Benfiquices – uma televisão, um jornalista e um bebé pelos ares

17
3544

Há muito para dizer sobre o meu Benfica, depois de um fim-de-semana cheio, com demasiada coisa a acontecer: uma entrevista do presidente, o arranque da nova Benfica TV e um jogo daqueles que nos fazem disparar o coração e nos deixam presos à paixão do futebol. Para não vos estar a maçar com três posts sobre este assunto, mato tudo num só texto.

A nova Benfica TV

Já aqui havia escrito sobre a Benfica TV e sobre a forma como sentia aquelas transmissões demasiado amadoras e clubistas. Talvez por ser jornalista, talvez por gostar de futebol, aquela parcialidade toda incomodava-me, aquela visão deturpada dos lances deixava-me constrangido. Lembro-me de já nesta pré-época ter assistido a um jogo do Benfica em que o Bruno Cortez só fazia asneira, e o comentador insistia em ignorar toda a borrada defensiva do lateral brasileiro para insistir na sua grandeza ofensiva, esquecendo-se de comentar todos os erros que ele ia cometendo. Como escrevi na altura, não gosto de ver futebol assim, cheira a censura, aquela coisa de só querer mostrar o lado bonitinho das coisas, atirando para debaixo do tapete toda a porcaria.

Até que em duas semanas tudo mudou, e mudou, sobretudo, com a chegada de novos profissionais ao canal, jornalistas, homens com anos e anos de carreira e que sabem fazer as coisas com profissionalismo e categoria. O Valdemar Duarte é um craque da narração e dá um encanto extra à Premiere League, mas a grande contratação é mesmo a do Hélder Conduto, que conheci há quase 20 anos na faculdade, que reencontrei dezenas e dezenas de vezes ao longo da minha carreira em variadíssimas reportagens – ele pela TSF, primeiro, pela Antena 1 e RTP, depois. Agora chegou à Benfica TV, e ainda bem.

A entrevista do Presidente

O primeiro sinal de mudança fez-se sentir logo na entrevista que Hélder Conduto fez a Luís Filipe Vieira. Não vestiu a pele de índio, mas de jornalista, não foi condescendente, não evitou assuntos, perguntou tudo o que era obrigatório perguntar: falou dos casos de Cardozo e de Jesus, das contratações, dos jogadores que podem sair, das dívidas do Benfica, das fragilidades do Presidente, da sua oposição, da questão dos direitos televisivos, da polémica à volta da transferência de Roberto, do mau momento da equipa, das derrotas no final da época passada. Foi uma excelente entrevista, que fez com que a Benfica TV subisse vários degraus na qualidade do seu trabalho e no reconhecimento jornalístico que necessita – até porque é um canal pago, que pode ser subscrito por pessoas de todos os clubes. O grande mérito deste passo vai, como disse, para o Hélder Conduto.

Se Hélder Conduto esteve muito bem, o presidente Luís Filipe Vieira não esteve pior. Gostei de o ouvir, sinceramente. Há muitos anos que acho que esta direcção é a melhor que o Benfica teve desde Fernando Martins, e, embora não tenha conseguido os títulos que os benfiquistas já esperavam, teve o mérito de elevar o clube em todos os aspectos. A equipa do Benfica de hoje é infinitamente melhor do que todas as outras que tivemos desde 1993/94, com jogadores de categoria mundial. Olho para o plantel deste ano, ou do ano passado, e olho para os dos anos 90 e 2000 e percebo o outro patamar a que chegámos. E acho que o resultado disso só pode ser bom. E vai ser bom. É saber esperar e manter a calma.

O jogo

O jogo com o Gil Vicente foi um sofrimento do princípio ao fim. Como sempre, tinha a convicção que iríamos ganhar, como sempre acreditei na vitória, mesmo quando bateu o minuto 90 e estávamos a perder. A minha mulher costuma dizer que mesmo que o Benfica esteja a perder por 2 ou 3 aos 90 minutos eu continuo a achar que é possível, e isto é mesmo verdade. Quando o Markovic marcou o golo do empate, nem sequer festejei, porque já só queria que ele fosse buscar a bola e a levasse para o meio-campo, para ainda tentarmos o segundo. E o segundo veio, pouco depois. Tinha o meu filho nos braços e quase o atirei pelos ares quando o Lima marcou. Saltei do sofá, soltei uns sete ou oito berros que deixaram a minha mulher convencida de que eu lhe furei um tímpano. Eh pá, se furei, quando ele for maior vai perceber que foi por uma boa causa.

Para a semana, camisola vestida, esperança elevada, e a luta continua.
Força Benfica.

17 Comentários

  1. Por acaso é verdade o que a cara Rosa diz. Nada a ver com a época passada…Louvado seja Deus!
    Pelo menos já conseguimos reverter a nosso favor, a malfadada praga rogada do fatídico minuto 92.

  2. Vi o jogo e fiquei contente: o Benfica jogou fraquinho, fraquinho.
    Diga-se que o Gil Vicente não é propriamente um colosso do futebol e, apesar de estarmos só no início da época, assistimos a um Benfica que não tem nada a ver com a época passada.
    Já o visual do JJ, isso sim, bastante perturbador para mim.

  3. Já eu estava com estado de humor deplorável e farto de praguejar em relação ao JJ!
    Mas como as coisas e o estado de espírito podem mudar numa questão de segundos… Quando o Benfica marcou e virou o resultado após os 90 minutos tive quase vontade de ir comemorar para o Marquês! 😀
    (não se pode dizer agora que o JJ não tenha trabalhado a questão dos pós 90 minutos. Acho é que só se dedicou a esse período de tempo…)

  4. Esse Hélder Conduto nunca me enganou!! Um Benfiquista de primeira apanha. Não sou SLB, mas confesso que o anúncio do comando está muito bem conseguido.

  5. Como tudo muda em 2 minutos… e depois ainda perguntam pq gostamos tanto disto não é?

    Mas, pés na terra, não jogámos nada. Esperemos que tenha sido o clique que a equipa precisa. Aos 90 aquilo estava muito mau.

    Sobre Vieira. É assustador que ele vá à TV, diga as mesmas baboseiras e chavões que anda a dizer há 12 anos e a malta ache que ele esteve bem. Mas são 12 anos de discussão que já me cansa demasiado. Quando ele sair, o que espero que seja rápido, iremos todos saber a verdade do que ele fez e deixou. Temos melhores equipas do que nos anos 90 e 2000? É pá quando o passivo passa de 50 milhões para 500 milhões era bom que, ao menos, isso não tivesse melhorado mas, infelizmente, títulos nem vê-los.

    Enfim…somos todos benfiquistas, queremos todos ganhar. Jogo a jogo, vitória a vitória.

  6. Normalmente concordo com 99% dos seus posts. Acho-o uma pessoa muito inteligente por isso é com alguma desilusão que o vejo a defender o actual presidente do Benfica. Esse a mim nunca me enganou! Mal o vi na equipa do presidente Vilarinho cheirei logo quem ele era! Um tipinho ambicioso com sede de protagonismo, com fortuna de origem duvidosa, nem português sabe falar e que é consecutivamente humilhado pelo Pinto da Costa! No entanto, reconheço que ele uniu e restruturou o clube na pior fase da sua história. Diz-se que ele consolidou as contas mas a verdade é que estamos com um passivo cada vez maior! Na terrível fase pós-Vale e Azevedo ele fez um trabalho importante mas actualmente já não acrescenta nada ao clube, não agrega valor, não tem uma estratégia! E pior: não percebe NADA de futebol! Cada vez que aparece um adversário com reais possibilidades de vencê-lo trata logo de arranjar-lhes um cargo para abafar a concorrência (Rui Costa e José E. Moniz). LFV está agarrado ao poder e infelizmente a maioria dos benfiquistas estão cegos!

    Vera

DEIXE UMA RESPOSTA