O desastre culinário de S. Valentim

0
6067

Pois que ontem lá me armei em Jamie Oliver e fui para casa decidido a preparar uma refeiçãozinha bem simpática. Como ando a ver se alargo o meu leque de experiências culinárias, resolvi inovar e fazer três pratos que nunca tinha testado antes.

A entrada foi simples, uns tomates recheados com alheira. E foi o melhor da noite. Os tomates estavam no ponto certo – nem muito maduros, nem muito verdes -, a alheira era boa e retirei-os do forno na altura certa, deixando-os tostados sem estarem secos.

Problema: a minha mulher não gosta de alheira (a bem dizer, é uma esquisitinha de primeira e é muito difícil cozinhar qualquer coisa boa quando não se podem utilizar ingredientes como cebola, nem sequer na confeção dos pratos). Ou seja, o que poderia ter sido uma bela entrada, acabou por ser, para ela, um tomate tostado sem graça nenhuma. A alheira ficou toda no prato.

Para prato principal preparei um risotto de gambas com queijo da ilha. Nunca tinha feito um risotto, e o meu grande medo era o de que o arroz ficasse todo colado ao fundo do tacho. Usei, por isso, a bimby para o cozer. Quando o tempo da receita chegou ao fim, abri a tampa e o arroz já tinha aquela consistência de risotto, mas estava ainda com demasiada goma, e pareceu-me mal cozido. Armei-me em esperto e resolvi dar-lhe mais 2 minutos de cozedura. E pronto, estraguei tudo. O arroz ficou meio espapaçado e demasiado seco, apesar de saboroso. Eu ainda comi um prato inteiro, ela deu duas garfadas e usou a desculpa do “estou um bocadinho mal-disposta” para não comer mais.

A sobremesa foi simples: um crumble de maçã com gelado de baunilha. Faz-se em 5 minutos, mas também não ficou 5 estrelas. O crumble sabia demasiado a farinha e manteiga – tenho de cortar nas porções. Ela não gostou, porque “as maçãs eram demasiado ácidas”.

E pronto, assim terminou esta muito agradável experiência gastronómica.

Eu não a vejo como uma derrota, mas como um passo necessário até me tornar num cozinheiro decente. É ir tentando.

1 Comentário

  1. Pa com os comentarios que fizeste a reaccao da tua mulher quase que parecia que esperavas determinado tipo de comentarios por parte dos leitores :p foi de proposito para criar um movimento anti-pipoca? Por mim levavas dois pares de estalos por me difamares no blogue! 😀 ou entao e porque rende… Ou porque da momentos de muita diversao ai em casa! Da-lhe pipoca!

  2. Porra, que é esquisitinha! Olha para o ano podes vir-me fazer o jantarinho a mim. Não gosto de alheira mas com uma boa vontade dessas fazia o esforço.

  3. Ela podia ter fingido gostar de qualquer coisinha, pelo menos, e apreciado o gesto.
    As reações dela eram o suficiente para me fazer desistir de qualquer iniciativa romântica daqui para a frente.

  4. Olá!
    É um grande prazer conhecer seu blog e poder ler o que escreves.
    Acredito que quando escrevemos com prazer conquistamos amigos e fiéis amantes das palavras. Sabemos o quanto é difícil levar a nossa voz, as nossas angustias os nossos sonhos às pessoas. Mas o mais importante é saber que você e eu gostamos daquilo que fazemos.E acreditamos que o mundo pode se tornar bem melhor através de nossos escritos.
    Grande abraço
    Se cuida

  5. Rita, vou dizer-lhe como faço os meus suspiros.
    Bato as claras com uma pintinha de sal e duas colheres de açúcar, isto para seis claras.
    Num tacho largo levo ao lume meio litro de leite gordo com seis colheres de açúcar. Quando começa a ferver reduzo o fogo para o mínimo e com uma colher grande corto porções das claras, agora em castelo bem consistente, e deito lá para dentro. Ficam a flutuar e a cozer uns dois minutos de cada lado, retiro e guardo numa vasilha de loiça.
    Quando as claras já foram todas cozidas, também já o leite está pela metade. Ajunto-lhe duas gemas diluídas e mexo tudo muito bem até se misturarem ao leite e acaba por ficar uma espécie de creme. Vazo isso para a loiça onde estão as claras cozidas, estas vêm ao de cima e cubro com canela.
    Depois é só regalar-me, ou melhor; regalar a minha mais que tudo porque eu até nem gosto de coisas com açúcar.

  6. Pois o que é facto objectivo e concreto é que a sua mulher é uma daquelas chatas do caraças, tipo menina mimada que não merece o esforço.
    Eu também cozinho para a minha mulher, sobretudo quando ela está de banco no hospital, e nem sempre sai comida aprimorada e ela não me faz essa desfeita, que, a meu ver, para lá de tudo o mais é falta de educação.
    A minha mulher come e se alguma coisa está mais queimada, simplesmente deixa de lado e come o resto.
    E, sobretudo, sabe sempre apreciar o meu esforço.
    É o que penso.

  7. Suspiros???!!!

    Como eram felizes os pré históricos, s/quase nada……,nem complicações, nem frustações, nem atenções, nem "cabrões"(dissimulados), etc.

    Durmam bem e acordem melhor…c/
    Kisses

  8. oh pá…adoro Alheira…

    E é isso mesmo como dizes no fim: é ir tentando, aprender com os erros (?), diria antes pequenas falhas, e ir sempre melhorando.

    Como em tudo, a regra é "Não desistir". Como por exemplo também… na corrida.

  9. pequenos nada para ajudar:
    – risotto: faz-se refogado normal junta-se arroz próprio de risotto depois cozendo com água + caldo knorr desfeito, e é ir deitando conchas de sopa de caldo e deixando o arroz assimilar a água até ficar cozido. no fim junta-se 1 ou 2 colheres de manteiga e queijo parmesão ralado.
    -crumble: as proporções é o mesmo peso de farinha e açucar e um bocadinho menos de manteiga. deve ser feito com maçã reineta e deitar-se um fio de água por cima da maçã antes de deitar a cobertura.
    sem prática não se faz nada na cozinha.
    e eu que ando há anos para conseguir fazer suspiros! algum truque, anyone?
    Bon apétit!

  10. Lol!, só pelo facto de te aventurares na cozinha e fazeres novos pratos já é de louvar. Nada como ir tentando, com a vontade que mostras-te em ser um bom chef, um dia consegues:)
    Boa semana:)

  11. cozinhar risotto é um daqueles desafios que nos dão luta… eu como não tenho bimby ja me aventurei duas vezes, da primeira, sendo que fiz com uns vulgares cogumelos e salsichas, ficou excelente, da segunda parecendo que fiz exactamente da mesma maneira não consegui fazer com que acabasse de cozer devidamente… remexia e nada de ficar no ponto… mistérios…
    sa

  12. O Jamie é uma fraude e a Bimby, que é muito boa para triturar, sopas, limonada e bolo de chocolate, quanto ao resto … é bem melhor o método tradicional!
    Não desistas 🙂

  13. É uma pena. Tu com tanto esforço e carinho e agora desiludido. Lógico que ela não iria gostar do que tu lhe fizesses: quer é boa vida e frequentar restaurantes caros. Se fosse num restaurante de renome comia, calava e achava maravilhoso…

  14. Olá!
    Mamã de Salto Alto, parece-me sexy, calçar esse tipo de calçado, mas todavia os "pikolinos" também possuem K.
    Relato o caso de uma amiga cujo maridão,ocupou-lhe a cozinha o que ela, ama e considera im prescindível a fim de dispôr de tempo para se manter sexy e em poucos anos de casados já ter dado à luz três vezes.
    A citada amiga não sabe cozinhar e o cujo adora "GOURmet",e tem a teoria que prefere ter um "BIMBO" do que a Bimby, devido à sua orientação sexual e eu considero-a maravilhosa.
    sejamos felizes…..
    Kisses

  15. Quer-me parecer que o problema não foi a refeição mas sim a choquinha da mulher… Eu comia tudo de bom grado, ou pelo menos ficava radiante com a intenção!

    Diana

  16. Parabéns arrumadinho!!!! Fizeste o jantar com amor, isso é o mais importante. Para a próxima vai correr bem melhor, é preciso é ir praticando.

  17. A refeição pareceu-me maravilhosa. É pena que ela não tenha gostado.
    Onde posso encontrar as receitas? São todas do Jamie Oliver? Os tomates recheados com alheira parecem-me deliciosos e queria comparar a receita do crumble (a que eu tenho veio da Barefoot Contessa (do Food Network, não do filme) mas como tudo americano, acho que leva manteiga a mais).

  18. Eu pessalmente acho uma delicia um homem que se esforça para cozinhar, quando não percebe asolutamente nada do assunto.
    Torna-se automaticamente num homem muito atraente.
    Diria mesmo, tremendamente sexy.
    Portanto, a parte da culinária pode não funcionar da melhor maneira, mas a noite tem todos os ingredientes necessários para se tornar fabulosa:)
    CA

  19. Ohh que pena… se bem que me parece louvável esse esforço…

    É terrivél quando não temos gostos semelhantes, sejam em que aspecto forem…

    A isso se chamam relações…

    bjnhs a "M"

  20. ahahaha, os desastres fazem parte das experiências culinárias… e não há nada como ir tentando e aperfeiçoando.
    O que eu gostei mesmo foi desta tua descrição e de ir imaginando cada uma das cenas descritas! heheeh, muito bom!
    Bjs

  21. O que conta é a intenção!

    Mas é muito chato quando andamos armados em cozinheiros e o acompanhante da refeição é assim um tanto ao quanto esquisitito, eu também sei o que isso é 🙂

  22. Olá bom dia!
    Assim percebe-se e sente-se que já acordou. BONBOM.
    Nada pior que depois de um desastre culinário, "Ela" não deixar-se comer.
    Não encontro melhor forma de mostrar a minha solidariedade com tamanha frustação do que dirigir umas palavras de consolação.
    Insista e persista até conseguir superar esse seu ojectivo(s), que lê-se nas entrelinhas, sorrateiramente, chegar à "melhor sobremesa", com uma óptima digestão.
    Estou disponível para servir de cobaia e degustar uma especialidade à escolha do Master Chef, impundo no entanto um pressuposto, que a refeição não inclua lacticínios.
    Já estou a salivar!!!
    Inspiração para a escolha….
    Beij.K:).

  23. O crumble de maçã é o meu mais recente sucesso culinário. O segredo é bem simples: cortar sempre (um nadinha) nas porções apresentadas na receita. Já adaptei a "minha" receita de crumble e fica sempre excelente 🙂

  24. ir tentando mesmo… o risoto devia de estar já no ponto, é mesmo assim com a goma, e fica um pouco encruado ;-), é uma maravilha… o meu maridinho faz um petacular ;-)…
    quem dera eu ter um jantarito assim, com direito a tanta coisas… fiquei com agua na boca… uau mesmo…
    eu aqui fiz folhados de salmão, com arroz 😉
    força, continua, para a proxima vai sair no ponto 😉

  25. Arrumadinho, por acaso não fizeram mais uns exemplares da tua pessoa? É que dava jeito ter um amor assim 🙂 Saiu-te mal, mas pelo menos tentaste, inovaste, da próxima vez sai-te perfeito!

    Joana M.

  26. O risotto tem dois truques, um é não parar de mexer e o outro é adicionar os líquidos ( água, cerveja ou vinho )quentes e não frios para não haver um choque térmico na cozedura. Boa sorte para a próxima 🙂

    Joana

  27. peitos de frango com crosta de pistachios, puré de maçã e vinho branco, legumes salteados. vinho tinto. crepe de frutos vermelhos e gelado de noz. a refeição que me esperava ontem quando cheguei a casa. ah e um pedacinho do chocotelegrama que lhe enviei de manhã para o trabalho. não era suposto ele estar em casa. mas estava e foi bom 🙂

  28. O desastre começou na escolha dos pratos. Parece-me que há aí gordura a mais – como alheira, queijo da ilha, e depois a manteiga outra vez na sobremesa. É conveniente pensar em equilíbrios nos ingredientes. Digo eu (que não sou chef, mas sou quem come e não me imagino a ingerir tanta gordura).

DEIXE UMA RESPOSTA