A minha rotina na Fnac*

6
4206

Talvez por deixar lá sensivelmente metade do ordenado por mês, a FNAC desafiou-me para mostrar aos meus leitores como é uma visita minha à loja que frequento mais vezes. A coisa teria pouca graça em formato de texto, por isso, usei a máquina com que filmo as minhas corridas, a AEE MagiCam S70, com um suporte de peito, para fazer um pequeno vídeo.

Escolhi a FNAC do Chiado porque é a minha preferida e porque é aquela a que vou mais vezes. A minha rotina é quase sempre esta.

Vão perceber que no final levo para casa a Estante, a nova revista da Fnac dedicada a livros. É feita por muitos colegas meus jornalistas, vários deles meus ex-colegas em revistas e jornais, e tem uma qualidade gráfica, editorial e de papel muito acima da média. Se ainda não leram, e gostam de livros, deixo a sugestão.

* A montagem deste vídeo é da exclusiva responsabilidade da FNAC

6 Comentários

  1. Se a minha última visita a uma Fnac também tivesse sido filmada, teria ficado registado o momento em que tirei selfies – com os telemóveis em exposição – fazendo as expressões mais estranhas possíveis, para de seguida serem definidas como fundo de ecrã.
    Desconhecia a existência da Estante. Fiquei curiosa!

  2. Parece-me que o Arrumadinho usa (ou usou apenas para este vídeo) a AEE Magicam porque se trata de um vídeo (e post) promocional à mesma e à FNAC. Aliás, no final do vídeo percebe-se bem isso.

    Aliás, no link que o Arrumadinho deixou, na minha opinião, a GoPro ganha pontos. Não só a imagem é mais wide como as cores são mais reais. A imagem da AEE é bastante amarelada e certamente que não reflecte a verdadeira temperatura de cor do local, para além da distorção nos cantos da imagem. Com uma simples edição é fácil aumentar a saturação da imagem, mas muito difícil obter o balanço de brancos certo, ou seja, tornar o amarelado da imagem no tom real: branco.

    Quanto a preços, não considero a AEE assim tão barata. Pelo que vi por alto, os modelos da AEE custam menos 50€ que os “equivalentes” da GoPro. Para mim, essa diferença de valor (que, sim, é dinheiro) não compensa as diferenças de qualidade. E não estou a defender a GoPro… Por exemplo, acho que não faz muito sentido optar pela versão mais cara da mesma, que não acrescenta grande coisa ao modelo intermédio e custa mais 100 euros.

    Se quer optar por uma escolha económica e não precisa da melhor qualidade possível, há bastantes marcas destas câmaras desportivas disponíveis na FNAC, Worten, e a preços mais convidativos que a AEE. Se optar por comprar online, tem ainda mais oferta!

    Conselho: qualquer que seja a marca que compre, aposte nos acessórios made in china! Os das marcas são um roubo.

  3. Obrigada!

    Já estava à procura de comparações na web e vi esse vídeo, sim.

    A mim, a diferença que me salta mais à vista é a saturação das cores da imagem.

    Para além da AEE ser mais cotada em alguns aspetos, pela pesquisa que fiz parece ser também relativamente mais barata! Que é uma característica também importante.

    Sem dúvida que vou ponderar tudo o que tinha decidido até agora.

    Obrigada mais uma vez.

  4. Olá Ricardo.

    O meu comentário não propriamente a ver com o assunto do post, mas curiosamente referes um assunto que eu andava a estudar há algum tempo.

    Pretendo comprar uma câmara para fazer vídeos. Até agora só conhecia a GoPro.
    Tu referes e usas a AEE MagiCam.

    Algumas questões que eu te quero colocar são:
    Quando compraste, optaste pela AEE MagiCam, mas conhecias a GoPro?
    O que te levou a escolhê-la?
    Estás satisfeito?

    Se tiveres mais alguma observação a fazer, será bem vinda!

    Obrigada!

    (E postem mais fotos no Mateus e do Manolo!!! 🙂 )

DEIXE UMA RESPOSTA