. Sou sportinguista. Não vi o jogo completo, mas do que vi, foi um bom jogo, concordo no ponto em que o Sporting jogou um pouco melhor, mas infelizmente não marcamos. Mas não é o fim do mundo! Há que saber perder, gosto imenso do meu Sporting, mas acontece! Nunca simpatizei muito com o Benfica, foi educada para não gostar do Benfica, mas também ensinaram-me a tolerar e a respeitar a opinião e gostos dos outros. Grande parte dos meus amigos é benfiquista e dámo-nos todos super bem. Portanto, foi uma vergonha por parte de alguns adeptos fazer o que que fizeram, na minha honesta opinião! É bom existir aquela competição, mas de forma saúdavel, não vamos exagerar! Ou daqui a pouco, anda-mos a matar-nos uns aos outros. Já agora, parabéns pela vitória!

  18. Trago para para o esclarecimento público este caso tenebroso, verdadeiramente terrificante sem paralelo nos anais da história futebolística mundial, a fim de que a luz possa finalmente esclarecer o obscurantismo de certas mentes lagarteiras, (um esverdeado camuflado de vermelho, em particular), do que foi, é e segundo deduções clarividentes absolutamente fidedignas, a pouca vergonha do que tem sido o futebol deste gato esfarrapado, que presume ser leão, que, e a bem da verdade por quem pugna pela verdade desportiva, envergonha sobremaneira.
    O que é na verdade um estádio incendiado por um bando de energúmenos enraivecidos, por comparabilidade com o crime organizado magistralmente engendrado, interpretado em todos os jogos desta vergonha futebolística esverdeada?
    Nada meus senhores, não é nada: Uma gota de água na imensidão oceânica por comparabilidade do que, comprovada e descaradamente se tem passado com o beneplácito dos senhores apitadeiros, que, decretaram e portanto faz lei, que nunca, em quaisquer circunstâncias, em momento algum em jogos que o gato manco participe, jogue contra onze.
    Isto deveria envergonhar toda a gente de bem, aliás; estou persuadido que sim, envergonha; tirando, claro, a escumalha esverdeada, ( um em particular ), mas que honestamente pedir a semelhante gente que não só incendeia estádios como precipita para o fosso os próprios serventuários?
    É meu privilégio, contudo, excluir deste rol de malfeitores, um homem, um sportinguista de honra, exemplo do que é e deveria ser o nome da Entidade Sporting Clube De Portugal, que não tem culpa nenhuma de tais apaniguados, Dias Ferreira, de seu nome, que tanta vergonha sente que, para parcialmente disfarçar, que esconder não pode, ostenta orgulhosamente uma gravata amarela nos debates televisivos em protesto do que lhe merece a maior repugnância do criminoso procedimento do seu Clube.
    Honra e Glória ao GLORIOSO, única equipa invicta na Europa do Futebol.
    Segue-se a matança do Porco Corrupto.
    Carpe Diem…

  19. Mas eu li e peço permissão para colocar o meu comentário, que é de um verdadeiro Benfiquista e não de um que se quer fazer passar por Benfiquista mas está-se marimbando para a verdade desportiva desde que, fique de bem com a carneirada.
    Permite? Obrigado, venho já

  20. ai espera lá, vamos todos criticar os adeptos "fanáticos" do sporting, porque nós, santos que somos, nunca fizemos tal coisa! Poupem-me, está certo que o que aconteceu ontem no Estádio da Luz está errado, mas não são os adeptos do Benfica, do Porto, etc., que têm moral para criticar quando já tiveram a mesma atitude!

  21. Arrumadinho , sou sportinguista e também eu vejo com reprovação a situação provocada pelos adeptos do Sporting no final do jogo .
    Mas pelo que acabei de saber, não fizeram nada que a claque do Benfica não tenha feito já no estádio de Alvalade (SIM , NO NOVO!)

  22. A maior parte dos abusos cometidos no futebol acontecem porque as pessoas vêm no jogo uma fuga ou escape às vidas que têm. Juntam-se a claques manhosas e com algum poder sentem-se os reis. Os reis do nada mas enfim.
    E não me venham dizer que é por paixão que se cometem excessos. Por paixão faz-se amor, não se anda à porrada e a vandalizar tudo porque se "ama" o clube. Desculpas!

  23. Finalmente que leio um texto sobre o que se passou com cabeça, tronco e membros. Mas acima de tudo, genuíno.
    Saudaçoes portistas, Arrumadinho. E bom domingo!
    Susana Antunes

DEIXE UMA RESPOSTA