Amor e uma cabana

0
4575

Desde que me lembro de existir que passo férias na Carrasqueira, uma aldeola a dois passos da Comporta. Há 30 anos éramos quase literalmente nós, amor e uma cabana. Hoje, aquele lugar de pescadores onde caçava picanços reais com uma fisga feita pelo meu avô já não é no fim do mundo, já não é a aldeia onde os putos da cidade podiam sair de casa às 9 da manhã e voltar às 8 da noite, depois de um dia de brincadeiras sem teclas de Spectrum, balizas de ferro e bolas de cautchú.

A Carrasqueira continua mais virgem do que a Comporta, mas as praias desertas daqueles tempos têm hoje toldos de palhota, espreguiçadeiras e empregados a servirem champanhe. A barraca onde os pescadores guardavam os barcos virou esplanada onde se lê o Expresso ao som de Caetano e com uma caipirinha à frente.

Na verdade, continuo a passar férias na Carrasqueira. O corpo já não me pede brincadeiras de 15 horas, mas uma tarde estendido no sofá da sala fresquinha. A praia também já não está deserta mas, afinal, eu até gosto do Expresso e de Caetano e de bebidas geladas em esplanadas. Na verdade, e não tendo eu grandes raízes que me liguem desde miúdo a nenhuma cidade, vejo aquela terra um bocadinho como minha.

A cabana de há 30 anos ainda lá está, na Carrasqueira. Hoje está mais bonita. Tem um quarto com casa de banho, tem uma sala com kitchenet e sofá cama, e costuma ter por lá famílias inteiras a passar férias, gente de Lisboa, de Espanha ou de França que se encanta com a casinha. Vale bem os 40 euros por noite que se paga – ainda mais nesta altura de crise, e num Verão em que um quarto num qualquer hotel não fica em menos de 100 euros.

Aqui está ela:

Pelo que sei, está vaga a partir deste sábado, e até final de Julho. E acho que continua por alugar na segunda quinzena de Agosto. Se quiserem ir conhecer podem sempre enviar um mail à senhora Manuela – ou Nela, para os amigos – (mmmartinsalberto@gmail.com) ou ligar-lhe a reservar para o 96 3378477.

Se forem para lá avisem. É provável que nos possamos cruzar. E espero que gostem deste sítio que me diz tanto.

1 Comentário

  1. Agora o que mais há são destas casinhas para alugar, nomeadamente Bungalous. Principalmente para a zona onde costumo ir Carvalhal/Pegos.. Dizem que a família Espirito Santo anda a tomar conta dos terrenos praqueles lados.. ainda vem praí grandes resorts..

  2. Eu tammbém passo férias por lá. Pode ser que quem alugue a cabana dê de caras com o arrumadinho, a pipoca mais doce, e a brilhozinhos. Era engraçado. E vale tanto a pena. Que sitio maravilhoso.

DEIXE UMA RESPOSTA