Carta Aberta a António José Seguro

27
4084

Carta aberta a António José Seguro

Caro Tozé.

Estou mesmo muito cansado da crise, do governo, do estado do País, do desânimo generalizado, dos aumentos de impostos, dos cortes em tudo e mais alguma coisa, das embrulhadas nas PPP, do desinvestimento total na Cultura, dos números mascarados do desemprego e até do tom de voz de Pedro Passos Coelho (que, mesmo assim, continua a não ser tão irritante quanto o do teu camarada Zé Sócrates).

O que eu gostava mesmo era que o Partido Socialista fosse uma alternativa a este governo. Esperava que, nestes últimos dois anos e meio, o teu partido tivesse concentrado as suas mentes mais brilhantes e tivesse participado, de alguma forma, na inversão do estado de coisas. Desejava muito que todo este tempo tivesse sido usado para nos mostrar, a nós, portugueses, que existia outro caminho que não o dos cortes ao pontapé, o da extinção dos direitos, o das tentativas de atropelo à Constituição. Sempre achei que o PS saberia ser a oposição responsável que todos nós precisávamos, saberia posicionar-se de forma a que pudessemos olhar para o partido com esperança nos olhos, mobilizando-nos nesta luta contra a política imposta pela Direita.

Caro Tozé, é com profundo lamento que olho para trás e vejo que tu e o teu partido andaram a fazer aquilo que muito boa gente no País fez durante anos. Ficaram sentadinhos à espera, de braços cruzados, a assobiar para o ar, na esperança de que o goveno caísse sozinho, de tão podre, que o governo implodisse com tantas guerras internas, que o governo fosse derrubado por um povo desesperado.

Caro Tozé, em dois anos e meio conseguiste tornar-te numa anedota política nacional, no pior líder de sempre de uma oposição, num homem que nos deu mais preocupações do que esperança. Hoje, ninguém olha para ti como uma alternativa de governo, e os portugueses que admitem dar-te um voto apenas o fazem porque estão desesperados com a sua vida, com este governo, e acham que só votando PS, seja qual for o líder, conseguirão mudar esta política. Se algumas sondagens te dão, hoje, uma ligeira vantagem, podes ter a certeza que é por demérito do governo e não por mérito teu.

Nos últimos meses, ouvi da tua boca as ideias mais tristes, desinspiradas e infantis que me recordo de ouvir de um político. O teu princípio é apenas um: desfazer o que o governo fez. Não te interessa se fez bem ou se fez mal, porque, para ti, se o governo fez, não devia ter feito, e ponto final. E se desfez, está errado, tem de se refazer.

Caro Tozé, se votar em ti significa refazer tudo o que foi desfeito e fazer tudo o que foi desfeito, podes ter a certeza que não irei votar em ti. É que eu sei bem como estava o País antes de isto tudo acontecer. Recordo-me bem do despesismo do governo anterior, dos disparates sucessivos que foram sendo feitos ao longo dos últimos 30 anos, quer pelo teu partido, quer pelo do actual governo. Lembro-me de pensar que estávamos a gastar demais para o que o país produzia, lembro-me de haver dinheiro para tudo e mais alguma coisa, lembro-me dos tempos em que a Europa era a galinha dos ovos de ouro, e em que tínhamos de fazer muito pouco para nos virem cá parar milhões às pazadas. E, sinceramente, não quero voltar a esse tempo, porque esse tempo vai levar-nos, precisamente, aonde tudo isso nos levou: à bancarrota.

Caro Tozé, tu que és contra tudo e mais alguma coisa, que só sabes criticar, também tiveste, há dias, uma ideia. Ou melhor, duas. Uma foi mandar reabrir os 20 tribunais que este governo encerrou. Disseste-o sem qualquer estudo a suportar essa ideia, disseste-o apenas porque é popular dizer coisas dessas, mas, uma vez mais, falaste sem pensar. Depois, ouvi-te prometer a criação de um tribunal especial para o investimento estrangeiro. Fizeste disso um dos pilares eleitorais, como se isso fosse resolver o problema do desemprego e levasse a que as grandes multinacional passassem a fazer fila de espera para investir milhões por cá.

Caro Tozé, não te ouvi uma ideia construtiva durante meses, não te ouvi uma proposta com pés e cabeça que ajudasse o país a sair da crise, mas quando finalmente resolveste falar foi para dizer isto, para propor isto. Por isso, caro Tozé, quero fazer-te um pedido, em nome das pessoas que gostavam de ter alguma esperança no futuro. Ou melhor, queria fazer-te um pedido e formular um desejo.

1. Peço que não voltes a fazer propostas, porque de cada vez que o fazes perdes votos.

2. Desejo que, num rasgo de patriotismo, ponderes seriamente dar o teu lugar a alguém que nos possa guiar para algum lado.

Muito obrigado.

Ass: Um cidadão descontente, mas não parvo

27 Comentários

  1. Imigre você, já que está tão incomodado!
    O que é que sugere? Votar no BE ? Com a proposta de sair da Nato e de combater o piropo ficaram logo apresentados! Votar no PCP? Até simpatizo com o Jerónimo de Sousa mas dê-me um exemplo de país comunista bem sucedido que eu voto.

  2. Caro Ricardo por acaso já pensou que o despesismo não começou só com o engenheiro Sócrates e que se calhar por mais que doa aos portugueses temos mesmo que viver com o dinheiro que o Estado tem?
    Pois é acho que como Estado pobrezinho que somos temos que escolher bem as nossas prioridades, não podemos pagar pensões nem ordenados milionários a funcionários públicos nem tão pouco ter três funcionários para a mesma função porque senão vai faltar na saúde e educação e na cultura.
    O que ninguém diz é que temos que produzir mais temos nós que tomar iniciativas porque nós somos o Estado e não o contrário, e sim espero que se o Tozé não tiver esse rasgo de patriotismo que nunca chegue ao governo que a mim não me apetece passar por tudo isto outra vez, aquilo que espero é que pagas as dividas a carga fiscal abrande e que me deixem trabalhar sem me explorarem ou então posso ir viver para a floresta viver armada em Robin Hood

  3. Concordo 100% contigo!!
    Este é claramente o pior líder da oposição de sempre!!
    Com as constantes asneiradas que este Governo faz o PS já tinha tudo para garantir uma vitória nas próximas legislativas, agora assim!! Eu sinceramente prefiro voltar a votar o PSD porque neste PS altamente populista é que nunca!!

    Abraço

  4. O melhor é emigrar, não acha?
    Quem vota na merda que nos colocou na miséria, o melhor que tem a fazer á emigrar tal como lhe disseram para fazer!

  5. Obrigada por este post, é sinceramente um texto em que muitos nos revemos.

    Vamos esperar que o Sr Costa venha tentar salvar a honra do convento.

  6. Concordo plenamente…já teve inúmeras oportunidades de aniquilar com este governo, de fazer uma oposição dura e mostrar que ele será a melhor escolha para um futuro mais próspero para o nosso país, no entanto, mostra-se um líder fraco e cobarde que fala com meias palavras. Um bom conselho seria começar a ouvir o discurso do partido comunista, que dizem as verdades, mais coitados ninguém lhes passa cartão. Como uma jovem que irá emigrar ainda este ano, é com bastante tristeza que deixo o meu País sem esperança que um dia isto melhore e possa voltar. Espero que melhores líderes andem por aí e um dia façam política a sério e em vez de olharem para o próprio umbigo olhem para a bandeira portuguesa à qual devem lealdade.

  7. Eu espero que o António José Seguro tenha o bom senso de abandonar a liderança antes das eleições e que António Costa nos ajude. Porque sinceramente eu não aguento mais. Basta!

  8. Mas não existem mais partidos? Continuem a votar ora PS ora PSD que fazem bem, os últimos 40 anos provam que estes 2 partidos são as melhores opções em Portugal.

  9. a serio que também esta vem para aqui? esta e a pipoca arrumadinho, mas que belo par de jarras que me saíram! cresçam, os comentadores agradecem.

  10. O voto é secreto mas eu não tenho problemas em declarar que simpatizo e que normalmente voto à direita, mais concretamente no PSD. Nas últimas legislativas contudo, tive que votar no CDS. Apesar de saber que o Paulo Portas como pessoa não vale nada, que é daquelas pessoas que é capaz de pisar em tudo e todos para atingir os seus objetivos era o político com melhores ideias e mais coerentes! O Passos nunca me inspirou confiança! Hoje sei que nenhum dos dois vale nada mas sinto-me desesperada porque não sei em quem votar! No Seguro? Nem pensar! Eu detesto o P. P. Coelho mas ao menos ele tem as suas ideias e defende-as (erradas na minha opinião) mas ao menos tem! Já o Seguro não tem uma única ideia ou estratégia para o país, só diz lugares comuns! Não há um movimento de cidadãos inteligentes que queira candidatar-se às próximas legislativas ou vou ter que votar nos comunistas só para chatear?

  11. Concordo contigo em tudo. O TOtoZÉ é mauzinho da mais. As propostas são más, populistas e em nada fundamentadas, têm sido tiros nos pés, uns atrás dos outros. O pior é que ficamos sem partidos para votar, nem ninguém que nos represente.

    nadinhadeimportante.blogspot.pt

  12. Clap Clap Clap! Alguém com discernimento e bom senso..
    Obrigada Ricardo!

    Eu compreendo que o desespero dos portugueses seja imediatamente fazer com que este governo desapareça e que para o conseguir vão eleger o Seguro.. Como todos os portugueses também não estou contente com a situação do país, nem venho para aqui elogiar o Governo.. Mas olhando para as alternativas.. preocupa-me! Ver os níveis de popularidade do Sócrates nos comentários de utilizadores de jornais online.. preocupa-me! Como é que os portugueses esqueceram tão rápido o patife, mentiroso, mestre da ilusão, em suma, o maior político professional de todos os tempos, José Sócrates? preocupa-me tanto.. Os portugueses não podem ser tão tontos..

  13. O Tó Zé nos tempos da JS tentou vender-me convites, sim, convites, à porta de um concerto no Dramatico de Cascais. Já aí demonstrava que iria ter um futuro politico brilhante…ou talvez não…muito bom o artigo. Mesmo sendo de direita não poderia concordar mais.

  14. É isso mesmo Ricardo! Mas infelizmente não é só o Seguro. Todos os que estão naquela assembleia, por nossa conta, assobiam para o ar e olham só para os seus interesses pessoais. A diferença entre eles é que uns estão mais “mascarados” que outros e o Seguro é claramente daqueles que não consegue marcarar todo o seu vazio de ideias!

    Cumprimentos,

  15. A melhor é querer travar o aumento das aguas do mar.

    É só rir. O governo certamente nao se importara de perder as eleiçoes europeias pk se o PS as ganhar significa que será o Tozé a ir a eleiçoes e aí Paços Coelho ganha.

    O medo do PSD é se o Antonio Costa for para a liderança do PS

    ASS: Tozé brito e milho

DEIXE UMA RESPOSTA