Estilo, Disse Ela

90
5704

Ontem foi noite de apresentação do livro “Estilo, Disse Ela”, escrito pela minha mulher, um trabalho que acompanhei em todas as etapas, desde a ideia até à discussão do título, do tipo de papel, da capa, das ilustrações, dos looks. O produto final está fantástico, muito “por culpa” da dedicação das duas editoras, a Liliana e a Inês, sempre abertas a todas as discussões, mas com um apurado sentido de timing e responsabilidade editorial. Mas se elas têm essa fatia de mérito, todas as outras são da Ana.

Este livro não é apenas um livro de estilo, uma gracinha, uma coisa de brincadeira. O “Estilo, Disse Ela” representa uma viragem na vida da Ana, um rumo numa direcção que sempre defendi que ela deveria seguir, porque tem um talento natural para escrever, tem bom gosto e equilíbrio na forma como entende a moda, continua a investir em formações adequadas na área, e, muito em breve, terá tudo para ser uma das pessoas mais influentes no País sobre este assunto.

Quando conheci a Ana ela era uma jornalista “mileurista”, como dizia, embora não o fosse, porque o ordenado dela nem aos mil euros chegava. A publicação onde trabalhava tinha menos leitores do que o blogue dela, sentia-se pouco reconhecida profissionalmente mas faltava-lhe sempre a coragem para se decidir a mudar de vida. Era o medo igual ao de tantas pessoas, o de não ter uma coisa fixa, o receio da crise, da conjuntura, de as coisas poderem vir a correr mal e depois ter ficado sem o pouco que tinha.

Acho que quase desde o primeiro dia em que começámos a namorar que lhe comecei a dizer que esse receio não fazia sentido, e que ela tinha um talento que poucos tinham, um faro, um instinto para chegar às pessoas que encontrei em pouca gente — e já havia trabalhado com centenas de jornalistas. Sempre me fez confusão vê-la presa a um emprego certinho mas que a limitava em tudo o que poderia fazer. Foram anos a falar sobre este assunto, a dar-lhe força, coragem, apoio para que pudesse investir nela, no projecto dela, nas ideias dela, e deixasse de dar todo o seu tempo a um emprego que lhe preenchia as horas, mas não a preenchia a ela.

Há pouco menos de um ano, consegui vencer esta batalha. E foi uma batalha contra quase toda a gente. Eram muito poucas as pessoas que pensavam como eu, não por não acreditarem no valor da Ana, mas porque partilhavam o sentimento de receio em relação à crise, à conjuntura económica, à falta de dinheiro na publicidade, nas empresas. Mas o clique deu-se e chegou o dia em que ela percebeu que tinha mesmo de se soltar e ir à vida sozinha. Foi mais ou menos a partir daí que o blogue dela quase duplicou as visitas, que conseguiu cumprir um desejo antigo de abrir a sua própria loja, passou a investir muito mais nela própria, e, agora, publicou um livro que será, acredito, uma fonte de informação muito útil e prática para todos os que gostam de moda ou de estilo.

Esta é, também, uma história de coragem, determinação, vontade e empreendedorismo, de uma miúda que começou como tantas outras, num estágio mal pago, com um blogue que ninguém lia, e conquistou tudo o que tem hoje com o seu talento. Este “Estilo, Disse Ela” é apenas o primeiro degrau de uma longa escadaria. E eu cá estarei para te dar a mão ao longo do caminho.

“És o Meu Orgulho, Disse Ele”. Ou eu.

90 Comentários

  1. Boa tarde..fiquei arrepiada ao ler este texto, pois o que pensava do trabalho da Ana é o que eu sinto agora com o meu e o medo que diz que ela sentia é o que eu também sinto, em relação arriscar e mudar de vida e de cidade!! Acha que a nível de eventos também poderemos dar esse salto como a Ana deu, ou estarei a querer arriscar demais?

  2. Tanto vale de lágrimas só prova que há muita mulher portuguesa mal amada, infelizmente. Casamento, companheirismo é isso tudo que tu muito bem escreveste e descreveste. Para mim é impensável ser de outra forma.

    🙂

  3. Quando nos casamos já lá vão 35 anos a nossa regra: seriamos um par em todas as circunstâncias e a assim foi e é .
    Tudo se partilha.
    Arrumadinho não gastes a tua escrita com gente mal formada.

  4. Por amor da santa…o que interessa é que gostando-se ou não a Pipoca ou Ana ou como lhe quiserem chamar arriscou, teve tomates e dinheiro (como é óbvio) para conquistar um espaço seu. Ame-se ou não, o que é facto é que muita gente sabe quem é a "pipoca mais doce" e parva seria ela se não aprendesse a lucrar com isso. Agora discutir quem é que no casal ganha mais, por favor.."entre marido e mulher não se mete a colher". O dinheiro deles e como ele é gerido só nos diz respeito se fosse nosso também…

  5. Olá Ricardo,

    Não costumo comentar o blog, mas passo por aqui algumas vezes. Quero dizer que este livro da Ana está, sem dúvida, fantástico. Digo isto mas ainda só dei uma vista de olhos, por isso quando o comprar, devo vir aqui dizer que está "super-super-super" fantástico. 🙂
    É sem dúvida um livro a ter em casa.

    Beijinhos,

    Lara

    http://www.acerejaemcimadobolo.com

  6. Eu sou a anonima das 16.01. O meu nome e Joana Oliveira. Nao vivo as custas de marido, porque nao tenho um. Concordo com o que diz Ricardo, numa economia de casal e assim que funciona. Mas claramente ha alguem que ganha mais que o outro. Nao percebo e qual e o mal de admitir isso. Acompanho o blog da Pipoca ha muito, muito tempo, e a vida da pipoca era claramente diferente antes de estar consigo. Mais, se a Pipoca fosse casada com o um jornalista que fosse "mileurista" sera que arriscaria?
    Dou a pipoca todo o valor que ela tem.
    Outra questao: o que e que e estupido? Nao percebi a sua pergunta.
    Boa noite.

  7. Uau! O comentário final sugeriu-me uma lágrima no canto do olho. Que texto tão equilibrado e tão amável. Vocês são fantásticos. Parabéns aos dois pelo positivismo que transmitem =)

  8. O casamento é isso;) companheirismo, partilha, admiração, estar presente nos bons e maus momentos;). Adorei o texto, sou seguidora assidua aqui e na pipoca, e dentro de todas as invejas que são alvo são cumplices;)
    Beijinhos

  9. E tem todas as razões do mundo para ser um marido orgulhoso.

    É bom assistir ao sucesso de alguem que subiu pelo próprio pulso e mérito.

    A Ana tem de facto um grande talento, escreve mt bem, tem um sentido de humor delicioso.

    Não tenho dúvidas que dentro de pouco tempo vá ser uma das pessoas mais influentes na área dela em Portugal (alías, acho que já é, lol)

    Tudo de bom!

  10. Lindo. Fazem um casal muito bonito. Tu realmente foste o motor de arranque da Ana e é assim que deve ser um casal. Adorei este post e ela realmente tem muito talento para a escrita. Quanto à moda…gosto mas não é o meu meio e não percebo metade das coisas, mas gosto de ler e ver as opiniões dela. Só não gosto das botas (ou sapatos ou que raio é aquela coisa) jeffrey campbell. Bjs.

  11. Já deixei aqui comentários a criticar alguns dos seus posts.
    Desta vez gostei muito.
    Felizmente, também tenho um homem assim ao meu lado.
    Infelizmente, ainda não consegui ter a coragem da Ana e este post foi mais uma pequena fonte de inspiração.

    (Os anónimos não são sempre venenosos)

  12. Olá arrumadinho, não costumo comentar apesar de passar cá todos os dias, porque gosto, assim como gosto muito do blog da pipoca.

    Tal como muitos comentadores eu adorei o texto, revela um amor e apoio imensos!

    Mas não resisto a notar que muitos bloggers respondem sempre às provocações dos anónimos nas suas caixas de comentários. E neste caso, com tantos comentários (60 quando aqui entrei) positivos, não houve sequer uma palavra de agradecimento!

    Não é que tenha de o fazer, mas se se dá ao trabalho de responder a quem claramente não merece resposta, porque está a mandar bitaites sem fundamento, já agora agradeça a quem aqui passa a comentar, a participar no blogue!

    É apenas uma opinião sobre o que sejo muito por ai: dar importância a quem não interessa! Espero que não leve a mal este reparo!

    Continuação de muito sucesso para ambos!

  13. E tinha de vir o anónimo dar a sua posta de pescada…
    Anónimos á parte, que declaração de amor e companheirismo bonita. Já hoje comentei no blog da Pipoca que gosto de pessoas como ela, empreendedoras e de bem com a vida, mas pelos vistos o Arrumadinho também tem a sua quota parte de responsabilidade no sucesso da Pipoca, pois com um companheiro que acredita e motiva qualquer um deveria de se sentir com mais força para abraçar novos desafios.
    Eu posso dizer, que como a Pipoca sou uma sortuda, pois o meu companheiro, tal como o Arrumadinho acredita em mim de anda a "dar-me cabo da cabeça" para eu finalmente dar o arranque a um projecto que estava guardado á demasiado tempo.

    Parabéns aos dois!

    mariavaicomasoutrasemaisalgumas.blogspot.pt

  14. Caro anónimo das 16h05. Vamos lá ver se os críticos se entendem. Ou bem que é ela que vive às minhas custas, ou bem que sou que vivo às custas dela. Têm de concertar o discurso, porque acusarem-nos das duas coisas não faz sentido. Mas agora uma sugestão: e que tal pensarem que nós, tal como todos os casais, vivemos com os rendimentos que os dois conseguimos? Se eu ganho dinheiro, se ela ganha dinheiro, se somos casados, por que raio é que um ou o outro hão-de viver à custa do outro? É assim em sua casa? Sente que a sua mulher (ou marido) vive à sua custa? Ou sente que vive à custa dela (ou dele)? É estúpido, não é?

  15. Eh pa, por favor. Ela so fez isso nao porque a encorajas-te, mas porque, visivelmente, ganhas bem. Senao, ela nunca abandonaria o emprego que tinha. Claramente, ela vive a tua conta, nao acho nada de mal nisso. So acho mal nao se admitir.

  16. Gostei!
    Principalmente desta parte "E eu cá estarei para te dar a mão ao longo do caminho.
    "És o Meu Orgulho, Disse Ele". Ou eu.".

    É infelizmente isto que falta a muitos casais. O apoio. O estar lá sempre. Com certeza que nem sempre é um mar de rosas, mas apoiar quando parece que tudo aponta no sentido contrário, é sem dúvida alguma o que falta em muitas relações. E falta quer a muitos homens, quer a muitas mulheres.

    Percebo que isto tem a ver com a noite de ontem, que correu muito bem. Quando as coisas na nossa vida correm bem, isso reflecte-se até no que escrevemos. E o Ricardo trouxe para o lado de cá, através da escrita e deste post, uma fase a dois que me parece estar a ser fantástica.
    Sabe bem abrir um blog de vez em quando, e ler que a vida das pessoas corre bem. Que o bem estar existe naquele dado momento e que não têm qualquer problema em o partilhar com os leitores.

    Volto a dizer. Gosto! Gosto e muito disso.

  17. Irra, que cheguei ao fim do texto com as lágrimas nos olhos!! Que declaração de amizade, de amor, de companheirismo, de tudo, mais linda! Adorei cada palavra, bem como o amor que se sente do princípio ao fim!! Felicidades, aos dois, desejo eu! 🙂

  18. Já gostei muito do blog da Ana, escrito com muito humor, irreverente e com o seu estilo muito próprio. Confesso que não gosto deste novo estilo, embora compreenda que trabalhar uma marca a tenha obrigado a isso.
    Independentemente da minha opinião sobre os conteúdos, tenho a maior admiração pelo empreendedorismo, tenacidade e persistência que ambos revelam. São o tipo de pessoas que sempre procurei ter nas minhas equipas.
    E este texto está lindo, aposto que ela babou.
    (e claro que quem escreveu isto não foi a Picante, foi a sua dona, e isso, parecendo que não, é muito diferente).
    Well done!

  19. Parabéns.
    inspiração para mentes estáticas…
    A entrega ao trabahlo mais tarde ao mais cedo tem sua recompensa.
    Obrigado por existirem.

  20. É verdade ela merece os parabéns!

    Acredita que leio o blogue dela e penso muito isso, é uma gaja com tomates!!!
    Ela tem uma forma de escrever, algo irónica, mas que dá gosto ler. Consegue arrancar umas gargalhadas.
    Ás vezes pergunto-me se ela também será assim na vida do dia a dia.

    E um post muito bonito

  21. Ora aqui está um belíssimo texto que surpreenderá muita gente.
    Não pela qualidade inegável da escrita, mas pelo sentimento que vos une.
    Desde o princípio até ao fim, aqui está o exemplo de um grande amor.
    Os meus parabéns a ambos.

  22. Muitos Parabéns!

    ESTE PAIS PRECISA DE MAIS PESSOAS QUE NÃO SE DEIXAM FICAR!

    O SUCESSO, A FELICIDADE E O AMOR NÃO VOS VAI BATER À PORTA!

    QUEIRAM SEMPRE MAIS E MELHOR, ACREDITEM, LUTEM E CONSEGUEM!

    Ana Sofia

  23. Adorei o texto. Achei-o muito bonito e muito enaltecedor da tua mulher. Depois da azáfama e do "disparo de adrenalina" que o dia de ontem certamente lhe proporcionou, hoje – quando a Pipoca "voltar a pisar o chão" – vai ser reconfortante ler isto. Porque no fundo, muito mais do luzes da ribaltas, isto será o mais importante na vida dela. Parabéns!

  24. Em primeiro, um belo post de amor.
    Depois, um post encorajador!!
    É a escrever-se sobre estes temas que ajudam tambem outras pessoas. E espero que a Pipoca/Ana opte por ir falando tambem sobre estas coisas como a formaçao, como a iniciativa de avançar para os seus sonhos, como a ansiedade, etc. Recordo-me perfeitamente da quantidade de comentarios ao post que ela fez sobre a ansiedade/panico; ou ao dos estudos. É bom ler-se sobre compras, claro que sim, bem como outras coisas dessas categorias. Mas é ainda melhor ler, nem que seja de vez em quando, post´s como este, post´s sobre estudos, sobre arriscar, sobre o lado mais pessoal que pode fazer muitos tentarem o mesmo, ou aplicarem-se mais

  25. Muito bonito o texto, cheio de sentimento e de alento! 🙂

    Mas…, e se a sua situação financeira não fosse o que é, ela tb se aventurava? Isso é muito bonito de se falar quando se tem uma boa estrurura financeira por trás, quando não há, limitamo-nos! Eu com um filho para criar, casa para pagar, com carro, com 2 seguros de saude, 1 do carro, o de casa e de vida, e desempregada a ganhar pouco mais do que o salário mínimo, acha que me posso arriscar no que que quer que seja? Claro que não, quanto muito é esperar arranjar um trabalho que dê para conciliar com a creche do pequeno, para o ir levar e buscar a horas decentes porque não tenho família por perto.

    Muitas felicidades é o que desejo aos dois 🙂

  26. Muitos parabéns aos dois.. não consegui conter as lágrimas.. Gosto de ambos!! Espero que o sentimento que os une continue a ser tão puro e sincero.

    Felicidades

  27. "tem bom gosto e equilíbrio na forma como entende a moda (…)muito em breve, terá tudo para ser uma das pessoas mais influentes no País sobre este assunto."

    Sinceramente espero que não, pois não é um facto de se investir numa área, ou até de se gostar de determinada área que nos dá garantia de sermos competentes. A Ana parece-me sim uma pessoa que simplesmente segue modas. A moda passa e o estilo fica, não é assim que se diz?

    No entanto, e como as qualidades também têm que ser enaltecidas, a Ana realmente tem o dom/facilidade de chegar às pessoas, escreve bem e tem uma coisa que eu adoro e que hj em dia pode fazer a diferença no mercado: é empreendedora e competitiva. Por isso lhe tiro o chapéu. Fôssemos todos assim =)

    Um abraço e que corra tudo bem

  28. Muito queridos 🙂 Dá gosto ver! Continuem sempre assim, amigos e companheiros em todas as horas! Beijinhos para os dois e desejos de muito, muito sucesso!

  29. O caminho do empreendedorismo é tortuoso, mas ganha velocidade quando se tem alguém ao lado a dizer-nos força! sem medo de ser deixado para trás, principalmente tendo os dois a mesma raíz de formação. Parabéns à Ana Pipoca 🙂 pelo talento e ao Ricardo Arrumadinho pela capacidade de ver mais além. Maturidade é uma coisa muito, muito boa!

    Agora a seguir, sff quero um post sobre o 1º dia de aulas do teu filhote, pode ser?

  30. Um elogio fantástico, adorei!

    E concordo com tudo o que disse, a Ana tem imensooo mérito por tudo o que conquistou, todos projectos são um sucesso garantido e isso claro só pode ser fruto de muito talento, mas também muito trabalho.

    Para mim, ela é sem dúvida uma grandee inspiração, até porque também eu tenho blog, também eu amo moda e queria ter os meus projectos enfim…pode ser que um dia deixe o meu estágio mal pago, as horas infindáveis de escritório que me deixam sem tempo de jeito para nada e vá ver de vidinha, daquela que nos preenche à séria para outro lado.

    XoXo Fashion Hunter
    http://miwardrobeistuwardrobe.blogspot.pt/

  31. Adorava ter coragem para largar tudo e abraçar algo que realmente me enche de satisfação…

    Mas…o FDP do mas estraga tudo.

    Parabéns a ela, e felicidades aos dois!!!

  32. Que fofinhos 🙂
    Até fiquei com uma lagrimita no canto do olho. Que sejam sempre muito felizes e que a vida vos corra pelo melhor.

  33. Eu adoro o blogue da Pipoca. De facto em termos de moda e estilo ela tem muito bom gosto e é verdade que cada vez mais dita tendências. Só tenho pena da publicidade, passatempos e esses afins que compreendo que façam parte. Tudo isto para dizer que admiro o empreendorismo da Pipoca e desejo-lhe tudo de bom e que continue a escrever, sobretudo os textos espontâneos dela que eu adoro.

  34. Acho realmente que a Ana tem um talento fantástico. Ela escreve como ninguém, consegue arrancar sorrisos e gargalhadas como niguém, tem estilo e é muitíssimo inteligente. Já tenho o livro dela a enfeitar as prateleiras lá de casa e adorei-o! Mas acho também que o papel de bastidores que tens é realmente importante. Apesar de tudo, quando abrimos as asas precisamos de saber que estará alguém lá em baixo para nos agarrar no caso de perdermos a orientação. Parabéns aos dois! Apesar de toda a gente saber que 'por trás' de uma grande homem está uma grande mulher :p o contrário também é cada vez mais válido 🙂

    Beijinhos*

    http://itsktime.blogs.sapo.pt/

  35. Olá arrumadinho..
    Até fiquei arrepiada ao ler este texto é tao bom ver como vocês são apaixonados e se apoiam…
    A Ana é realmente um talento raro … sou leitora dela e tua desde a mais ou menos um ano. E vocês são uma fonte de inspiração para mim. Vivo numa ilha dos Açores e tenho pouco aceso a moda e toda essas coisas… mas graças ao blog da Ana, consigo me inspirar e ter algum estilo. Já ando a procura do livro ca por estas bandas.
    Parabéns a vocês os dois
    Helena dias

  36. :') Esse post foi mesmo sentido… bonito! Mas, se a Pipoca é um exemplo de sucesso, há muitos que não o são… Demasiado até e, não sendo entendida na matéria nem nada que se pareça, vejo muito boa gente que tem determinação, até é talentosa e tudo, mas se calhar falta-lhe a luzinha, o empurrão, talvez mesmo a sorte! Mas ainda bem que há exemplos que dão força a quem já a está a perder… Nice post! 🙂

  37. Eu já li o livro e adorei! Adoro a forma como ela escreve e ainda bem que avançou…
    Quando vejo o programa What Not to Wear no TLC só penso que ela seria a indicada para o fazer cá em Portugal ;D Boa sorte para os 2!

  38. Bom dia!

    Enquanto lia o teu post, inevitavelmente as lágrimas começaram-me a cair pelo rosto incontrolavelmente. Infelizmente, o que faz falta a centenas e centenas de casais e ter um aparceiro asssim como tu, que acreditem no outro incondicionalmente e o puxem sempre para a frente.
    Vi hoje em ti, uma faceta que foi para além daquilo que podia imaginar. Digam o que disserem, concorde ou não com tudo o que dizes, és um grande, grande marido para a Ana. Ambos têm todo o sucesso pela frente porque sabem exatamente ser um "casal". Muitos parabéns aos dois.

  39. Olha que bonito!
    A sério, mesmo não sendo fã da Pipoca, gostei de ler o que escreveste, não sobre a Pipoca, mas sobre a Ana.
    Nada pretensioso…
    E estás a mudar, Arrumadinho, estás diferente e acredita que ficas melhor assim. Parabéns à Ana, claro,o sucesso é sempre de louvar ainda para mais nesta conjuntura de crise, mas a ti que lhe deste a mão e o empurrão. Muitos parabéns 🙂

  40. Se assim não fosse, nem valeria a pena estarem juntos… acredito piamente que temos de admirar, mais do que amar e cutchi-cutchi, a pessoa com quem estamos. Porque é essa admiração, esse orgulho, que nos fazem apaixonar a cada dia.

  41. A Pipoca é uma grande empreendedora, e tenho acompanhado (via blog) muitos dos obstáculos aos "saltos" que tem dado. Como em tudo na vida, quem quer ir mais longe tem que sair da zona de conforto. E é sempre inspirador ver alguém a ser capaz de fazê-lo e a conseguir ter sucesso. Porque eu continuo a acreditar que quando há talento seja em que área for, com alguma coragem se alcança o sucesso. "A sorte protege os audazes".
    Gostei muito de ler este post. Tantas vezes se fala neste blog sobre relações e aqui estão ingredientes que julgo serem fundamentais e que faltam TANTAS vezes: Acreditar no outro, motivá-lo a procurar o que o faz feliz e viver intensamente a suas vitórias. Parabéns aos dois. O casal mais cool da blogosfera!

  42. Ohhh! Que amoroso. Se todos os homens tivessem esta sensibilidade, estaria o mundo melhor!
    Parabéns Ana ,pelo marido estrondoso! 🙂

  43. Oh. Que coisa boa de se ler logo de manhã. "Por trás de uma grande MULHER há sempre um grande HOMEM". Beijos e felicidades para os dois, que apesar de não os conhecer pessoalmente fazem todos os dias parte da minha vida.

  44. Foi a primeira vez que acabei de ler um post de um blog com lágrimas nos olhos e a dizer: foda-se… um dia quero um amor assim:) Fantástico!!

DEIXE UMA RESPOSTA