Bem-vindos a Beirais

31
6822

Há algum tempo falei aqui no blogue de um projecto no qual estava envolvido e que me consumia muito do meu tempo, tempo esse que, anteriormente, usava para correr, dormir mais um pouco, ver mais séries, ler mais livros. Mas é um daqueles projecto bons, dos que me dão o maior dos prazeres, uma daquelas coisas que eu acredito que quererei fazer para sempre. E esse projecto chama-se “Bem-Vindos a Beirais”, a série que passa na RTP, e para a qual estou a escrever.

Tem sido uma aventura desgastante, mas ao mesmo tempo fascinante, já que me sinto um privilegiado por poder mexer com a vida daquelas personagens, criar situações rocambolescas, divertidas, cheias de portugalidade e vivências populares.

Para me inspirar, tenho lido muita coisa sobre tradições populares portuguesas, lendas, mezinhas, crenças, mas também tenho pedido ajuda aos meus pais, sogros, tios, gente que viveu em locais pequenos e seguramente se recorda de histórias engraçadas, misteriosas, enigmáticas que passavam de boca em boca. Beirais é, para mim, o sítio onde todas essas histórias vão dar.

Embora seja parte interessada, e olhe para o “Bem-Vindos a Beirais” como uma coisa que também já é um bocadinho minha, acho que a série está bem feita, e vai ao encontro daquilo que sempre se quis: retratar um portugal regional de forma divertida e simples. O facto de os episódios não terem grande continuidade de uns para os outros permite-nos, aos guionistas, criar situações, tramas ou conflitos muito mais divertidos e despreocupados, e acho que as pessoas têm gostado do que têm visto. Beirais está em exibição há quase um ano, é visto por perto de 1 milhão de pessoas de segunda a sexta, e tem registado um aumento sólido e continuado de audiências. Com isto, acredito que a série continuará por muitos meses na RTP (ou anos, espero), com resultados cada vez melhores.

Um dos reconhecimentos do nosso trabalho poderá estar para breve. A série foi nomeada pela TV 7 Dias como uma das candidatas à melhor série do ano. Quatro actores estão também nomeados para diferentes categorias: Pepê Rapazote, Oceana Basílio, Jorge Mourato e Noémia Costa.

O que vos peço é que, se gostam da série, votem em nós neste concurso. Sinceramente, merecemos.

Aqui fica o link onde pode votar nos vossos preferidos. Se quiserem votar noutros, tudo bem, amigos como dantes. 🙂

31 Comentários

  1. A série é sem duvida, diferente de tudo o que tem dado! No entanto, e para fins de audiência, esticar a série para além do projeto inicial, a todo o custo ? Considero muito errado, porque como tudo, tudo o que é demais perde a graça e deixa de ter valor. Como tenho lido, se inclusive, o principal ator vier a ser substituído por outro e sabe-se lá o que vão inventar no episódio, para este sair de cena, a série perde todo o interesse e torna-se mais uma das vulgares séries, que não defende os valores das relações humanas, de família e naturalmente uma saudável e bonita relação de amor! Para isso existem as vulgares novelas às toneladas………….. Quanto a mim esta série vale exatamente pelos exemplos que tem dado, em termos de relações humanas e família a seguir.

  2. Eu adoro Bem-Vindos a Beirais e qual a minha surpresa quando agora descobri que o arrumadinho escrevia para a série.
    Os meus parabéns!
    Continuem o bom trabalho.

    cacaucaramelo.blogspot.pt

  3. Desculpa arrumadinho mas a serie é pessima nao tem ponta por onde se lhe pegue, e ainda por cima paga com o dinheiro dos contribuintes

  4. Eu e o meu noivo estamos na Suiça e é a unica coisa que seguimos na (miseravel) RTPi! Fazemos mesmo questao de orientar o jantar para começar a comer quando começa a serie 🙂 Aqui vai muuuuito atrasada mas nao cuscamos nada na net nem vemos quando vamos a Portugal, para nao estragar as surpresas 😛

    Parabens!

  5. Eu fiz questão de levar a minha esposa ao Carvalhal

    ( “inda” estávamos nos primeiros episódios )

    E fiquei muito orgulhoso dessa minha iniciativa

    Foi uma gesto simples mas com um grande princípio:
    para minorar a praga das telenovelas

    Continuo orgulhoso

  6. É curioso, aqui á dias em conversa com meu marido disse-lhe: tiro o meu chapéu a quem escreve os textos do Bem Vindos a Beirais. Mal eu sabia que o Arrumadinho (blogue que eu sigo) está metido na embrulhada.
    Os meus sinceros Parabéns, a ti e companhia.

  7. É uma excelente série que pode ser vista em família, pois tem conteúdos que são apropriados para crianças. Para mim, isto é serviço público.

  8. É curioso que o meu filho mais novo, (9 anos…) descobriu essa série há umas semanas e agora é o nosso ritual antes de ele ir para a cama. Tive de lhe dar uma tolerância de mais 10 minutos, porque a série acaba pelas 21:40 e ele adora-a. E eu também, então com a dupla dos GNRs ele farta-se de rir. O Jorge Mourato é aqui da nossa terra e todos os actores estão muito bem. Os diálogos, as peripécias, gostamos mesmo muito. De seguida vou já votar!

  9. De… partilho da sua opinião. Gosto da série, mas ultimamente parece que os episódio são só “mais do mesmo”. Os cangalheiros sempre com algum esquema, um qualquer fenómeno paranormal, o eterno problema da barragem, a beata numa eterna perseguição ao padre. A série precisa de algo novo, de um enredo que “prenda” mais. Neste momento, podem ver-se apenas trechos de um episódio para perceber toda a história e isso não é bom. Não há curiosidade de ver como evolui ou como acaba, porque é sempre igual. Arrumadinho, vamos lá arrebitar Beirais?

  10. Boa sorte para isso
    mas esta comprovado que as series não tem audiências (por mais boas ou más que possam ser)
    aparentemente nem a “conta-me como foi teve sucesso”.
    o problema esta mesmo na rtp

    em Portugal só se escreve para telenovelas

  11. Finalmente vejo alguém a escrever correctamente: ‘vai ao encontro daquilo que sempre se quis’!!!

    Estou cansada de ver jornalistas a escreverem e a dizerem que vai de encontro, se vai de encontro choca!!

    Como trabalho e estudo ainda não tive tempo de ver, mas agora tenho mais curiosidade para ver 🙂

  12. Mas já agora aproveito para fazer outro comentário.
    O pormenor em que nós mais reparamos, é que lá está sempre Sol, quando na verdade estamos em época de chuva e frio.
    Lá em casa vemos a série com o sentimento do presente. Isto é, a aldeia existe, é assim, e esperamos ver o dia-a-dia nas condições atuais.

  13. Nós adoramos.
    Vemos todos os episódios.
    Se não podemos ver no dia, usamos o benefício de ter Box para ver depois.
    Continuem, e espero que continue por muito tempo.
    E quando o tempo melhorar, hei-de ir ao Carvalhal!!
    Bom trabalho!

  14. Eu adoro essa série. No início de Janeiro emigrei para Dublin, mas todos os dias às 21h estou religiosamente agarrada ao site da RTP para ver “Bem-Vindos a Beirais”! ADORO e vou votar claro!!!!!

  15. No verão passado o meu irmão que vive no Canadá e estava de ferias por cá começa a cantar a frase ao mesmo tempo que começa a serie “Bem Vindos a Beiras…” e eu perguntei lhe “conheces ?” respondeu me “sim e às vezes até vejo quando estou na casa da minha sogra”.
    Bem Vindos a Beirais com audiência alem fronteiras que a sogra do meu irmão também vive no Canadá.
    🙂

  16. Alegra-me saber que o Arrumadinho esta a escrever para Bem Vindos a Beirais, porque . de certo. que é uma mais valia para o programa.Gosto muito e vejo desde o princípio. Já votei e com muito gosto!

  17. Cá em casa adoramos a série e só temos 29 anos. Como raramente temos tempo de a ver, gravamos para quando der.
    Tem óptimo sentido de humor. Trata a realidade portuguesa sem a ridicularizar. Brilhante!

  18. Espero então que tragas uma lufada de ar fresco. Gostei da primeira temporada mas confesso que esta segunda leva de episódios não está a seguir o melhor caminho, começo a achar muita coisa forçada e palhaçada a mais, um quase encher..se calhar sou só eu (que também não tenho acompanhado assim tanto, mas é a ideia com que tenho ficado. Se calhar estou enganada).

  19. Arrumadinho, pelo instangram já tinha reparado que é um dos argumentistas de Beirais.
    Tenho uma cadeira na faculdade de Argumento e seria optimo se pudesse disponibilizar um ou dois argumentos de episódios da serie.
    Já agora, gosto bastate de ver, eu e os meus pais, achamos uma serie muitissimo bem concebida.

    Cumprimentos,
    Catarina V.

  20. O meu filho tem 18 anos, é um rapaz todo alternativo – é músico e só vê Rock à frente – detesta telenovelas e reality shows nem falar e quando faço zapping e pára nesta série, reclama logo: Deixa estar aí, é fixe!

    E eu também gosto, é leve, divertida, bons actores e sobretudo, vê-se o que disse: há trabalho de pesquisa. Sente-se uma terra do interior, que se queria para nós!

    Parabéns!

  21. Ia cheia de boas intenções e com imensa vontade de votar nesta série que também sigo mas votei noutra… é que por muito boa que esta seja, eu adorei “E depois do adeus”. Segui-a religiosamente.

  22. Parabéns Arrumadinho! O meu pai adora os Beirais! Lá no café da aldeia (na freguesia de Rio de Vide, Miranda do Corvo) há verdadeiras batalhas para verem os Beirais! Tanto que começaram a dividir-se, quem quer ver os Beirais vai para um café e quem quer ver os outros canais vai para o outro!

DEIXE UMA RESPOSTA