A verdadeira colecção de cromos

0
8611

Uma professora da minha antiga escola secundária (que deve ter imenso tempo em mãos) resolveu digitalizar mais de 300 livros de ponto de toda a década de 90. Resultado: andam milhares de pessoas em delírio absoluto a recordar gente de que já nem se lembravam e outras envergonhadíssimas com os cabelos e as roupas em que aparecem nas fotos.

Admito que assim que vi um livro de ponto na net não descansei enquanto não soube de onde vinha, e não fui ver as fotos TODAS, uma a uma, a recordar aquela malta.

E o resultado é absolutamente hilariante.

A Minha turma

Esta era a minha maravilhosa turma do 10.º ano. Estão aqui miúdas que eram verdadeiras cromas, e que hoje são mulheres lindas (as segundas a contar da esquerda, na primeira e segunda filas, por exemplo – como elas não me lêem posso escrever os nomes – Ana Fuzeta e Ana Rita Pereira). Está aqui o meu colega de carteira, e que hoje, 20 anos depois, trabalha no mesmo edifício que eu, no escritório mesmo em frente ao meu – é o Miguel Curado, jornalista do Correio da Manhã, o do meio na fila de baixo). E está aqui a minha amiga mais antiga, a Vivi, a última. Estão também duas colegas que infelizmente já morreram.

Recordar tudo isto foi uma viagem nostálgica ao passado, a tempos bons, inocentes, em que a maior responsabilidade na vida era estudar de véspera para os testes.

Acho que não preciso de dizer quem sou eu – sou o último da penúltima fila – com um cabelo pavoroso à Modern Talking e um ar de puto que mete medo.

A Turma dos meus amigos

Era nesta turma que estavam os meus maiores amigos, as pessoas com quem privei quase todos os dias durante quase 15 anos. Eram os crominhos que seguiram Economia (eu era de Humanísticas). São eles a Ana Carla (2ª da 1ª fila, com cabelo à Shakira), a Laura Mateus (2ª da 3º fila, com uma couve na cabeça), o Orlando (4º da 4ª fila, com ar de menino de coro), a Rita Gato (1ª da penúltima fila, com uma linda madeixa no cabelo), o Rogério (2º da penúltima fila, com ar de totó) e a Sílvia (4ª da penúltima fila, com uma camisa assustadora).

A minha primeira namorada

E o que é que eu fui descobrir também aqui? A turma da rapariga a quem dei o meu primeiro beijo, a Sónia Gordita (chamava-se mesmo assim – mas era magra – e é a última da penúltima fila, a loirinha), andava ela no oitavo ano. A última vez que a vi foi aí em 1993, por isso, não faço ideia de como está hoje.

Vou ficar ansiosamente à espera que a professora continue a colocar os livros de ponto no Facebook. Pode ser que ainda chegue às minhas turmas do 7º, 8º e 9º ano.

1 Comentário

  1. A Anarita e' que e' mal educada em não aceitar a opinião dos outros. Não sou professora mas acho que e' uma profissão que não e' valorizada como deve de ser. E quem diz mal não aguentava numa escola normal nem uma semana. Mas pelo menos os profs. conseguem perceber os outros e aceitar as opiniões de cada um…são os democratas por excelência…ao contrario de algumas Anaritas que partem logo para a ofensa das características dos outros…agora encaixe isto e vá comprar educação e tolerância, que bem precisa!

  2. O ano passado, a minha escola fez 25 anos e resolvi ( com a ajuda de funcionários, alunos e alguns colegas) digitalizar os livros de ponto.
    E não foi porque tivesse muito tempo livre, foi porque sabia que ia deixar muitas pessoas felizes e de sorriso nos lábios.

    Ah…e também porque eu própria adoraria ver as fotos dos " meus cromos".
    Beijinhos

  3. Deixei o Secundário há muito poucos anos, mas só de me lembrar as fotos dos livros de ponto [que, btw, a partir do 10º ano já era tudo electrónico =( ] também tenho certas reacções em relação a cabelos e roubas (quem não o tem em fotos antigas?!)
    De resto, fiquei feliz por "conhecer" a Vivi, que partilha o meu dia de aniversário. Por essa altura devia ser eu bem piqui! (:

  4. Não sabia que tinha andado por Setúbal…também andei, mas na Academia de Múisica e Belas Artes Luísa Tody – ao lado do convento e posteriormente Escola Preparatória do Bocage e Liceu de Setúbal… também não faço a mínima ideia do que foi feito dos meus antigos colegas.

  5. Aos que têm deixado comentários preocupadíssimos pelo facto de eu estar a falar de pessoas sem autorização delas, tenham calma, meninos e meninas. São todos meus amigos há 20 anos, foram avisados do post e estão todos divertidíssimos. Não sejam mais papistas do que o Papa, está bem? Se as pessoas que aqui aparecem se sentirem ofendidas podem reclamar, sim? Vocês, os ofendidinhos sem razão, não. Está bem? Agora ide tomar um kompensan ou isso. Diz que ajuda.

  6. O facebook é uma maravilha mesmo!! A minha escola, que fica no Porto, a antiga Carlos Cal Brandão, já vai no 3º Jantar de reencontro de alunos, e isto apenas desde Agosto passado, cada vez tem aparecido mais pessoal e é muito bom recordar fotos como estas e ver "ao vivo" como mudaram os alunos e antigos professores!

  7. O Mundo é MUITO pequeno!!!
    Há muito que te sigo aqui na blogosfera e…
    Lembro-me perfeitamente de ti, mas nunca teria associado à imagem de hoje em dia. E, agora, percebo que até há semelhanças. Eras da turma de uma das minhas grandes amigas e conheço tão bem muitos dos que nomeaste aqui.
    Também fui identificada e também adorei a iniciativa da professora Maria José.
    Afinal, estas recordações são mesmo muito especiais.
    Sílvia

  8. Sou professora e comecei como estagiária onde? Na Escola D.João II, em Setúbal, anteriormente Escola Secundária da Camarinha! Em 95/96 andava por lá? Recordações fantásticas desse ano! E lembro-me da colega Mª José Simas, claro!

  9. EIA, pois, advogada nossa…….
    "'Recordar é viver'"
    È o que faço todos os dias.
    mas……
    Vivo cada dia como o "presente".
    Sou feliz.
    Beij.K:)

  10. Como cantava o Vitor Espadinha: 'Recordar é viver'. Na nossa azáfama quotidiana, andamos tão distraidos que nem sentimos o tique-taque do tempoa passar e, por vezes, a voar. Temos de o agarrar e aproveitar cada segundo, como se fosse o último.

  11. Arrumadinho! Com que então tenho uma couve na cabeça! Reconheço que não é uma das minhas melhores fotos 🙂 quando vi isto no FB nem queria acreditar! Mas é muito bom recordar. Bjs Laura

  12. Ouch. Determinadas imagens deveriam permanecer nos baús da memória. Ou das antigas professoras. Espero que nenhuma professora minha se lembre disso. Sim, é quiducho e fun, mas eu passei o cabo das tormentas com o meu cabelo no 7º e 8º ano. 🙂

  13. Acho que a RitaC deve de estar a ter um péssimo dia… Fica mais uma vez provado que bom humor e educação não se compram, enfim.

    Arrumadinho gostei imenso de ver estas fotografias, pois se dizes que estiveste na tal escola até 1993, nessa altura estava eu a nascer… 🙂 É engraçado ver a diferença dos cortes de cabelo, vestuário e posturas do teu tempo de escola, para o meu que ainda a pouco tempo acabou…

    Ana

  14. Olá RitaC. Acho que dá para perceber que o tom com que disse o "tem demasiado tempo em mãos" foi claramente de brincadeira, como quem diz "esta senhora tem muita paciência", e não com o intuito de dar "alfinetadas" a ninguém. Também me parece claro que fiquei satisfeito por ela ter feito isto, por isso, que sentido é que fazia estar aqui a querer dar-lhe alfinetadas?

  15. que cena… eu sou de Setubal, e a minha mae foi professora na Camarinha durante mais de 20 anos…
    ja agora, nao eras tu quem ia ontem a correr na Baixa, por volta das seis e meia da tarde?

  16. Essa professora deve ter tanto tempo em mãos como tu tens para ires correr todos os dias e escreveres um romance, tudo fora do teu horário de trabalho. Ela lá terá as prioridades dela e além disso e' professora e não freira. A alfinetada ficou-te mal desta vez, sorry…

  17. Que maximo ARrumadinho,
    Primeiro porque, coincidentemente, embora por razoes diferentes, colocamos, no mesmo dia, um post a falar de cromos… Fiquei super satisfeita por ter algum ponto em comum contigo…depois pporque voltei a lembrar me da "pala" que eu fazia no meu cabelo e do montes de tempo que eu gastava a elaborala ….

  18. Olá Ana Martins. A professora é a Maria José Simas. Podes procurá-la no Facebook. Tens é de a adicionar como amiga para poderes ver as fotos. Eu andei nesta escola entre 1989 e 1993, por isso, quase de certeza que conheço a tua mãe, nem que seja de vista.

  19. Olá, tudo bem? Eu tava aqui o teu post e reparei que andaste na mesma escola que a minha mãe na decada de 90, talvez ela tenha estado a frequentar o 10ºano em 1991, não sei ao certo mas foi dentro dessas datas, secalhar até se cruzaram em tempos.
    Queria perguntar se me podia dizer o nome dessa professora para poder ver se encontro lá a minha mãe, ou então indicar-me a pagina 🙂

    Muito obrigada

  20. Olá Dreams. O Rogério é uma pessoa 5 estrelas. E, de todos estes, é aquele que conheço há mais tempo. Antes mesmo de sermos colegas de escola, fomos colegas de equipa (jogávamos andebol no Comércio e Industria, e fomos dos iniciados aos juniores – ele ainda chegou aos séniores).

  21. Daqui só posso dizer k tive o grande prazer de conviver uns anitos com o Rogério Silveira, meu Exmo. Prof. de Economia na ESCE, e que é uma ótima pessoa, com um excelente e grande sentido de humor, e dono de um bom gosto sem igual. E já agora que eu adoraria conseguir recuperar uma folhita dessas também 😉 Recordar é sem dúvida viver!!!

  22. Não deixa de ser engraçado! Não é que tenho uma ex-professora do secundário que faz exactamente o mesmo e publica no facebook (sem identificação)? E é giro porque reencontro velhos colegas e amigos.
    Muito giro mesmo!
    Como diz a velhinha canção: "e recordar é viver…":)

DEIXE UMA RESPOSTA