O carrinho e a máquina

0
5180

Todos os dias, em três períodos diferentes, passa pela redacção um carrinho de comida.

Durante muito tempo, fui cliente. Comia sempre uma sandes de pão escuro com queijo ou uma salada de frutas. Mas também há uns meses passou a haver aqui uma máquina de comida saudável com iogurtes com fruta, sopas, coisas boas. Isto em muito contribuiu para que deixasse de frequentar o carrinho. Mas agora, sempre que vou à máquina e regresso com um iogurte com maçã e canela tento escondê-lo das senhoras do carrinho. Sinto que as estou a trair. Serei só eu a sentir isto?

1 Comentário

  1. A respeito do anónimo das 02:34
    O que fala em relação a compra do livro é verdade arrumadinho?
    ( as cinquenta sombras de Grey" a Pipoca disse que vocês foram à FNAC comprar o livro e tu dizes que foste ao El Corte Inglés! decidam-se! nada de andar a mentir aos queridos leitores :P)

  2. aii arrumadinho como te compreendo!! as senhoras são muito simpáticas, mas além de venderem tudo muito mais caro não têm as opções mais saudáveis e só nos enchem os olhos de bolos! Eu cá sou mesmo é fã do Pingo Doce – sumos naturais ou iogurtes. Na máquina já experimentei as refeições mas a experiência não correu muito bem.. já as sobremesas são óptimasssss 🙂

  3. Não, não és só tu que fazes o mesmo. Nós não estabelecemos nenhum pacto com "as pessoas" que vendem, mas sentimos sempre quase a "obrigação"…

    E sentimo-nos mal. Entendo-te perfeitamente.

  4. Eu também sou assim…noutras situações mas sou tal e qual! Quando frequento por exemplo um certo café e passo a ir ao do lado passo a olhar para o lado contrário (para não me verem!)! EU SEI QUE MANDO EU NO MEU DINHEIRO, mas eu sou assim… fazedr o quê?

    Beijinhos

    Sandra / Funchal

  5. É muito normal nas pessoas de sentimentos, Arrumadinho. Eu também me sinto assim como se fosse culpada, não nessa mas em situações que não me dizendo respeito, me sinto ainda assim envolvida.
    * esse tipo de mentalidade* existe nas pessoas que se preocupam com os outros, e só está em desuso para quem pensa que o mundo vive unicamente para as servir.

  6. Ahahah eu gostava particularmente quando era um senhor a levar o carrinho, ao invés das duas senhoras, e ele gritava: "Ferrari".
    Essa máquina foi sem duvida, uma excelente aposta, visto que comer comida saudável por aqueles lados era muito complicado! 🙂

  7. Eu também me sinto muito mal com essas situações!

    Felicidades para ti e para a Pipoca!!!

    p.s.: descobri os vossos blogs há cerca de 2 meses e desde então venho cá todos os dias!
    p.s.2: sobre o livro "as cinquenta sombras de Grey" a Pipoca disse que vocês foram à FNAC comprar o livro e tu dizes que foste ao El Corte Inglés! decidam-se! nada de andar a mentir aos queridos leitores 😛

    beijinhos

  8. Sentes isto porque és uma boa pessoa e te pões no lugar das senhoras das Sandra,que estão a fazer pela vida.
    Também não teria coragem de comer a frente delas.
    Mais também tens que olhar por ti,se te sentes melhor com a comidinha da máquina,é esta que deves comer sem culpa.

  9. Como eu te compreendo perfeitamente, eu sou exactamente assim! Mas acho que a melhor solução é um dia comprares na máquina outro dia comprares nas senhoras, assim ambos ficam felizes =D

    Beijinhos*

  10. Acho que percebo e acho que faria exactamente a mesma coisa.
    Sandes de pão escuro, queijo e salada de frutas também entra no pack de comida saudável. A salada de frutas provavelmente não, mas de vez em quando não "estraga nada".

  11. e ir alternando, ora sras ora maquina!??
    e ir sugerindo alimentos novos às sras. como alguém disse, elas querem manter o emprego.
    (é uma situação delicada :/ )

  12. Ora… cada um é livre das opções que quiser. Eu por ex deixei de ir ao talho, já ninguem come carne cá em casa. Devo pedir desculpa aos rapazes que lá trabalham, porque só entro na porta do lado para fruta e vegetais? Esse tipo de mentalidade está em desuso.

DEIXE UMA RESPOSTA