Notas eleitorais

48
6011

Coisas a reter da noite eleitoral:

1. Parabéns aos eleitores do Porto, os primeiros a eleger um movimento de cidadania para a autarquia. Há sensivelmente um ano escrevi aqui no blogue que o futuro da política passava muito por este tipo de organizações, sobretudo devido ao desgaste dos principais partidos, e principalmente dos seus actores políticos. O Porto teve a coragem de dar esse passo em frente e escolher Rui Moreira. Só espero que a aposta resulte e que, assim, se marque uma viragem na forma de se fazer política em Portugal.

2. Ainda continuo em negação em relação ao resultado de Oeiras. Sinceramente, não consigo entender como é que uma população urbana, cosmopolita, informada continua a pensar de forma local sem abrir os olhos ao que é justo e moral. Eleger o discípulo de um autarca que está detido por ter cometido as mais diversas fraudes no concelho faz-me muita confusão. O argumento do “ah, mas ele fez muito pelo concelho” também não me convence. Jamais votaria num homem desonesto e criminoso só porque ele proporciona isto ou aquilo. Da mesma forma que não compro óculos e máquinas fotográficas que me mostram na rua, a preços ridiculamente baixos, pelo simples facto de que sei que são roubados.

3. Surpreendeu-me o resultado do PS a nível nacional. Não esperava que ganhassem algumas das câmaras que ganharam – sobretudo Sintra -, mas continuo a achar que António José Seguro sai muito mais fragilizado do que vencedor destas eleições, sobretudo após as declarações dúbias de António Costa que se recusou a responder à pergunta sobre se iria cumprir o mandato até ao fim.

4. Ainda a propósito disto, achei vergonhoso o que se passou na sede de campanha de Costa, aquando da conferência de imprensa. Quando a jornalista lhe perguntou, precisamente, se iria cumprir o mandato até ao fim, ouviu-se um coro de assobios e insultos à repórter, que estava apenas a cumprir com o seu dever. Costa, que devia ter mais juízo do que a turba em delírio, atirou gasolina para a fogueira e respondeu: “A senhora sabe responder-me se vai estar a trabalhar no mesmo órgão de comunicação social daqui a dois anos?”. Uma resposta parva, já que a jornalista não foi eleita pelo povo, não apresentou ao eleitorado uma lista de propostas para o convencer a ser eleita. A pergunta é legítima, pertinente e mereceria uma resposta mais afirmativa. Costa não se quis comprometer para, daqui a dois anos, quando decidir abandonar Lisboa, não ser confrontada com a mesma. Quem não deve ter achado muita graça a isto foi Seguro.

5. Continuo sem saber o resultado eleitoral de Manuel “o Ninja” Almeida em Gaia.

6. Tal como escrevi antes das eleições, a CDU foi a grande vencedora, conquistando muitas novas câmaras no Alentejo e reforçando algumas maiorias em cidades importantes como Setúbal. A tradição de boa gestão autárquica dos comunistas terá aqui mais um desafio. Uma vitória de Jerónimo de Sousa, o político da oposição mais esclarecido e menos comprometido, apesar do discurso gasto, mas conveniente numa altura destas.

7. O Bloco de Esquerda foi dizimado nestas eleições. Este novo modelo de liderança tem aqui a primeira grande derrota, e, para mim, é a prova que faltava de que não funciona. Louçã, por muito desgastado que estivesse, tinha um carisma e uma credibilidade que esta nova direcção não tem e jamais conseguirá ter.

8. Parece que ao ver isto perdi uns belos pares de mamas na TVI, mas pronto, nos próximos dias já me actualizo.

48 Comentários

  1. Como Oeirense e residente em Algés tenho vergonha deste resultado, com a eleição do pseudo Isaltino.
    Algés está parada no tempo, há mais de oito anos que não acontece nada, o centro de saúde de Algés tem local para a construção com obra prometida há cerca de cinco anos e o espaço vedado com enorme publicidade da promessa da sua construção.
    Para retificação, Isaltino para que conste encontra-se preso, detido acontece quando um órgão policial detém alguém para ser presente a juiz.

  2. A Daniela está tãooooo desinformada!!! Meu deus… é no que dá quando não participa activamente e ande de olhos tapados!!! Existe e HÀ um projecto para Cacilhas aquele tal projecto que daria para tudo mudar e torna-la numa cidade de renome, digna que ela é, o que acontece então o avanço desse projecto ter sido barrado?! Não sabe pois não?! Sabia que todos os projectos inicialmente estudados e preparados tem de passar para a a aprovação do GOVERNO de forma dar inicio à OBRA?! Minha menina vá informar melhor antes de mandar bocas ao AR!!!

    Vá mas é reclamar nos lados de Lisboa, precisamente no Terreiro do Paço, na sede dos governantes. Já agora, coloque as noticias em dia, é um favor que fará a si mesma e adquire conhecimento.

    Quanta ingenuidade…

  3. Então e os resultados na MADEIRA? allô, já não somos território nacional, hã? Afinal um movimento de cidadania também ganhou a Câmara do Funchal! Só pra que conste… Obrigada!

  4. Como Oeirense de gema desde 1980 só tenho a dizer que o facto de haver 53% de Abstenção e Paulo Vistas viver atrás do nome de Isaltino lhe deu a vitória, não uma maioria absoluta.
    É muito bonito dizer que Isaltino Morais colocou Oeiras no mapa e colocou. Como? Sendo eleito presidente através do PSD e foi assim que se manteve o bastião de Oeiras até 2009. Porém e se as meninas se forem informar, desde que rebentaram os escândalos, que Oeiras começou a descer no “ranking”. Empresas como a Microsoft e outras saíram do Concelho.
    O que fez Paulo Vistas? Nada… Não lhe reconheço obra! Apenas a esperteza de viver atrás do nome de alguém que já foi o melhor autarca do País. Apenas isso!
    Já nem vou falar das falcatruas das urnas que até polícia envolveu…

  5. há tanto tempo que não vinha espreitar este cantinho e dei logo de caras com um texto fenomenal. Concordância total com os primeiros 7 pontos, o último apenas ri mas penso mesmo que não há pares de mamas que façam compensar assistir aquilo! Mas também é comentário feminino! 😀

  6. “O CDS é que deverá ser esmagado neste acto eleitoral, uma derrota que Paulo Portas deverá assumir, já que nem ele deverá encontrar um ângulo positivo nos resultados do partido.”

    É curioso como gostas tanto de dizer “tal como escrevi antes das eleições”, “tal como previ há um ano” e sobre este falhanço das tuas previsões sobre o resultado do CDS, nem uma palavra. Nem uma palavra.

  7. Entendo e concordo com o seu ponto de vista mas só quem conheceu Oeiras e as freguesias adjacentes antes de Isaltino consegue entender este tipo de atitude do eleitorado. Entender não é aceitar e concordar.

  8. Pensei mesmo que era desta que a liderança de Almada mudava.

    A CDU já governa Almada há 39 anos! E agora fica por mais 4!

    Fiquei mesmo desiludida. 60% de abstenção! E depois a CDU a vencer com 38% dos votos (resultados muito similares aos de 2009).

    Portanto Almada vai continuar na vaca torta. A zona ribeirinha de Cacilhas vai continuar sem ser aproveitada, aquela “cidade fantasma” enooooorme da Lisnave vai continuar a apodrecer, a ECALMA vai continuar a encher os bolsos da filha da ex-Presidente, o comércio local vai continuar a desaparecer e a baixa de Almada continuará ás moscas, o “metro” vai continuar a ser um buraco financeiro, muitos terrenos vão continuar ao abandono…

    É triste! Almada tem um potencial enorme para crescer! Enfim, o povo escolheu…

  9. O que aconteceu na Madeira foi estrondoso. De 11 Câmaras, o PSD-M perdeu 7, incluindo a do Funchal. Numa ilha onde se vive com medo, onde se é ameaçado se se tiver ideias contrárias ao partido do regime (assim, regime), é incrível isto ter acontecido.

    Apareceram alternativas a sério e as pessoas escolheram mudar. Onde haviam listas independentes, foram essas que ganharam.

  10. Finalmente falam nos telejornais da abstenção: 47,4% a maior de sempre.
    Outra coisa que achei ridicula foi o discurso do bloco de esquerda. Não admitiram que falharam enormemente, limitaram-se a falar mal do outros, a culpa é dos outros. Eles estão muito bem, portanto.

  11. Johnny, excedi me na forma como expus a minha opinião mas não retiro uma vírgula ao conteúdo. Vi o meu concelho, a minha freguesia a ser destruída durante o mandato dessa senhora. Explosão de construção, desenfreada e sem ordenamento. Construções ilegais à custa de subornos. Impossível ela não saber. Toda a gente sabia. Foi conivente. Não foi condenada a nada? Pois devia. E bastava fazer o Ic19 e olhar para o lado para ver as provas do crime.
    O isaltino foi a excepção que confirma a regra.

  12. Não sei se é assim tão maravilhoso. Se estivermos a falar da vila de Oeiras, até concedo, mas a minha zona, Algés, não me parece que seja considerada uma maravilha para viver, tem inúmeros problemas e escassíssimas soluções. Mas eu li os programas e fui votar. Claramente, não no Paulo Vistas, não aprecio marionetas de corruptos…

  13. De forma muito sucinta:
    1. Também fiquei muito satisfeito por ter sido um independente a ganhar a Câmara do Porto. Tal como tu dizes, oxalá seja o início de uma viragem…
    2. Acho que se explica pela ausência de valores e princípios.
    3. Não passa de um cartão amarelo à austeridade. Os portugueses confundem as autárquicas com as legislativas.
    4. Não gosto do António Costa por isso não fiquei admirado com a atitude dele.
    5. Lol
    6. A nível autárquico continua a marcar a diferença.
    7. Mil vezes o Francisco Louça apesar da imagem desgastada. Não gosto do estilo da Catarina Martins, soa-me a falso.
    8. Terás outras oportunidades. Mamas é que não faltam para aí! 🙂

  14. Vivo em Oeiras, e faço parte da ” população urbana, cosmopolita, informada “, que esteve incluída em grande parte nos 50% de abstenção.
    As alternativas eram tão más que ficar em casa pareceu a melhor hipótese…
    Quanto à vitória do partido do isaltino, grande parte dos votos são “recolhidos” nos vários bairros sociais e levados em transporte próprio…

  15. Também vivo no concelho de Oeiras e tenho exatamente a mesma opinião. O problema é não haver alternativas credíveis. Votei no Moita Flores para não compactuar com os ladrões mas a verdade é que o Isaltino pôs Oeiras no mapa. E isso de não votar em ladrões dava pano para mangas…

  16. Se tão simples fazer de um concelho uma maravilha para se viver, porque é que tão poucos têm a qualidade de Oeiras? Não é preciso endeusar o homem, mas também tem que se lhe dar algum crédito (ok, crédito se calhar não é a palavra mais apropriada :))

  17. “Não consta que tenha sido condenada por qualquer crime”. Não consta, de facto. Não quer dizer absolutamente nada. Como todos sabemos.

  18. Destas eleições tirei a grande vitória do Rui Moreira, que há quem diga é também vitória do Rui Rio.
    Não acho que tenha sido a vitória do PS, perderam mesmo câmaras muito importantes, mas acho que a vitória de António Costa deixa José António Seguro, bem mais inseguro.
    Não foi uma derrota do governo como muitos disseram, afinal o governo é uma coligação PSD/CDS e este último cresceu 500%.
    A minha câmara e junta de freguesia vai ser dominada pelos comunas, nada contra eles, mas é melhor que comecem a mudar de discurso. Parece-me que também foram uns grandes vencedores. Fico mais aliviada por saber que costumam ser as câmaras menos individadas.
    Ninguém deu importância à abstenção, mas pareceu-me que em alguns municípios, foi mesmo o “partido” com maior percentagem. É um dado preocupante e importante.
    Depois o facto das manifestações, das fechaduras estragadas e das velhas a virar mesas de voto, foi ridículo. Quem não quer votar, não o faça. Leve cartazes e grite à vontade, mas não retire aos outros o direito de votar. Ainda assim estamos numa democracia, minhas senhoras.

  19. Soneca,
    não sou de Sintra, não conheço a Edite Estrela e não estou aqui a torcer pelo PS.
    respeito a tua opinião, mas não me parece correcto tratares a Edite Estrela de puta.
    pode ter feito asneira.
    não consta que tenha sido condenada por qualquer crime, muito menos por meter dinheiro ao bolso, ao contrário de outros, como o Isaltino de Morais. se queres ser coerente, chama a este Isaltino o que ele é: LADRÃO!!! ou ao Oliveira e Costa, do BPN, outro LADRÃO.
    os residentes de sintra já disseram de sua justiça, tanto quanto sei ela perdeu as eleições, certo?
    daí não compreender a tua opinião.
    só isso.
    abraço

  20. nao vivo em oeiras e, por isso, o meu conhecimento será incompleto.
    mas nem por isso estou menos habilitado a pronunciar-me.
    os argumentos para votar nele poderiam ser:
    – “pode ter sido o melhor dos presidentes, relativamente aos demais presidentes de câmara de oeiras” – mas estes também não foram assim tantos, logo esta comparação não serve;
    – “foi condenado em tribunal, mas os outros são ladrões como ele” – não consta que nenhum dos outros tenha sido condenado; além disso, como presumir que os outros são ladrões – generalizações são sempre parvas; ou então, “o meu namorado enganou-me com outra, não vale a pena deixá-lo, todos os homens são assim”
    – “fez de oeiras um grande concelho” – admito que sim. mas isso não seria muito dificil: tá mesmo ao lado da capital; tem praia e beleza natural, bastou não deixar fazer muitos prédios para preservar as zonas verdes; a linha de comboio e o estádio, por exemplo, já existiam antes do isaltino;
    e podia continuar por aqui, mas penso que já chega…
    como digo, respeito o voto dos outros, que é secreto, logo para começar.
    mas custa-me a entender como podemos dizer que não há mais opções para além do Isaltino.
    já agora: se lessem aqui que um politico alemão, que é condenado por “METER DINHEIRO AO BOLSO” (tradução livre para o crime de branqueamento de capitais), tentou ser novamente o presidente da câmara onde o crime aconteceu e que mesmo da cadeia tentou ser eleito, o que pensariam? estes alemães devem ser loucos….pois é.
    vale a pena pensar nisto.

  21. Andreia, o seu comentário é muito acertado. Também sou residente do concelho de Oeiras, mas devido a um erro nos cadernos eleitorais, tive de ir votar ao meu concelho de origem (foi difícil, estava a ver que nao votava!), e acho que consigo fazer um comparativo com o mesmo. Eu cresci em Odivelas, que só passou a concelho em 1998; até lá, pertencia ao (na altura enorme) concelho de Loures. Loures foi, durante anos, um bastião da CDU, com o Sr. Demério Alves à cabeça, até que foi derrotado. O indíviduo em questão não roubou, como o Isaltino, mas não fez absolutamente nada pelo concelho, ao contrário do que o vencedor de ontem proclamava aos 7 ventos. Mas as pessoas votavam nele, porque não existiam alternativas, pelo menos era honesto, e ali, poucas são as pessoas que votam à direita. Em Oeiras, a lógica é mais ou menos a mesma; as alternativas são iguais ou piores, não há muita gente a votar à esquerda e por muito ladrão que tenha sido, o Isaltino fez de Oeiras o que este concelho é hoje em dia: o melhor do país para viver e trabalhar. Acho que só quem não vive em Oeiras é que não percebe o resultado.

  22. Gosto do antonio costa e nao achei a resposta assim tao parva. Como referiu, e bem, ele nao se quer comprometer e dai que nao tenha que dar nenhuma resposta concreta. Todos os lisboetas sabem dessa possibilidade, e se sabem que costa fez o melhor para Lisboa nos últimos, porque nao que o faca também por Portugal? Nao me parece que nenhum apoiante de costa por Lisboa fique propriamente desconcertado se eventualmente ele sair por esse motivo. Ate porque todos sabemos que a equipa de costa na câmara nao se resume apenas a ele mesmo e que o trabalho terás seguimento cm quem lá ficar. Nao concordo nada com esse ponto que escreve.
    Cumprimentos!

  23. O Manuel aka “Ninja” de Gaia teve… 1.079.
    Creio que alguns da família e dos pais dos amigos do seu neto, o carequinha lindo.

    Posto isto, VNG será uma cidade entregue à bandidagem. Falta-lhe os ninjas.

  24. Arrumadinho não poderia concordar mais consigo quanto à reflexão noite eleitoral. Todavia, acrescento a preocupação que a cada eleição me acompanha, a enorme taxa de abstenção !!
    Indiferença ?? Ignorância ?! Revolta contra o governo ?! Mau tempo ou bom tempo ?!
    Deixemo-nos de desculpas … estas eleições mais do que qualquer outras exigia a mobilização de todos, pelas suas terras, pelo futuro de todos.
    Quem perdeu nesta noite foi a democracia, disso não tenhamos dúvidas.

  25. Relativamente ao isaltino eu explico : a percepção da população é que todos os políticos são corruptos, todos se aproveitam, todos beneficiam os amigos, etc, etc. A diferença: o isaltino tem um concelho ímpar no país e foi mérito seu. Com ou sem corrupção. Foi condenado e preso. O resto da escumalha anda por ia livremente a roubar e afazer merda nos concelhos. Veja se a puta da edite estrela, que tornou Sintra num gueto, encheu os bolsos, continua a encher os bolsos e ontem estava toda sorridente a passar a mão no pêlo do socialista que ganhou a câmara… De Lisboa. Eu não moro no concelho de oeiras, infelizmente. Moro no concelho do lado e bem vejo as diferenças. Que são unicamente no resultado para a população.

  26. Arrumadinho,

    Relativamente a Oeiras, gostaria de perguntar em quem teria votado.
    Será que as alternativas são assim tão relevantes? Patifes e ladrões não são todos?
    Não sou de nenhum partido, mas como residente em Oeiras tenho algum voto na matéria.

    Andreia

  27. O ninja teve 62 votos 🙂
    E estou muito orgulhosa do meu Porto, mas ainda à espera das fotos do jantar da pipoca, esqueceste-te? 😀
    Beijinhos

  28. O ninja teve 1079 votos (correspondente a 0,9%). A percentagem não diz grande coisa mas ter havido mais de mil pessoas a votar nele preocupa-me LOL

  29. Não gosto de Seguro e acho que não tem pedalada para ser o líder deste país mas reconheço que esteve muito bem no discurso de vitória. Respondeu muito bem à questão “Costa” e soube sair por cima desta vitória do PS.
    Já o discurso de Costa não teve tanto impacto. Talvez excitado pela expressiva vitória penso que não esteve à altura.

    Interessante ver o pânico que o PSD demonstrou ao longo da noite com a possibilidade de Costa não cumprir o mandato todo.

    Com muita pena minha o Bloco é arrasado. Algo tem que mudar. É difícil de perceber esta tareia quando o Bloco terá aquelas que são, provavelmente, as melhores comunicadoras políticas da actualidade: Catarina Martins e Ana Drago.

    CDU em alta. Gostei da vitória do Bernardino. Um político da nova geração que tem aqui uma grande oportunidade de mostrar trabalho. Que tudo lhe corra bem pq pode ser bom para a esquerda e para Portugal.

    Oeiras é inexplicável.

    E o Portas lá se aguentou.

  30. Ricardo, de acordo com a Visão, “o Ninja” angariou a preferência de 1079 (!) eleitores, tendo conseguido 0,86% dos votos. Sim, eu também andei louco atrás desta informação.

  31. Faltou uma referência ao Alberto João Jardim e ao seu PSD, que detinham as 11 Câmaras da Madeira e agora ficam apenas com 4. Que orgulho do povo madeirense, e do meu Porto Santo!

  32. Também não compreendo como continuam a andar com o Isaltino Morais ao colo. Mas depois são esses portugueses que se queixam que são roubados pelo governo e votam num criminoso que roubou e muito… palavra de honra que não percebo este povo. Relativamente à CDU também acho que foi o grande vencedor da noite. Até em Faro ficaram em 2º à frente do PS, coisa que nunca me lembro de ter acontecido! Tendo em conta que as câmaras comunistas são as menos individadas (algumas sem qualquer dívida), penso que é caso para refletir no futuro. Eu sou uma das que defendo que deve ser dada uma oportunidade aos pequenos partidos de governarem, mesmo em coligação. Talvez algo mudasse de facto.

  33. Só tive muita pena (e vergonha também) que 62% do eleitorado da minha cidade (Setúbal) tivesse preferido não votar…

    Assim não vamos, de finitivamente, a lado nenhum… 🙁

DEIXE UMA RESPOSTA