Back on track

0
2959

O ano passado, por esta altura, estava no Rio de Janeiro, com 30 graus, a correr pelo calçadão. Foram as primeiras corridas de um treino de mais ou menos três meses até à meia-maratona de Lisboa, onde tinha como objectivo fazer a prova em menos de 1h23, que me permitira ter acesso directo à Maratona de Nova Iorque, um dos meus sonhos de há muitos anos.

Devo ter treinado em média 5 vezes por semana, com corridas variadas, sempre com um mínimo de 6 km e um máximo de 21. Quando cheguei ao dia da prova, sentia-me mais preparado do que nunca. Na realidade, das vezes em que tinha feito a meia-maratona a treinar, o melhor tempo que havia conseguido era 1h28, mas estava confiante de que me iria superar e chegar ao tal tempo de 1h23.

A prova começou, sentia-me relativamente bem, e estava a conseguir superar-me. Só que à passagem do km 15, quando ia com 55m de prova, ali perto de Belém, alguém resolveu atirar uma garrafa de água cheia para o meio da estrada. Resultado: pisei-a e fiz um entorse duplo, que me deixou parado durante um mês. Fui obrigado a desistir, e, pior, tive de aguentar a frustração de andar a treinar durante meses para uma coisa, e depois ter sido obrigado a abandonar por causa de uma parvoíce.

Em Maio, já mais ou menos recuperado, ainda fiz a corrida do Benfica, a meia-maratona do Algarve (já sem grande motivação ou preparação) e a minha primeira Luna Run, um dos meus vícios. Para quem não conhece, as Luna Runs são organizadas pela Nike e são corridas/convívio pela cidade de Lisboa (por enquanto, pode ser que venham a aparecer noutras cidades), com partida no Largo de Camões e chegada em parte incerta. Eu gosto disto porque mistura corrida com orientação e conhecimento da cidade, já que todos recebemos um mapa na partida com vários pontos obrigatórios por onde temos de passar. Depois, temos de pensar no melhor percurso e tentar chegar à meta. Na Luna Run que fiz em Maio consegui um honroso segundo lugar (e fui gamadíííííísimo, porque o vencedor foi trafulha e fez um corta-mato proibido, mas ninguém viu).

Na semana passada voltei às Luna Runs, mas completamente fora de forma, e devo ter ficado aí no grupo dos últimos, mas pronto, a corrida marcou o regresso à estrada e aos treinos. Depois disso já fiz mais quatro treinos, e uma vez mais o objectivo é chegar à meia-maratona de Lisboa em grande forma, para atacar a 1h23, que me dão passagem para Nova Iorque. Sonhos.

lruns
Os meus Nike que parecem umas plumas esvoaçantes

1 Comentário

  1. Arrumadinho, partilho esse sonho contigo, o participar na Maratona (ou Meia) de Nova Iorque. Embora, no meu caso, ainda muuuuuuito distante!
    Desconhecia os tempos de acesso directo. Sei que, nos EUA, qualquer pessoa pode participar, desde que corra em oito provas e faça voluntariado em, pelo menos, uma. Sabes quais os requisitos mínimos, a nível de participante estrangeiro (fora dos EUA)?
    Não que esteja minimamente preparada, é só para sonhar! 🙂

  2. Ainda sem muita preocupação com o tempo, já fiz a primeira maratona agora em Dezembro.

    Agora sim, posso começar a pensar em escalar o tempo.

    No entanto, o teu objectivo tem todo o ar de que vai ser cumprido.

  3. Pronto, já cá faltava o comentário do anormal de turno. A tua mulher deixou-te caído no chão, mandou-te 2 pontapés, riu-se na tua cara, levou o amante e ainda passou no multibanco para te limpar a conta bancária. Pelo menos!

    Egoísmo? Que idiotice.

  4. Sonhos, pelo que me parece, bastante passíveis de serem concretizados!!! Se não fosse esse tótó que lançou a garrafa de água para a rua (muita falta de civismo), já estaria em NY. Então, não há razões para desistir…muito pelo contrário. Ah!!! E se for o vencedor nessa maratona, esperemos que nos diga:) Muita força, Ricardo

  5. Lembro-me mt bem qd a tua esposa relatou o acontecimento. Tu caído e ela a continuar a correr/andar e deixar-te lá.

    "1º nós depois vós".

    Essa política não me agrada nada, egoísmo, mas tu é que és o formador!

  6. Na próxima meia-maratona o melhor é levares uma camisola a dizer "Não atirem garrafas de água para o percurso". Não vá algum espertinho lembrar-se…
    Gabo-te o entusiasmo e dedicação. fazem-nos sempre alcançar os nossos sonhos 🙂

    Boas corridas arrumadinho!

DEIXE UMA RESPOSTA