A confusão

144
17131

Uma pessoa aterra em Portugal e o rádio do táxi fala sobre o caos no Pingo Doce. Abre-se o Facebook e toda a gente faz posts sobre o Pingo Doce. Os noticiários da televisão mostram as guerras no Pingo Doce. Nos blogues o tema é o Pingo Doce.

E pronto, tenho de falar do Pingo Doce.

Em primeiro lugar, acho que a companha de marketing do Pingo Doce foi absolutamente genial. Conseguiram, em dois dias, estar em todo o lado, marcar a agenda do dia, ser notícia, abertura de telejornais, conseguiram levar centenas de milhares de pessoas às lojas, pôr o País a debater a campanha.

Depois, acho natural que toda a gente tenha estado horas na fila para aproveitar a promoção. Na actual conjuntura, €50 fazem toda a diferença. Para muita gente, é o dinheiro que têm para gastar num mês inteiro. Se há gente que espera um hora para poupar 2 ou 3 euros a pôr gasolina nos hipermercados, também acho normal que haja quem espere 3 ou 4 horas para poupar 50 euros no supermercado.

Também compreendo os revoltados, os que quiseram comprar e não conseguiram, os que esperaram e não encontraram o que queriam, e então criticaram o Pingo Doce, e a organização da campanha, e a falta de condições, de assistência, de funcionários, etc. Uma acção desta dimensão deveria ter sido acautelada e era expectável que este caos fosse acontecer.

Já não compreendo tão bem os que são contra esta acção no Dia do Trabalhador, um dia que deveria ser de protesto e mais não sei o quê. Se perguntassem aos funcionários do Pingo Doce se preferiam ter uma folga ou ir trabalhar e ganhar a dobrar ou triplicar, e ainda ter direito a uma folga quer parecer-me que uns 95 por cento optaria por ir trabalhar. Mais do que protestos, os trabalhadores precisam de dinheiro, de trabalhar, de ganhar mais. E este dia de trabalho pode ter representado para eles um ganho que pode fazer diferença no final do mês.

Em resumo, a Jerónimo Martins deu uma tareia à concorrência, a esmagadora maioria dos clientes conseguiu poupar uns bons euros e os funcionários do Pingo Doce trabalharam no feriado mas ganharam mais por isso, ou seja, ficam todos felizes (sim, haverá uns quantos infelizes, mas nunca se pode agradar a toda a gente).

 

144 Comentários

  1. resposta á carolina:
    Como trabalhadora do pingo doce informo-a que ninguem foi obrigado a ir trabalhar no dia 1 d maio…so foi quem aceitou a proposta… recebemos o dia a triplicar sim, mais um dia extra de folga e alem disso podemos tambem nos usufruir da campanha dos 50 por cento noutro dia…como ve ate nos ganhamos e se viu funcionarias a chorar, problema delas pk so foram porque quiseram

  2. ADOOOOOOOOORO VER AQUI CERTAS MENINAS A DIZER QUE TÊM IMENSA PENA DOS FUNCIONÁRIOS DO PINGO DOCE TEREM TRABALHADO NO 1º DE MAIO….. È QUE ESTAS MENINAS PASSARAM O MESMO EM SHOPPINGS A DESARRUMAR TUDO QUANTO PODIAM! DAS FUNCIONÁRIAS DAS LOJAS DE ROUPA JÁ NÃO TÊM PENA?????????? TANTO CINISMO MEU DEUS

  3. Concordo com o Luís B. Espectáculo terceiro mundista! E depois vão fazer-se de coitadinhos porque não têm dinheiro.
    Comprar sem olhar a prazo de validade nem ver se realmente necessita! é com desconto? mete para o carrinho! Povo triste!
    Paula

  4. Vamos deixar de ser cínicos e de andar a fingir: acabe-se com o 1 de Maio e com o 25 de Abril! São feriados que já não têm razão de existir! O que o povão quer mesmo são putas e futebol!

  5. E mais ! Eu entrei de ferias dias 30 de abril , mas ofereci me para trabalhar no dia 1 de maio ! como muitos colegas o fizeram … Outros estavam de folga e ofereceram se ! Ng foi obrigado a ir trabalhar , ng foi ameaçado intimidado ou coagido como muito comentario diz por ai . Santa estupidez de quem fala sem conhecimento de causa ! ALGO QUE ME REVOLTA MESMO ! E criticam , e quanto ao dumping esperem pelo raio da investigaçãozinha acabar ! Quem rouba ninguem reclama quem ajuda é apedrejado ! E quanto a andarem a dizer que os preços foram aumentados no dia nao foram . A mercadoria estava marcada com o preço do dia anterior , nem mais nem menos ! Por isso nao inventem ! O continente tam bem nao da 50% desconto em cartao ? Nao é a mesma treta ?? Entao pq ng reclama tb … ? É triste … muito triste mesmo viver num pais assim . Socorro

  6. Maria devo dizer que so fala assim com certeza quem nao trabalha la ! É á custa desse tipo de hipocrisia e sarcasmo que o pais nao anda para a frente. A Jeronimo Martins é a que mais emprego jovem fornece , e nao para explorar , para trabalhar e pagar . Ja para nao falar que ajuda muita boa gente e ingressar na faculdade enquanto trabalha la ! Muito patrao prefere despedir que se submeter a isso . Temos otimas condiçoes de trabalho nao somos escravizados ! E acho um absurdo o que diz , se trabalhamos mais ganhamos mais . So nao acontece isso com maus patroes . E sim impostos servem para isso , e para constriuir estadios de futebol lol bom uso dos impostos . Ou para construir hospitais que depois ficam fechados a ganhar mofo ! Os funcionarios da empresa descontam todos ca ! Nao descontamos na holanda ! Eu desconto ca e ainda tenho de andar a pagar contas medicas e exames e etc ! Nos andamos a trabalhar e a descontar para quem quer fic ar em casa sem fazer nada nao é so para quem precisa infelizmente ! Muitos dos que precisam nem teem direito a nada disso , e os que deviam era tar a trabalhar é que usufruem dos descontos de quem trabalha ! Ja nao chega para andar a pagar a boa gente com corpo para trabalhar para ficar em casa ou andar a encher a barriga nas pastelarias o dia todo ??? Porque é o que vejo muitas vizinhas que recebem RSI – que nao precisam simplesmente nao declaram o que teem, como muita gente neste pais – a fazer . E ainda dizem … Trabalhar para que ?? o ESTADO PAGA-NOS É PARA ESTAR EM CASA ! Se formos pensar todos assim com certeza que isto nao sai do buraco . E devo dizer que trabalhao pode haver menos mas ainda ha bastante . Apenas sao trabalhos que como diz a catarina norte ha muita coisa que nao da jeito lol tirar folga a segunda em vez de tirar ao sabado por exemplo nao da muito jeito . poupem me . Sem alguns sacrificios e abdicar de certas coisas ninguem chega a lado algum !!! Concordo com cada letra existente no post ! E venham mais dias como o primeiro de maio . O meu Salario agradece ! Ganhar num dia o que ganho num mes é otimo ! 🙂

  7. "E os trabalhadores ganharam mesmo mais em dinheiro, ou em tempo (folgas que depois nunca dá jeito tirar) como é "moda" agora?" – Posso dizer que ganhamos sim ! Pagaram nos muito bem pelo dia que tivemos . E ja agora a vida nao é so feita de coisas que nos dao jeito . temos o direito a duas folgas . nao a duas folgas que nos deem jeito . daqui a nada tinhamos que andar a discutir o que da jeito a todos os funcionarios ! havia dias em que estava tudo fechado pensando assim !!! E Catarina Norte ! Nao nos foram tirados direitos nenhuns Pelo pingo doce LOL Fomos pagos pelo trabalho , nao trabalhamos de graça , teremos na mesma a folga que teriamos ! Dos direitos a subsidios de ferias e natal que a jeronimo martins decidiu continuar a dar quando o governo aconselhou os privados a nao faze lo ng fala . funcionarios publicos nao os recebem e tao cedo nao os vao receber ! Eu num pais de desemprego dou graças a deus que tenho um trabalho onde sou bem paga , bem tratada , e todos os meus direitos sao assistidos . O ambiente de trabalho é otimo ! E recebo subsidio de ferias e natal quando a maioria dos trabalhadores neste pais nao recebem … nem teem um patrao que se deu ao trabalho de aumentar os salarios apartir do momento que a contribuiçao para a segurança social e IRS aumentaram para os funcionarios nao ficarem a perder . Numa crise como este sinto me uma felizarda fazer parte de uma empresa que pensa assim . E se calhar ate sei muito bom tudo sobre o dia 1 de maio …25 de abril e etc ! Apenas posso interpretar as coisas de uma forma diferente . nao acho que sejam tempos para estar a ver manisfestaçoes na televisao e sim arregaçar as mangas e fazer pela vida ! os trabalhos que pagam melhor sao os que se trabalham aos feriados – estou a falar de trabalhos em que se ganha de 500 para cima nao do ordenado minimo – conheço pessoas que apenas trabalham sab dom e feriados e ganham 800/MES enquanto os maridos trabalham durante a semana por um ordenado minimo sem direito a subsidio de natal e de ferias ! é tudo uma questao de prioridades ! Para mim valia mais o dinheiro que ia ganhar do que gozar o feriado . Sao opinioes . Nao se pode é acusar de ignorantes quem tem prioridades diferentes . acho que so opta por feriados quem nao precisa do dinheiro . Simples ! E a pensar assim o pais nao anda para a frente !

  8. Pena dos trabalhadores do PD? Nem pensar! Da próxima e, espero que haja próxima para a (e digo a e não o- é que há uma diferença: a empresa continua a ser a
    Jerónimo Martins e, concerteza o professor também o sabe. Quem dá uma de sabedor é que não percebe POrtuguês, enfim) como dizia, a JM pode colocar mais um dinheirito na Holanda (tão nossos amigos mas deslocalizaram a sede para não pagarem cá os impostos que servem, já agora, para construir e manter hospitais, escolas, pagar os serviços de saúde, etc, etc), espero que da próxima esteja aberto 24 horas ininterrumptas, com estes trabalhadores felizes a trabalhar abnegadamente para o povo, com ar feliz, como vi na tv, e que eles tão amigos do patrão o façam sem ganharem nem mais um tostão, porque não falta, por aí gente para os substituir. Aliás, defendo mesmo a isençaõ do horário de trabalho, com hora fixa de início (às 7 da manhã será o ideal) mas a terminar quando deixarem de ser necessários os seus préstimos diários e, sem mais um tostão, no ordenado, porque o que o país precisa é de quem trabalhe, muito,e, reclame pouco. Também concordo que os jovens ganhem pouco,pois não têm experiência nenhuma e, como tal, não dão a produtividade que as empresas precisam para se desenvolverem. Daqui por mais ou menos 15 anos, talvez, se se esforçarem à séria, consigam melhorar os seus rendimentos. Os que não conseguem emprego, afinal somos um país pequenito que não consegue absorver tanto "doutor", devem emigrar, pois desta forma diminui a população e aumenta o rendimento "per capita". E quando chegarmos, novamente(já lá estivemos,já,já) a esta situação, os que se atreverem a reclamar devem ser imediatamente chicoteados, porque o que o país precisa é de gente que trabalhe, sem reclamar!

  9. Eu fui ao de Vila do Conde, correu tudo bem, toda a gente sorria e havia uma grande entreajuda. Os funcionários das caixas foram muito simpáticos e não vi ninguém de "má cara". Ah, cheguei às 12h e demorei 1h30min. Fui lá comprar livros (muitos) e trouxe outras coisas que precisava. Todos os produtos tinham validade alargada e estavam em condições de consumo (trabalho na área). Penso que o assunto pode ser visto de várias perspectivas (como tudo). Aproveito para deixar um link sobre uma delas: http://mktmorais.com/?p=1811

    Teresa

  10. Nos ganhamos salarios decentes ! Eu que trabalho no pingo doce desde os meus 18 anos nunca me pude queixar do que recebo . recebemos melhor que muita gente que trabalha noutros hipermercados . temos melhores condiçoes de trabalho e nao somos explorados !! Em tempos dificeis , todo o dinheiro é pouco . Ganha -se bem , mas se podiamos ganhar num dia o que ganhamos num mes porque nao aproveitar ??? So quem fica de rabo alapado no sofa e nao se faz a vida é que nao sai do sitio ! Eu ganhei num dia o que ganho num mes ! Sao dois ordenados ! Porque haveriamos de nos recusar ? Saimos de la TODOS CONTENTES !! E sim é verdade , ha muita gente a trabalhar no dia 1 de maio e outros feriados como PSP GNR MÉDICOS E ENFERMEIRAS e muitos outros . Os shoppings estao abertos as pessoas que trabalham em lojas teem duas folgas ! independentemente de ser feriados ou nao ! trabalham como os outros ! E sabe bem a quem vai la passear ao feriado certo ?! Mas quem ta la ta a trabalhar ! Seja 1 de maio seja 25 de dezembro , seja o que for !!!!!! E nao vejo ninguem a reclamar por essas pessoas terem estado a trabalhar e se calhar nao ganharam nem metade do que eu ganhei e trabalharam o dobro !!!!! Nao vejo sindicatos a protestar a favor dessas pessoas. Falam pq incomodou muita gente que nao conseguiu fazer compras , a concorrencia , e talvez foi uma indirecta para quem diz que vamos ter que nos habituar a crise !Do genero : SE EU POSSO OS OUTROS TAMBEM PODEM ! e È COM TRABALHO E ESFORÇO QUE SE SAI DA CRISE ! NAO È EM CASA A VER TV ! Nós funcionarios desde que não nos faltem com os nossos direitos nos queremos la saber se a folga é seg ou a sex ou a outro dia qq . desde que nós tenhamos as folgas que temos de ter e nos paguem otimo !!!!! Com tta gente desempregada eu dou me é por feliz que tenho um trabalho ! Quem quer ficar em casa em vez de trabalhar e receber que de lugar a quem quer realmente trabalhar !

  11. O senhor só demonstra ignorância, é triste não saber o que significa o Dia do Trabalhador e o que custou a várias gerações conquistar este dia e os direitos que lhe estão associados! Campanha de marketing genial? Não me parece, muitas das pessoas que se deslocaram ao PD é que certamente (e infelizmente) já não têm a possibilidade de recusar uma promoção considerável como esta…

  12. E os trabalhadores ganharam mesmo mais em dinheiro, ou em tempo (folgas que depois nunca dá jeito tirar) como é "moda" agora?

  13. Saberão os hipócritas que aqui escrevem que as "bolachinhas" são a base da alimentação de muitos idosos no nosso país?

  14. Então vamos ver uma coisa:
    1.Estamos todos mais que indignados pois os funcionários tiveram de ir trabalhar no dia 01? Pois bem, eu tive de ir trabalhar (como milhares neste país) no dia 01 e não vi nenhuma central sindical a protestar à frente da minha empresa, nem ninguém com pena de mim nas redes sociais ou nos órgãos de comunicação social. E se formos por esse prisma, então todas as empresas de Portugal têm de fechar. E pior, não ganho mais do que ganharia num dia normal, nem tenho direito a folga. Vim trabalhar e não me queixei.
    2.Num país em que o trabalho escasseia, que os salários são baixos, que os subsídios nos são retirados, alguém no seu perfeito juízo iria recusar trabalhar, ainda que a um feriado ganhando um bom dinheiro? Eu não me recusaria, assim como muitos não o fariam, nem se poderiam dar ao luxo de o fazer.
    3.Estão todos indignados pois se o PD pode fazer promoções de -50%, é porque andamos a pagar o triplo do que os produtos valem realmente? Ah vão-me dizer que nunca se tinha apercebido dessa situação? Não ouvem, nem vêm as notícias sobre os produtores de leite que se queixam que recebem míseros cêntimos por litro de leite, para depois ser vendido ao triplo do preço? Ah, então deixem-me que vos diga que ou são tontinhos ou não vivem neste mundo. Todas as empresas tentam comprar ao menor custo para venderem ao maior preço, são as leis do mercado, ou acham que eles são a Santa Casa?
    4.Ficam indignados e comparam a situação da passada 3 com situações do terceiro mundo? A culpa não foi do PD, a culpa foi de quem lá foi e não se soube comportar. A minha mãe fez compras num PD de Gondomar e não teve o mínimo problema, e a isto chama-se civismo. No entanto, não vejo nenhuma alma indignada com os descontos de 75% que o Modelo está a fazer, mas neste caso como não é imediato e vai para o cartão já não se chama esmola.
    5.Gostaria de ver se, esta prática se passasse numa loja de uma marca de alta gama, numa FNAC, se tinham as mesmas reclamações, as mesmas indignações e as mesmas críticas. O problema é que nesses casos, as pessoas que foram ao PD não seriam as mesmas a estarem presentes nessas lojas, logo não seria considerado esmola.
    6.Pensem que quem aproveitou esta promoção, conseguiu dar uma folga ao seu orçamento familiar não só para este mês, como para o próximo mês e está-se a marimbar para tudo o que se diga e se escreva. E não se esqueçam que os primeiros produtos a esgotar foram os bens de primeira necessidade, e se ainda assim compraram muitas bolachinhas e chocolates? Ainda bem, de outra forma talvez não conseguissem e que em casa há alguém que vai estar com um sorriso na cara. E pena tenho que não hajam mais dias assim, para que mais pessoas pudessem usufruir.
    7.O pequeno comércio vai-se ressentir? O pequeno comércio já se ressente há anos, a partir do momento em que as grandes superfícies abriram portas. E a coisa que mais irrita é o sentimento de "sou pequenino e tenho de ser ajudado", pois sim então abram portas aos feriados e vêm como têm as pessoas a fazerem compras nos vossos estabelecimentos.

    8.O Media Market já fez uma campanha, em que os produtos eram vendidos livres do IVA e nunca vi partido nenhum a se vir queixar, numa ASAE da vida ou sociedade civil a intervir, porquê? E as prateleiras ficam vazias, as TVs e os portáteis são os primeiros a ir. Ah porque dá jeito comprar um TV grande e um portátil novo todo XPTO.
    Senhores, a mim dá-me pena e tristeza em viver num país que resmunga porque se lhes tira os subsídios (e resmunga bem, que eu também o faço), mas depois quando há campanhas como esta, que aliviam os custos do mês, resmunga na mesma. A isto chama-se hipocrisia, e de hipócritas já estamos bem servidos e fartos. E agora vão lá perguntar aos sindicatos e aos familiares deles se não aproveitaram este dia para fazerem compras, se também não foram lá dar uma perninha e se calhar, até se surpreendem com a resposta.
    Arrumadinho, muito obrigada por me teres deixado este teu espaço.
    Beijinho,
    Joana

  15. Tudo bem que os funcionários ganharam mais e tiveram folga extra, mas vejamos o estado da coisa noutra perspectiva:
    Os funcionários ganham tão mal que têm que conseguir trabalhar nestes dias que ganham mais para conseguirem sustentar a família!
    Se ganhassem ordenados decentes nenhum ia querer trabalhar no dia do trabalhador, é assim que se vê o estado de pobreza das pessoas neste país, onde trabalhar em dias de descanso é uma benção.

  16. Estava a ler os comentarios… o que e que interessa ao comum mortal se estavam a ser violadas as leis da concorrencia??? se violaram irao ser penalizados, se não violaram, optimo!!! and so what??? nos seguimos a nossa vidinha igual e sorte de quem conseguiu fazer compras!

  17. Concordo plenamente contigo em tudo! Agora uma achegazinha a questão de se trabalhar no dia 1 de maio.. Sou enfermeira, trabalho dia 1 de maio, dia 25 de abril, 25 de dezembro, 1 de janeiro, noites, manhãs, dias inteiros e não vi ninguém a "stressar" com isso.. é que os empregados dos supermercados são pagos a dobrar, mas nos hospitais as horas nocturnas e feriados já deixaram de ser pagos há muito tempo.. Mentira, recebmos qualquer coisa como 1 eur e tal a mais (25% do valor/hr). Qual é a cena?!?! Sindicatos e tudo ao barulho? Aos trabalhadores hospitalares ninguém diz "coitadinhos, não pararam todo dia… num feriado!…"

  18. E posso dizer que nada me deixou mais feliz e realizada ate que o dia de ontem ! Vi mães a chorar de felicidade pois iam poder encher a dispensa de comida e poupar dinheiro ! COMIDA NÃO FUTILIDADES ! A chorar porque levavam carros cheios e dinheiro na mao ! Da mesma forma que fui maltratada e insultada tive pessoas a chorar a agradecer me o mais que podiam pois eramos nos que estávamos a dar a cara no momento. Podem acreditar que sai de la com um sorriso na cara de felicidade apesar do caos das criticas e tudo o resto , o sorriso daquelas pessoas valeu tudo ! So quem nao tem coração nem cabeça é que nao entende tal coisa !!

  19. E Luis B nao sou nenhuma lambe botas apenas reconheço algo bom e de boa vontade quando é feito ! Se tivesse que criticar criticava mas nao tenho motivo para o fazer ! Falas assim porque nao precisas . Nao chegas a meio do mes e andas a arroz com arroz porque é o que ha na dispensa !!! MUita gente que connheço chega a dia 15 do mes e ja nao tem que comer . nassim gastaram o mesmo que no mes passado apenas tem o dobro da comida . ja da para o mes todo !!!! Ja pensas te nisso ??? E em africa talvez façam isso porque estam esfomeados , com a barriga colada as costas pois ja nao comem a dias … Sabes o que é sentir fome ???? Nao comer a uma semana ??? Um pedaço de pao ou leite ?? Acordar de manha e teres os teus filhos a chorar cheios de fome e nao teres um pedaço de pao para lhes dar ??? com certeza nao sabes … Felizmente eu tambem nao porque nao tenho filhos mas os meus pais saberão com certeza . Felizmente agora temos trabalho mas sei o que é viver com muitas dificuldades , com família desempregada e ter a dispensa vazia e posso dizer que nunca andei a depender do estado nunca me deram nada ! e compreendo muita gente que foi as compras ontem . Sei que pelo menos este mes nao vao passar a angustia de ver os filhos a chorar com fome e nem leite ter para lhes dar !!!! Mas nem por isso se andaram a matar no pingo doce ! Por vezes essas pessaos sao as mais educadas ! Ja muitas vezes vizinhas minhas que sei que pouco tem que comer vao pagar a minha caixa e no final nao tem dinheiro para levar td . eu deixo passar e meto dinheiro do meu bolso . mas ha muita boa gente que deixa carne fruta na caixa e leva pao leite e legumes para uma sopa porque enfim nao tem dinheiro para mais. Devias ter vergonha de dizer certas coisas . E facil falar de barriga cheia

  20. E ja agora nao foi a Jeronimo martins que envergonhou os necessitados ! Eles envergonharam se a eles próprios ! Tive senhoras a insultarem me por que a promoçao nao abrangia maquilhagem ! Pessoas a matarem se por um carrinho ou por um saco de arroz quando ainda havia imensos na prateleira . gente a porrada porque queriam passar a frente ! A mim sempre me ensinaram a esperar pela minha vez ! CADA UM È RESPONSAVEL PELOS SEUS ACTOS ! AS PESSOAS È QUE SE ENVERGONHARAM A ELAS PROPRIAS ! NAO SE SABEM COMPORTAR COMO GENTE ! POR CAUSA DE UM PACOTE DE ARROZ VIRAM BICHOS ! A MINHA FAMILIA PASSA NECESSIDADES E NEM POR ISSO FORAM PARA LA ANDAR A PORRADA POR COMIDA ! LIMITARAM SE A LEVANTAR O RABO DA CAMA CEDO ; ESPERAR PELA SUA VEZ ; E POUPARAM IMENSO DINHEIRO ! TENHO A CERTEZA QUE ESTE MEZ MUITOS DOS MEUS PRIMOS NAO VAO PASSAR FOME OU COMER ARROZ COM ARROZ !!! Graças a Jeronimo Martins ! É apenas uma questao de civismo ! E respeito por quem esta a trabalhar ! Uma coisa que neste pasi existe muito muito pouco !

  21. E deve dizer que nao ha um fundionario descontente ate porque vamos receber um bom bonus por termos trabalho no primeiro de maio e tantas horas !!!! O grupo Jeronimo Martins tem feito de tudo para ajudar os funcinarios . desde subir salarios porque os descontos aumentarem , bonus folgas etc , cada vez dão mais trabalho a estudantes . QUE QUEREM MAIS !!!??? Cada vez tenho mais orgulho de trabalhar para a empresa que trabalho , e é onde faço compras nao abdico !!!!!

  22. E posso dizer que nao fui escravizada ! lol Ganhei pelas horas que trabalhei ! Nem ng me ameaçou para ir trabalhar !É cada absurdo ! Pensem antes de falar e vao confirmar factos ! Não lançem apenas palavras para aqui a dizer trenguices quando nao sabem de nada ! ainda para mais no anonimato ! So reclama quem tem dinheiro e nao precisa de trabalhar nem de uma promoçao destas para por comida na mesa ! È TRISTE VIVER NUM PAIS ASSIM

  23. E em relação aos comentários de terem comprados maquilhagem e etc ! Roupas , Cremes , Perfumes e maquilhagem não eram abrangidos pelo desconto ! Fora isso tudo estava a 50% desconto desde que atingi se o minimo de 100 euros ! E sim vamos ter direito a folga e vamos ter um dia desses só para funcionários ! Pois como tivemos a trabalhar não podemos usufruir da promoção ! Em relação a "dumping" Nao e o primeiro sitio que faz tal coisa . apenas é o primeiro que tem tanta publicidade . varias lojas de cosméticos em shoppings fazem constantemente o mesmo !!!! Leve produto ate x total e tenha sempre 50% de desconto … Ha imensos sítios que fazem isso ! Nao vou citar marcas como é obvio mas ha imensas ! E não sao acusadas e criticadas e etc ! Como funcionaria do pingo doce posso dizer que a meio do dia ja tinha o meu cerebro em agua mas sai de la com a alma lavada pois tenho a certeza que muita gente que chegaria a meio do mes e ja nao teria nada para dar de comer aos filhos nao lhes vai faltar comida pelo menos este mes ! E eu de certa forma contribui para isso ! Valeu a pena . E sou sincera da forma que o pais ta as pessoas que preferem ficar em casa que trabalhar então que se despeçam . não falta gente que queira trabalhar e prefira faze lo do que estar alapado no sofá durante o feriado a ver manifestações na televisão porque tem filhos para sustentar , contas para pagar , e precisa do dinheiro ! Com o desemprego ao ponto que chegou acho uma vergonha alguém se queixar que tem de ir trabalhar a um feriado ! Quem dera a muitos !!!!!! Ganhem vergonha sim ??!!

  24. Ola ! Eu fui das que trabalhei na caixa do Pingo Doce e posso dizer que foi o caos . Nao por nossa culpa mas sim porque as pessoas não se respeitam umas as outras . A jerônimo martins apenas quis "compensar" os seus clientes pois os tempos são difíceis para os portugueses . Felizmente ainda existem empresários assim , que pensam em prole do povo e não apenas no próprio bolso ! E uma feliz consequência disso foi a tremenda publicidade sem gastar um cêntimo que a empresa teve ! Nao entendo quem se queixa ! Nao havia 1 empregado que estive de folga ou em horário Part time ! Foi de abrir ao ultimo cliente ! Houve ate quem tenha contratado empregados extra para a ocasião ! A confusão não foi culpa da falta de funcionários , foi de quem la esteve e por exemplo nao sabe respeitar uma ordem de entrada ou uma fila ! Pessoas que se aproveitaram para negociar carrinhos de compras porque nao havia ja nenhuns disponiveis a ponto de ter que se chamar a PSP para controlar a entrega dos carrinhos que saiam por ordem da fila . Se as pessoas se respeitassem teria sido um pouco mais calmo . Um caos de qualquer forma mas nao ao ponto de ter que estar a PSP em todo o lado ! Os seguranças chegariam .Tanto nao respeitam que chegou ao ponto de ter de estar um segurança por caixa porque entre o caos as pessoas tentavam sair sem pagar ! Mesmo que ja tivessem um desconto enorme ! E vamos atribuir a culpa de tudo isso ao pingo doce ! Poupem me ! Ja muito a empresa fez ! Quem dera que muitas empresas do mesmo sector fizessem o mesmo ! Mas nao , preferem deitar fora ja que nao vao ganhar tudo , ou por em promoção ou aderir a uma iniciativa destas porque da trabalho ,
    e preciso pagar a dobrar aos funcionários . Eu normalmente trabalho 4h diárias ! Sou estudante e trabalho no pingo doce. Ontem entrei por volta das 7h ( antes do estabelecimento abrir para estarmos preparados e sai perto da meia noite ! trabalhei cerca de 17h , fui insultada , maltratada , so n ao fui agredida porque enfim … e a culpa é da empresa ?? poupem me as pessoas se respeitassem as regras que foram impostas muita coisa poderia ter sido diferente ! E outra coisa … Nos nao somos maquinas … E os hipermercados teem um limite de pessoas la dentro , quando atingido o limite tem que se parar de deixar entrar gente ! Onde trabalho paramos de deixar entrar gente as 17h ! era meia noite ainda havia pessoas a serem atendidas nas caixas ! Eu sai perto da meia noite a passar mas os repositores e as empregadas de limpeza e seguranças ficaram a arrumar limpar e repor tudo para hoje ! E ainda reclamam da empresa ?? A empresa o que fez foi ajudar ! A outra parte dependia das pessoas … E essa parte nao foi cumprida ! Sendo assim nao ponham as culpas na empresa ! E ainda dizem que a jerônimo martins terá de pagar multas e bla bla bla ! ACHO ISSO UMA TREMENDA ESTUPIDEZ ! Preferiu vender com 50% de desconto do que daqui a um mes ou dois estar a deitar toneladas e toneladas de bens alimentares e essenciais fora !!!!! QUEM AJUDA AINDA È CRITICADO ! DEPOIS AINDA PERGUNTAM PQ RAIO NG AJUDA !!!! NAO HA BOA ACÇAO QUE VENHA SEM CASTIGO MESMO !!! È MUITO TRISTE VIVER NUM PAIS ONDE INICIATIVAS DESSAS SAO CRITICADAS ! A concorrencia que ficou com dor de cotovelo que faça o mesmo ! Sao um bando de gananciosos temos pena ! QUE RAIO DE PAIS !!! ENFIm …

  25. Triste situação esta a que se assistimos ontem pelas televisões. Uma cadeia de supermercados faz uma promoção e lá vai o povão acotovelar-se, "guerrear" para poder comprar tudo a que puder deitar a mão. Mesmo sem necessidade em obter os artigos. Era preciso era comprar! Não importa o quê!! Com 50% de desconto, compra-se o que vier à mão. Depois são estas pessoas que se queixam que não têm dinheiro para pagar as obrigações mensais, que não conseguem pagar as taxas moderadoras, etc., etc. A isto, chama-se crise…
    O PINGO DOCE… brincou com a dignidade de um povo. Humilhou as classes média e média-baixa. Pessoas de médio-alto e alto nível sócio-económico que conheço pessoalmente ou de circunstância, não se sujeitaram àquele VEXAME público. Nem eu… e pertenço à designada classe média. Fez recordar-me os famintos de África a correr para a ajuda humanitária, atropelando-se uns aos outros e agredindo-se mutuamente. Não consta que algum POLÍTICO tenha corrido aos SALDOS na comida. Os administradores magnatas/ promotores da falsa caridadezinha, da cadeia alimentar atiraram comida ao pobre povo duma nação doente e mortal. PORTUGAL no seu pior.

    Claro que os funcionários do Pingo Doce não podem "queixar-se" porque o desemprego espreita… e Portugal sempre foi um "lambe-botas"..e falar mal do patrão que até paga a dobrar o dia, que dá folga e até lhes faz promoções..só fica bem…e garante o contrato mais uns meses!
    Felizmente ainda cheguei ao ponto de usufruir o dia do Trabalhador a descansar..e limito-me a comprar o que preciso QUANDO preciso!
    O grave disto tudo e agora sim batemos no fundo, é a reacção tipo "cão de pavlov" do nosso povinho…por umas latas de atum e umas garrafas de azeite!

    Espero que estes portuguesinhos não tenham agora de recorrer à DECO porque o dinheiro do mês não chega para pagar as despesas fixas do resto do mês…porque deste tipo de gente não tenho pena! Decadente o que se viu…pareceu-me estar a ver uma cena no Somália ou no Uganda…

  26. "Já não compreendo tão bem os que são contra esta acção no Dia do Trabalhador, um dia que deveria ser de protesto e mais não sei o quê." e mais não sei o quê?? mas você vive em que mundo? está a par do momento crítico actual? de toda a regressão que tem sido feita aos nossos direitos (em todas as dimensões)?? e sabe qual o significado deste dia?? e será muito difícil para si perceber a jogada suja e política q o Pingo Doce realizou neste dia, desvalorizando e pondo em causa o q se comemora neste dia? ou a parte das ameaças aos trabalhadores não lhe diz nada? e também não compreende que isto não foi nada mais q uma demonstração de poder e de luta de classes?? a média-alta e a alta não andavam por lá claramente. e a baixa não tinha posses para tal. estão a ajudar as pessoas em que medida?? saia desse seu mundinho e venha conhecer a realidade! foi muito degradante e triste o q nós assistimos, as pessoas não têm q ser colocadas neste ponto de lutar por bens de 1ª necessidade enquanto os outros aplaudem e se regojizam. haja humanidade!

  27. Carochinha, o seu professor é tão inteligente que nem sabe que Jerónimo Martins é o nome do grupo, não o nome do dono/administrador executivo.
    Trabalhei no Pingo Doce durante um ano. Tenho muitos amigos que lá trabalham e, no final do dia, os comentários que fizeram no FB foi de que nunca lhes deu tanto gosto trabalhar como no dia de ontem. porque eles gostam de ver clientes contentes e fartos das tristezas e queixas que lhes fazem na caixa estão eles fartos. Ganharam a triplicar já para não falar do facto de que também usufruíram da mega-promoção. Dizem que é dumpping, pois bem, hoje em dia tudo tem nome, tudo é classificado. Ajudaram muitas famílias que precisavam muito deste dia. Isso é de louvar. Fizeram com que venham a ser produzidas iniciativas destas pelos próprios e concorrentes: é de louvar! Venham muitas oportunidades destas. Foram a única entidade que eu vi realmente com vontade e que actuaram para remediar esta merda de crise.
    Desculpem, mas quem reclama, nunca soube a necessidade e a importância de comer por metade do preço. Ou não vive ao lado de pessoas assim. Pois eu vivo e também não sou rica. E aplaudo. E peço mais acções destas, por mim e pelos outros.

    Regina Machado

  28. Se alguém saiu a ganhar foi sem dúvida o PD: publicidade, escoamento de produtos, reposição dos mesmos pagos a 90 dias por vezes a produtores portugueses com a corda na garganta, "apertados" por uma empresa que detem 35% do mercado … Trabalho feriados , fins-de-semana, e é claro que ganho mais por isso: estamos ma Europa, séc. XXI, num país democrático e , graças a Deus posso escolher – trabalho por conta própria. Agora alguém acredita que num país com 14% de desemprego alguém se atreve a não ir trabalhar, a poder ter sequer a liberdade de dizer "Não"? Se isso importa? Infelizmente parece que não… Se esta campanha foi boa para todos os que estão em dificuldades? Ajudou algumas as famílias a ter um pouco mais este mês, mas a que preço? Continuamos pobres, a honra, essa foi-se …-

  29. Não e Sr Jerónimo Martins, e Sr Dr Alexandre Soares dos Santos. Sabiam que o pingo doce tem infantário para os filhos das trabalhadoras? Que tem uma linha de apoio para os funcionários que os ajudam desde a parte jurídica a uma ajuda monetária? Que recebem prémios, quando muitos de nos que não trabalhamos feriados nem ordenado recebemos pois esta em atraso? Que dão oportunidade ais funcionários desestimar e progredir? Que pagam aos fornecedores dentro do limite? Pois e… Mas mesmo assim são maus…

  30. Nas filas para os concertos, futebol e até posto medico também há selvagens, filas e passamos horas a espera. A diferença e que aqui poupamos.

  31. Tenho uma mãe acamada há 3 anos. Ontem estive 4 horas no Pingo Doce mas poupei €70 só em detergentes, amaciadores, cremes hidratantes e sobretudo fraldas. Não admito que alguém diga o que posso ou não fazer com o meu dinheiro num feriado. Chamem-me ovelha ou o que quiserem.

  32. Se fosse no El Corte Inglés e fossem tablets e LCD era "fashion" e era uma "Black Friday". Como foi no Pingo Doce que vende mercearias já é o "povo selvagem".

  33. Eu também achei esta campanha de génio: o PD arrecadou lucros imensos, a Holanda fica com os impostos e nós que pagamos os imposto em Portugal é que temos que subsidiar a PSP deslocada ao PD devido a uma campanha que esta empresa criou sem ter assegurado as condições necessárias.
    E viva a Jerónimo Martins, sempre disposta a ajudar os pobrezinhos do país!

  34. Há conta desta promoção há crianças que vão finalmente comer peixe que não seja pescada e carne que não seja frango. Quem sou eu para criticar os pais dessas crianças?

  35. Têm todos muita razão.
    Só gostava de saber o que é que o PD vai fazer agora aos anúncios do "sem promoções, talões ou outras complicações". Isto afinal, foi o quê? Para mim foi uma provocação a todo o sistema…

  36. Subscrevo na totalidade. O único comentário que li sobre este assunto que descreve correctamente o que se passou. Neste dia tb tive vergonha de ser portuguesa e por ver no que está a transformar este país. Começaram por trazer para o nosso vocabulário a palavra"pobre" que não se ouvia há muitos anos. Agora já andam à porrada por 1 kg de arroz. Estou triste por termos chegado a este ponto.
    LC

  37. Realmente tudo isto é incrivel.
    Não sei se repararam mas todos os partidos politicos, sindicatos e tudo o resto que criticaram esta campanha têm todos uma coisa em comum, os seus fundamentos e ideologias comunistas.
    Se houve dumping? Não, não houve e mesmo se houve ia ser algo irrisório tendo em conta o volume de negócios. O dumping é provocado por vender a preços mais baratos do que se compra, com o objectivo de afectar a concorrência, sem dúvida que se verificou, mas a questão principal é que o Dumping tem de ter duração superior ou igual a 6 meses, o que não se verificou pois acabou por ser apenas durante um dia, um simples dia.
    Sr Jeronimo Martins?? Isso não existe, existiu em tempo, foi o fundador mas já faleceu a longo anos, neste momento o presidente e dono tem o nome de Alexandre Soares dos Santos.
    Não há qualquer dúvida que o pingo doce, JM perdeu bastante dinheiro, vários milhões.

  38. Sei, através de uma pessoa que trabalha no Pingo Doce, que os funcionários receberão a dobrar ou a triplicar por terem trabalhado num feriado, o que acontece em qualquer estabelecimento que esteja aberto num desses dias (ou deveria acontecer. Vão ter direito a um dia de folga, e muitos supermercados fecharam mais cedo. E ainda vão ter a oportunidade de fazer compras com 50% de desconto e claro sem aquelas confusões! Que sorte a deles! Eu até acho que quero ir trabalhar para o Pingo Doce!
    Para não falar que eles tiveram um prémio ou presente ou lá o que foi de 200€ por altura do Natal!
    Que pena que eu tenho deles, que até trabalham sentadinhos como em mais nenhum supermercado!

    Adriana

  39. Estou totalmente de acordo!! O Pingo Doce foi mesmo genial!Embora pense que dizer que eles pensaram no povo e queriam ajudar os pobres é uma grande treta! E a teoria que eles deram de que não fizeram campanha publicitaria porque apostaram na divulgação boca a boca e assim pouparam dinheiro foi um bocado foleira mas comprovou-se mesmo! Está toda a gente a falar dos coitadinhos dos empregados, mas quem me dera a mim ter ido trabalhar para lá nem que fosso só nesse dia! Até acho que tratam razoavelmente bem os funcionários, uma vez que ganham várias vezes prémios e são recompensados pelo trabalho a mais que têm! Alias acho que o Pingo Doce é "aceita" vários tipos de pessoas como funcionários, isto é várias faixas etárias, bonitos, feios :). Sempre reparei que tinha lá pessoas talvez acima dos 50 anos onde dificilmente conseguiriam trabalho. Nos outros super e hiper mercados não se vê muito isso, normalmente é malta nova.
    Portanto não acho que os funcionários sejam uns coitadinhos, mas sim uns privilegiados!
    Eu não sabia da promoção, só por volta das 2h da tarde é que soube e já era impossível entrar, mas se soubesse tinha ido para a porta as 8.30 da manha e abastecia a despensa!
    Que façam mais promoções desta que é o que o povo quer!
    Ah e sobre o Dia do Trabalhador, a maior parte das pessoas que estiveram a aproveitar a promoção de certeza que não ia para as ruas manifestar-se! Bem eu dou os meus parabéns ao grupo Jerónimo Martins!

    Adriana

  40. Ora bem, eu fui ao Pingo Doce da Qta. das Galhardas (Cid. Universitária) e posso dizer que foi muito divertido. Os funcionários estavam todos muito bem dispostos e sempre disponíveis. Foram-me buscar várias coisas ao armazém e sempre com um sorriso na cara. Depois as filas foram sempre tranquilas, ou seja, ninguém a discutir, ninguém a passar a frente de ninguém e toda a gente muito bem disposta! Se estive muito tempo na fila??? Sim estive 5 horas, mas sempre de uma forma civilizada. Não vi nunca nada de anormal e entrei as 13h no parque de estacionamento sem filas e sem as confusões que toda a gente conta que aconteceu! Sei de histórias de que pessoas geraram confusão em alguns supermercados, mas isso não aconteceu naquele.
    Se é fácil gastar o dinheiro, claro que sim, e não é em bolachinas e chocolatinhos como alguns referem. Pensem bem, se uma pessoas faz mensalmente 500€ em compras por mês, este mês pode fazer 1000€ pelo mesmo preço, ou seja ganhou um mês!!!!
    Se alguns não aproveitaram? oh pá temos pena, mas não se pode agradar a toda a gente!
    Mas que não fique dúvida que isto foi a melhor campanha de publicidade já realizada pelo grupo Jerónimo Martins (e não sr. Jerónimo, já que eles são um grupo e não há nenhum Sr). Só em publicidade ganharam o ordenado dos empregados e alguma coisa que possam ter perdido com esta promoção (coisa que não acredito)!!!
    Se houve dumping??? Não faço ideia, mas o dinheiro ganho ontem consegue pagar as multas de certeza!!
    Portanto quem pode aproveitar para comprar detergentes e vinhos e carne e peixe que são as coisas mais caras, os meus parabéns porque fizeram muito bem… eu aproveitei e no fim de 400€ em compras poupei 200€!!
    MJ

  41. nunca comento mas esta não podia deixar passar.irrita-me profundamente todo o alarido que se faz à volta disto…fui ao Pingo Doce, aproveitei, comprei tudo o que me fazia falta.não gastei 600€ mas se precisasse e pudesse gastava.porque não?acho que o Pingo Doce está de parabéns pela iniciativa. quantos aos ressabiados, só lá foi quem quis, "ah e tal situação humilhante, selvajaria", pois pois, mas não vejo grande diferença entre estar no Pingo Doce a fazer compras a METADE do preço durante horas ou estar numa greve/manifestação sindical, a empatar o trânsito, sempre em locais estratágicos, e todos os que trabalham em redor.sim sim, porque nas manifes das nossas estimadas sindicais partem-se muitas montras de lojas, estraga-se muita coisa, magoa-se muita gente que nd tem a ver com aquilo.e então senhores o que dizem a isto?quanto ao dumping é bem possível mas e então?quem paga a coima é o Pingo Doce não somos nós.e quanto ao "ah e tal o 1º ministro tem de fazer um comentário quanto a isto", não há nd de mais importante no panorama nacional?e quanto aos "coitados" dos funcionários, NINGUÉM foi obrigado a trabalhar no 1 de maio, aliás trabalhar neste país seja em que dia for actualmente é uma sorte e não deveria sequer ser opção, estes "desgraçados" receberam um bónus monetário e além disso vão ter 2 dias para fazer compras nas mesmas condições de ontem, mas na paz e sossego dos deuses.é uma chatice não é?tenham paciência e vamos lá mas é louvar iniciativas destes tipo e deixar o ressabiamento de lado.

    Ana Maria

  42. ofensivo dizer que a sua tese se enquadra na tese de stuart mill (título da obra mais conhecida: "0 utilitarismo")? ou que a confusão originada parece o "ensaio sobre a cegueira" de José Saramago? bem… mas este blog n é também fruto de polemicas? um paradoxo!! mas, se em alguma palavra o ofendi, não vi em qual, publique para gerar a tal polemica e para que, de alguma forma, venham as almas sem personalidade própria dizer amém, ou vir em seu auxilio!!

  43. Para fecharem as grandes superficies a 1 de Maio, então fechavam todas as lojas. Porque é que o minipreço poderia abrir e os outros não? E os chineses? Quem quiser que abra. Ou os empregados do P.D. quando fechavam no 1º de Maio mostravam a sua solidariedade com os outros trabalhadores e deixavam de ir ao café nesse dia? não?.. bem me parecia.

  44. Só mais uma coisa, li comentários no facebook de funcionários que se voluntariaram para irem trabalhar ontem, sabem porquê? Deixarei alguns dos comentários que li e que explicam bem o porquê (até eu me voluntariava!):

    "Cátia Gomes Oh pra mim a trabalhar ali na caixa 24 . . e nao me importei nada com isso . . ganho a dobrar, tenho direito a mais uma folga na semana e ainda vou ter direito aos 50% de desconto nas minhas compras . . Dumping? Vergonha? Exploração? Eu fui trabalhar pq quis, ng me obrigou ! Isto agr o normal é trabalhar . . dinheiro é o q o país precisa! E tb precisa de promoções . . Acho mt bem . . Fico a espera da proxima :D"

    Darcy Godoy Para tdas as pessoas estúpidas q falam sem saber! EU SOU FUNCIONÁRIO E FUI TRABALHAR SEM CHANTAGEM, E TIVE MTASS ( VANTAGENS)E LEIAM OQ A OUTRA COLEGA CHAMADA CATIA GOMES DIZ!!!!!! AHHH E OUTRA INFORMAÇÃO. ESSE MÊS TIVEMOS 300 EUROS DE PRÊMIO(DADO PELO PATRÃO…….) O VOSSO PATRÃO TB FAZ ISSO?????……

    Ana Amaro Eu sou mais uma das que foi trabalhar e com muito orgulho!!!, para um patrão que me pagou a dobrar, deu mais um dia de folga, vou poder usufruir desta promoção numa semana, sem stress's e num mes em que o patrão (jerónimo Martins) me deu um +premio

    Ana Amaro ninguem me obrigou a ir, e fui das que estava de folga neste dia, mas ofereci-me para ir trabalhar como muitos colegas meus. Não sei porque existe tanta gente que desdenha e fala das coisas sem saber, recriminam e julgam, até parece que o país e a situação economica está para isso!!!

    Por isso, a sério, deixem-se lá de coisas, só quem foi burro (tipo eu –') é que não aproveitou esta promoção.

    * Ana Faria

  45. "como cidadão português estou profundamente envergonhado com o que se passou no pingo doce. nunca mais lá ponho os pés. o que vi na televisão é uma imagem sinistra do estado da nação. o senhor jerónimo martins, empresário modelo, deve estar orgulhoso. deu o sinal que faltava: já vale tudo."

    Eu se ganhasse aos 3000€/4000€ como esse senhor, também falava assim … Poupem os falsos moralismos, deles estamos nós cheios ! Se ele não tivesse dinheiro para pagar a licenciatura dos filhos, se os filhos dele não estudassem à custa de uma bolsa de estudo precária, não falava assim com certeza! Triste é ver pessoas dizerem coisas destas sabendo na situação em que o país está, isso sim é triste! E por aqui me fico. Não fui ao Pingo Doce, mas da próxima não me escapa porque, infelizmente, não sou filha de papás ricos!

    Ah, e não posso deixar de acrescentar, óptima opinião deixada nesta publicação, concordo a 100% com ela.

    * Ana Faria

  46. Não me costumo manifestar nestas situações..mas quando lemos tantos disparates torna-se difícil!Sei do que falo bastante bem porque sou funcionária Pingo Doce com o maior orgulho no meu Patrão e ontem estive a trabalhar 12 horas com uma enorme satisfação!!!foi dificil?foi..muito!a falta de educação das pessoas manifesta-se bastante bem nestas situações..chorar?pelo contrário…eu e toda a minha equipa estavamos cansadíssimas mas de sorriso nos lábios por perceber o quanto que esta acção iria ajudar algumas pessoas!e sim…tenho a certeza que 95% dos colaboradores preferem ir trabalhar e ganhar a triplicar num feriado juntamente com as horas extras que nos vão ser pagas a todos além de uma folga extra!!devemos respeitar a opinião de todos…mas dizer mal tornou-se tão fácil!adorei a sua crónica..parabéns pela coerência 🙂

  47. À parte dos trabalhadores do Pingo Doce, sabem que há mais quem tenha de trabalhar, certo? Sabem que há quem trabalhe no natal, na passagem de ano, etc? O Mundo não pára só porque é feriado, ainda que este tenha um significado especial.

  48. Desculpem mas esta campanha é gozo a todos q lá vão os 364 dias do ano!!! Houve dumping na certa, ou há sempre um lucro de 50% em cima das margens de lucro. O dia do trabalhador foi criado como feriado para as pessoas n trabalharem. No caso d alguns funcionários do pingo doce ate trabalharam mais horas, pq houve que deixar as pessoas sair. É um sinal da escravatura social em que vivemos. O mercado goza com o povo e o povo q esta sem dinheiro atua como um macaco no circo!

  49. É a 1ª vez que leio alguém a dizer exactamente aquilo que penso. Concordo totalmente.

    Esta campanha ajudou mto mais gente do q as passeatas organizadas pelos sindicalistas, com os slogans de há 30 anos.

    cat

  50. E uma amiga minha que foi lá e trouxe ameijoa vietnamita, kilos de camarão, vieiras…. nem todos os que aproveitaram são miseráveis.

  51. podia publicar todos os comentários,não? o meu comentário não foi aceite quando outros após o ter redigido já constam deste moral?

  52. A Jerónimo Martins basicamente teve uma grande estratégia de marketing, ninguém questiona isso. O que eu acho absolutamente condenável é o facto de no tempo do Primeiro – Ministro José Sócrates, ter sido aprovada uma lei que permite que as grandes superfícies abram no dia 1 de Maio.O que acho ainda mais abjeto é porem os trabalhadores a trabalhar nesse dia. E o pior é haver um bando de malucos completamente inconscientes, que compra o que precisa e o que não precisa (ficando provavelmente sem dinheiro para compras o resto do mês, e note-se que o mês só agora começou!), só para terem o tal desconto de 5o%. E acho incrivelmente ridículo estas causas serem apoiadas. E pronto é o que penso, sou livre de ter opinião.

  53. Toda esta acção de marketing (grande sem duvida) tem uma mensagem subliminar muito perigosa. Só não a vê quem não quer ou quem está demasiado toldado pelo conforto dos seus dias. Mas cuidado, desde que o mundo é mundo que a mó gira.

  54. Concordo com o que disse.
    Passei duas horas de um feriado que contava ser passado no conforto do lar com o marido, a encontrar os bens que considerava essenciais e que normalmente constam no meu carrinho de compras, a esperar na longa fila, pagar, pôr tudo novamente nos sacos, carregar carro, chegar a casa, descarregar carro, tirar tudo dos sacos e armazenar em casa.
    Há quem diga nunca na vida!
    Pois eu quando cheguei a casa, cansada um facto, mas vi despensa cheia por algum tempo com produtos de longa duração tipo água, cerveja, coca-cola, azeite, óleo, produtos de higiene e limpeza, etc., a garrafeira composta e tudo isto por metade do valor, pensei valeu a pena.
    As pessoas fazem sacrificios por tantas coisas, esperam tempos infinitos nos concertos e jogos de futebol e afins, porquê não esperar por comprar produtos que uso no dia a dia, e que iria comprar hoje ou amanhã só porque é feriado ou porque os funcionarios têm que trabalhar.
    Eu estive no pingo doce das 11 às 13 horas e poupei 150€ (a minha conta era de 300€), não pisei nem empurrei ninguém, nem roubei do carrinho de ninguém, demorei um pouco a por tudo nos sacos para a menina do caixa descansar os braços ela agradeceu com um sorriso nos labios, foi cansativo foi, havia muita confusão havia, mas no fim penso Valeu a Pena!
    Obrigada Pingo Doce e Obrigada à minha estimada sogra que me avisou desta Genial promoção logo que soube.

  55. escrevo mais uma vez, sou funcionária do pingo doce e além de receber a dobrar vamos ter direito a gozar as horas que estivemos a trabalhar , por isso nao me importei nadinha de trabalhar ;))

  56. Gostava so de saber se quem diz que o dia do trabalhador é para trabalhar se trabalhou ou se teve o direito de ficar alapadinho no sofazinho em casa agozar o seu feriado do DIA DO TRABALHADOR e que com sorte ainda foi ate ao pingo doce poupar uns euritos, se estariam dispostos a ir trabalhar para aquela selva , para servir aqueles que que trabalham e tiveram direito ao seu feriadinho mas que tem a lata de dizer que dia do trabalhador é dia de trabalhar.
    AHAH essa é boa .

  57. Sinceramente não li todos os comentários a fundo e espero não me estar a repetir.
    Vou deixar de lado a parte de que sim, fez jeito a muitas familias, sem foi uma campanha de marketing genial (e para eles foi só isso), fico muito contente pelos funcionários que ganharam a triplicar.
    Então e a outra parte???
    E as outras lojas que não vão facturar por causa disto? Estou a falar do pequeno/médio comércio. Mais importante ainda, para quem não sabe há empresas especializadas em produtos de revenda – vendem para lojas, restaurantes… Houve muito restaurante a aproveitar isto, é uma total falta perante a lei da concorrência. A que custo é que conseguem estes preços mais baixos do que em qualquer outro sitio do país???
    A mim isto revolta-me porque faço parte duma familia que já teve o negócio de revenda e agora não tem nada por causa de coisas deste género e revolta-me ainda mais porque com a "crise" os valores estão a ir por ai abaixo. E no final pouco nos resta que não os nossos valores!
    Era só 😉

  58. Err… agora o Pingo Doce é que tem que ser responsável pela educação das pessoas ? Pelas pessoas se degladiarem por um pacote de arroz ? Mas isto tem algum sentido ?

    Eu quando vou à Zara comprar uma camisola por 30 € e passado uns meses a mesma camisola aparece por 15 € não fico a achar que eles deviam vender a camisola a 15 euros o ano inteiro e que não tem respeito pelos clientes! Além disso as lojas nos saldos são autênticas feiras com amontoados de coisas.. qual é a diferença entre isso e o Pingo Doce ? Quando a Apple lança um novo ' brinquedo' e vê-se centenas de pessoas à espera para o comprar ninguém critica…E as pessoas que ficaram a dormir na rua quando o Ikea abriu para receberem um colchão são sem abrigos ? não percebo a lógica de alguns comentários aqui postos !

    Joana

  59. Sinto que posso falar deste assunto porque convivi de perto com ele. A minha mãe trabalha na Jerónimo Martins há mais de 15 anos e posso-vos dar a certeza do prazer que ela tem nisso.
    Este senhor, além do contributo que proporciona ao país (29 mil postos de trabalho, não contando com os empregos que influencia indirectamente), garante aos seus trabalhadores as maiores regalias, incluindo àqueles que passam por maiores dificuldades, disponibilizando-se para pagar a renda da casa, as escolas aos filhos, as consultas médicas, férias, material escolar..

    E garanto-vos que os colaboradores não se aborreceram em nada com o facto de irem trabalhar no 1º de Maio. Em nada ficaram a perder, porque para além de serem compensados monetariamente, são também muito valorizados. Este senhor tem um lado humano altruísta que nós, com a riqueza dela, dificilmente teríamos.

  60. Mas será k já ninguém neste Portugalinho consegue separar as palavras "esmagadora" e "maioria"????
    Façam lá um exercício e vejam se encontram algum jornalista k as consiga separar…. não há!!!!!!!!!!

    Marta

  61. Concordo plenamente com tudo o que disseste, e sei também de fonte segura que os trabalhadores do Pingo Doce ganham bem mais quando trabalham feriados e mais folgas também, aliás segundo vários trabalhadores que conheço os direitos do trabalhador são bastante respeitados, ao contrário de várias pequenas e médias empresas que também conheço onde tens de trabalhar de 2ª a sábado 10 horas por dia e é se queres.

    Silvia Duarte

  62. Tenho a dizer que sim, os funcionários receberam mesmo a triplicar e contam com um dia de folga extra. Conheço duas pessoas que trabalham no Pingo Doce que me confirmaram esta informação e acrescentaram que apesar do desgaste, preferiram receber estar regalias extra do que passar um dia chuvoso em casa.

  63. É muuuuito raro concordar contigo, mas hoje é o dia. Totalmente em sintonia. E chateiam-me as demagogias baratas de quem inundou o fb a dizer que o povo devia era estar na rua a gritar. Não me lixem.

  64. Sou dos que acham que foi uma atitude miserável por parte do Pingo Doce. Nunca fui cliente regular, nem vou passar a ser. Em termos de marketing pode ter sido genial. Em termos de sociais fez-me lembrar a chegada dos camiões com farinha aos campos de refugiados em África.
    Cada um pensa o que quer, mas alguém tem dúvidas que este acto vai ser pago no futuro, e com língua de palmo, pelos clientes habituais do Pingo Doce?
    Ingénuos …
    José António Carvalho

  65. Aquilo que escreveste é precisamente aquilo que todas as pessoas ignoram no momento em que decidem fazer um comentário a tudo aquilo que se passou no Pingo Doce ontem, precisamente porque têm de falar porque toda a gente fala. E, sejamos sinceros e conscientes da realidade do país neste momento, são aspectos demasiado importantes para serem ignorados! Enfim…

  66. Concordo que a campanha foi um sucesso, atingiram claramente os objectivos pretendidos e não me parece que arriscassem fazer dumping, talvez não compensasse o risco, acredito que mesmo a 50% ainda estão a ganhar dinheiro. Mas acho que também devia fazer as pessoas pensar que, se eles podem fazer este tipo de campanhas em que vendem tudo a 50% a partir de 100€, então andamos a ser roubados o ano todo!

  67. Cara Rita Gomes sei de fonte segira (funcionarias do pingo doce de sesimbra) que quem foi trabalhar neste ia alem de receber um bonus por trabalhar num feriado, ainda vao ter direito a uma folga extra, direito à mesma promoçao dos 50% numa data por eles determinada e ainda vao receber, como disse a We Dress to Express, os 300€ adicionais este mes!! dinheiro que possivelmente vao usar para fazer muuuuuuuiiiitas compras com a promoçao dos 50% tenho a dizer que nao vi um unico funcionario com ar de tirem me daqui,antes pelo conrario, todos estavam na brincadeira com a situaçao de 'vai acabar o mundo' e dispostos a ajudar toda a gente a ter o que queria!! foi uma campanha GE-NI-AL!!!! e que devia acontecer mais vezes e nao me parece que tenha sido ca dumping nenhum porque quem olhar para um talao de compras do pingo doce vai ver que foi tudo vendido ao preço a que estava marcado originalmente e SÓ NO FIM e tendo a conta a ultrapassar os 100€ e os produtos repetidos ate 12 unidades (se levassem mais que 12 o desconto nao era aplicado sobre os restantes , apenas sobre os 12) é que era aplicado o desconto de 50% tal como acontece em epocas de promoçoes ou saldos!!! infelizmente este campanha só foi ma para os nao civilizados que queriam entrar a todo o custo sem ter em contas as condiçoes de segurança e para os rasabiados que ficaram lixados de nao ter pudido ir tambem as compras com um mega desconto! para quem foi como eu fui, foi cansativo sim mas divertido ate, faziam se festas quando chegava a nossa vez de ser atendidos e falava-se com as pessoas que tavam na fila como nós e que estavam dispostas a ajudar!! fizessem eles esta campanha outra vez e estava la as 7h da manha!!!

  68. Não sei que post veio primeiro, mas este e o da Brilhozinhos está cópia carbono. Sei que são irmãos, é natural.

    De qualquer forma, fica o mesmo comentário. Discordo profundamente de todas as opiniões escritas no post.

    Se antes era uma cliente assídua e satisfeita do PD, agora tenho-lhe um certo nojo. Porque, se ganhou algum dinheiro com estas promoções, foi à custa de dumping, ou então o povo anda mesmo a ser feito de parvo, porque então pagamos mesmo muito mais pelos produtos que compramos habitualmente. Porque esta promoção feita no dia do trabalhador, contra os trabalhadores do PD é um NOJO.
    Porque quem tem verdadeiras dificuldades económicas não gasta 400€ ou mais de uma só vez só em compras, ou não o consegue fazer em coisas essenciais, e compra muita coisa que não precisa, efectivamente.

    Isto tudo demonstrou que a crise faz sobressair o pior do povo português, do empresário, ao mais pobre cliente…

  69. Campanha genial!

    Empresas que pensam 'out side the box' e que inovam neste pais pequenino. Melhor, que AJUDAM os portugueses nesta Crise! Deve ter aviso poucos comentadores anónimos a estar na fila 10 horas!!!

    E Pessoas, porquê tanta preocupação com os funcionários do Pingo Doce?

    Eu também tenho dias em que só me apetece chorar no escritório, e adoro o meu emprego/empregador. E também trabalho ao fim de semana de vez em quando, também faço horas extras e de borla e não me queixo! A vida é mesmo assim.

    Please, não sejamos melodramáticos sim!

    Parabéns pelo Blog.

    Mafalda Cannas

  70. Faltou na sua brilhante analise a parte que esta a montante. Ou seja, como ninguem da nada a ninguem e o Pingo Doce (assim como a Sonae) nunca perdem quando fazem promoções sejam em dumping ou nao creio que e fácil de concluir que quem paga esta campanha maravilhosa sao os fornecedores do Pingo Doce. Os mesmo que estão com a corda na garganta por terem 2 grupos que controlam tudo e fazem o que querem. Pode entao perguntar: entao porque e que sao fornecidores do PD ou da Sonae? Porque infelizmente se nao forem os seus produtos nao chegam a maioria da população. E mais uma reflexão: quando os produtores portugueses deixarem de existir e os PD desta vida forem fornecidos por empresas de fora aumenta brutalmente o desemprego. Pode ser que depois tambem as pessoas deixem de comprar revistas e jornais ou que tambem só comprem quando estiverem a 50%…
    Na verdade anda tudo ligado e ninguem da nada a ninguem.
    Eu pelo menos nao quero comprar leite a 20 cêntimos sabendo que o preço ao produtor e mais do que 30 cêntimos. Ou estamos a enganar alguem ou deve ser outra coisa que nao leite… Um exemplo entre muitos que da que pensar e que deveria ser ponto de partida para acções socialmente responsáveis. Isso o PD diz que pratica mas de facto nao pratica.

  71. Então os funcionarios trabalharam alegremente? Ganhar o dobro de um dia de salário misarável, faz assim tanta diferença?. Sairam de rastos, pois a confusão foi total. Têm um dia a mais, que na prática não irá coincidir com o do conjugue. E alguém ha-de vir dizer: que bom trabalharam e mostraram produtividade!!! Todos deviam fazer o mesmo!
    E digo eu: pois é, se todos tivessem estado a trabalhar, dificilmente a campanha teria tido a afluência que teve.

  72. Adorei a campanha, genial mesmo! Concordo com tudo o que está neste post, especialmente com o último ponto. Numa altura de crise tem que se trabalhar mais e ponto final, e as entidades que oferecem mais trabalho e remunerado (obviamente que receberam por isso) estão de parabens!
    Trabalho num banco de investimento e já houveram muitos dias do trabalhador em que trabalhei, e quem é que importou com isso? Eu nao!

    E no fim do dia, enchi a minha garrafeira com vinhos bons a metade do preço, comprei detergentes bons a metade do preço e ainda o BB cream da garnier (aconselhado pela pipoca) por metade do preço!! eheheh

  73. Carochinha, diga ao senhor professor da faculdade que o "Senhor Jerónimo Martins" já morreu há umas centenas de anos, ok? Ele que leia a história da Jerónimo Martins, empresa fundado pelo próprio em 1792…

  74. Os objectivos da campanha foram claramente alcancados:

    – caos instalado!

    – cobertura mediatica em dia chave!

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

  75. Antes de mais, duvido que os funcionários do Pingo Doce tenham saído beneficiados, mas… trabalho é trabalho e eu também não recebo mais quando tenho muito trabalho.

    Quanto à promoção em si, como escrevi no meu blog não perdia 6h para ganhar 50€, mas para poupar 250€ o caso mudava de figura. Felizmente, não me encontro em estado de necessidade para passar pela confusão que foi e prefiro ir poupando ao longo do mês, aproveitando promoções pontuais.

    O que me faz confusão é o tal desconto de 50%. Repara, não me parece que o Pingo Doce tenha vendido a baixo de custo ou com prejuízo. Mas feitas as contas, para eles praticarem esse desconto em todos os produtos, andamos a pagar quase o triplo em qualquer produto no resto do tempo. E para uma cadeia de supermercados que rejeita cartões e promoções (segundo os seus slogans), está visto que podem praticar preços mais baixos todo o ano. Eles e todos os outros.

  76. lê (ou já leste) o "utilitarismo" de stuart mill… tal e qual como dizes, q n concordo. dividir os bens pelo maior numero de pessoas, mesmo q prejudicando uns em função dos outros? não! por isso tudo entrou num desiquilíbrio tal. faz-me lembrar "ensaio sobre a cegueira" do nosso querido José Saramago.

  77. Concordo com cada palavrinha aqui escrita. E não consigo perceber alguns indignados. Com esta acção, acredito que o Pingo Doce ainda venha a ser motivo de muitas mais notícias, debates e por conseguinte, publicidade totalmente gratuita. O Sr. Jerónimo não dorme em serviço.

    **

  78. Desta vez concordo em absoluto com o que dizes. E o que acho ridiculo é ver tanta gente a criticar esta situação. Quando estão horas em filas para comprar bilhetes para finais de futebol, para concertos já acham bem. Hoje em dia há pessoas a viver em situações miseráveis, pessoas que podem por comida em condições na mesa. Porque não aproveitar esta promoção?

  79. Eu bem sei que os portugueses estão com dificuldades e qualquer ajuda para aliviar o orçamento familiar é bem vinda, e entendo quem aproveitou esta promoção, mas choca-me que a maioria dos comentários nas redes sociais sobre o assunto sejam tão redutores. Para mim a grande questão não são os 50% de desconto, nem o facto dos trabalhadores do pingo do doce passarem o 1 de Maio a trabalhar, alguns se calhar até agradecem, sinceramente não sei se ganham mais por trabalhar em dia feriado, mas sei que a "política" dos hipermercados é dar folgas. Para mim as grandes questões são a escolha do dia, que só um ignorante não percebe que não foi inocente, e o que mais me incomoda foi a forma como um grande grupo, que faz a distribuição de BENS ALIMENTARES, brinca com as necessidades dos portugueses, atirou uma esmola, sim porque para os lucros deles isto foi uma esmola, e o povo porque está esmagado com as dificuldades adere em massa, insulta-se, agride-se por um saco de arroz! Eu sou portuguesa e não gostei de ver cidadãos do meu país naquela situação, não fiquei envergonhada, fiquei triste por ver que os portugueses já não podem parar e pensar no que esta campanha do pingo doce significou, porque neste momento é mais importante alimentar a família. É certo que algumas das pessoas que aproveitaram a promoção não são propriamente necessitados mas se pensarem que os produtos que esgotaram primeiro foram bens essenciais (massa, arroz, leite) o caso muda de figura. Se o pingo doce quisesse realmente ajudar os portugueses não fazia as coisas desta forma, tinha respeito pelos cidadãos não os tratava desta forma degradante. São raras as vezes que não concordo com o Arrumadinho, mas desta vez fico muito espantada com a sua visão tão redutora do que se passou, lamento.

  80. eu não consigo compreender as criticas, excepto vindas de quem gostaria de lá ter estado e não conseguiu.
    Eu sou contra sim um país que tem leis que impedem que os restos da comida dos restaurantes sejam oferecidos a quem precisa e que todos os bens em hipermercados que estejam a chegar à data de validade e não forem escoados através da compra, vão simplesmente para o lixo. E sei-o através uma amiga minha que trabalhou no Pingo Doce (não estou portanto a inventar).
    Eles simplesmente não podem dar a quem lá trabalha, lixo com as coisas.
    Falta de civismo? Arruaceiros? Pois claro. Vi de tudo e ouvi de tudo.
    Mas a educação também se vê nestes momentos e eu não pisei ninguém, nem roubei do carrinho de ninguém, mas comprei fraldas e toalhitas que me vão dar por muito tempo.
    Poupei 200€ num total de 400€.
    Errado?
    Nos tempos que se vivem?
    Não compreendo como…

  81. Na minha perspectiva, foi uma óptima campanha. Ajudou muita gente. Acho que só e contra quem lá não pode ir ou não teve paciência de esperar nas filas. Quanto a acharem que não se deve trabalhar no primeiro de Maio, acho ridículo. Nos temos de trabalhar mais e melhor para sermos mais competitivos e ser devidamente compensados (de que forma for) por isso. Por ultimo, não vi ninguém barafustar quando o continente faz "alegadas" promoções de 75%. Só que nestes casos, a poupança e muito mais rebuscada do que a que o Pingo Doce fez.
    E sempre a mesma coisa, são acusados de praticarem preços altos, são acusados de fazerem promoções…há pessoas que nunca estão bem mesmo…

  82. Muitas pessoas não percebem que há famílias privadas de dar uns meros iogurtes as filhos ou de poderem pôr algo no pão que não manteiga, quando têm o pão e a manteiga. São pessoas como uma colega da minha mãe, 3 filhos pequenos, viúva, que lhe pediu boleia e estava contentíssima porque ia buscar peixe e cereais e coisas que são para ela um luxo. Isto é o que me importa também e quem não entender isto está muito longe de saber como certas pessoas estão privadas do básico.
    O dumping, o excesso de gente, o pesadelo dos funcionários (…) são danos colaterais, porque há pessoas (ainda que no meio dos que foram alarvar) que tiveram um conforto este mês e isso, isso é o que interessa.

  83. Muitas pessoas não percebem que há famílias privadas de dar uns meros iogurtes as filhos ou de poderem pôr algo no pão que não manteiga, quando têm o pão e a manteiga. São pessoas como uma colega da minha mãe, 3 filhos pequenos, viúva, que lhe pediu boleia e estava contentíssima porque ia buscar peixe e cereais e coisas que são para ela um luxo. Isto é o que me importa também e quem não entender isto está muito longe de saber como certas pessoas estão privadas do básico.
    O dumping, o excesso de gente, o pesadelo dos funcionários (…) são danos colaterais, porque há pessoas (ainda que no meio dos que foram alarvar) que tiveram um conforto este mês e isso, isso é o que interessa.

  84. Muitas pessoas não percebem que há famílias privadas de dar uns meros iogurtes as filhos ou de poderem pôr algo no pão que não manteiga, quando têm o pão e a manteiga. São pessoas como uma colega da minha mãe, 3 filhos pequenos, viúva, que lhe pediu boleia e estava contentíssima porque ia buscar peixe e cereais e coisas que são para ela um luxo. Isto é o que me importa também e quem não entender isto está muito longe de saber como certas pessoas estão privadas do básico.
    O dumping, o excesso de gente, o pesadelo dos funcionários (…) são danos colaterais, porque há pessoas (ainda que no meio dos que foram alarvar) que tiveram um conforto este mês e isso, isso é o que interessa.

  85. O povo é um insatisfeito. Eu só não fui ao pingo doce porque não sabia da campanha. Agora estão com peninha dos funcionários do pingo?! Eu tenho pena dos que querem trabalhar e não o têm. Foi im dia cão para os funcionários?! Eu ontem tb tive um dia cão, andei à chuva todo o dia a conduzir um tractor agrícola, pois andei a trabalhar. Foi no dia 1 de Maio?! Eu quero lá saber, ninguém foi para lá obrigado. O que interessa realmente foi o que se pode poupar. E para responder a um comentário ali de cima, eu se tivesse lá ido podia ter gasto facilmente 400 , quiçá mais só em bens alimentares de 1ª necessidade,é uma questâo de bom senso.

  86. Ó Arrumadinho, as coimas aplicáveis em caso de dumping são tudo menos disuasoras. Ora vê aqui: http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2451455.

    Eu percebo que quem foi fazer compras no Pingo Doce para beneficiar desta promoção tenha lucrado com isso. É para isso que servem as promoções.

    Agora não podemos fechar os olhos às práticas concorrenciais das grandes distribuidoras (Jerónimo Martins, Auchan, Sonae, etc.) nem à forma como tratam os seus trabalhadores (será que suportar o que tiveram que suportar ontem foi devidamente compensado?). É que uma coisa não anula a outra…

  87. Acabei de saber, da boca de um funcionário Pingo doce, que além de 1 bónus financeiro por trabalharem no 1º de Maio, vão ter a mesma a possibilidade de fazerem compras com a mesma campanha só para funcionários. Os funcionários do supermercado da minha área, estavam muito contentes…

  88. PS- Acho curioso que não há tanta revolta quando é anunciado que o Estado só vai repor a totalidade dos subsidios de férias e Natal em 2018 quando essa medida é anti-constitucional.. O Pingo Doce faz uma promoção de 50% e vê-se o chorrilho de críticas a que é sujeito…

    xx

    Joana

  89. Olá Ricardo,

    Concordo plenamente com o que escreveste, não percebo o porquê de tanta ira contra esta acção. Escrevi num blog que achei muito bem e que não via nada de mal no dia escolhido. Afinal, o 25 de Abril foi pautado pelas ausências dos capitães de Abril e de Mário Soares em vez de falarem sobre o que realmente importava.

    Para além disso não nos podemos esquecer que nos EUA há o Black Friday, há um dia em que os vestidos de noivas são vendidos a metade do preço, só cá em Portugal que somos todos uns grandas snobs é que se fala em orgulho beliscado por uma acção destas !! Não percebo!

    Como dizes este dia terá sido muito importante para a maioria das pessoas, alguns que puderam ter acesso a pequenos luxos, outros que poderam ter acesso a comida e bens de 1ª necessidade ! Como é possível partidos políticos de esquerda estarem contra ? Cada vez percebo menos este país ! Acho que há uma tendência global para falar mal! Eu só tive pena de não poder ir para as filas senão era o que faria. Quanto aos trabalhadores, coitadinhos… poupem-me ! O Grupo Jerónimo Martins tem um fundo de apoio social para os colaboradores, aumentaram salários e deram prémios aos trabalhadores o que não acontece há anos na maioria das empresas portuguesas! Os trabalhadores pelo dia de ontem têm direito ao triplo do salário do dia + 1 dia de folga + um dia para usufruirem desta promoção sem a confusão ! Numa altura em que Portugal deve trabalhar muitos preocupam-se porque o direito ao feriado foi anulado… desculpem ? O país por acaso pára quando é feriado ? E as restantes pessoas que trabalham nesse dia ?

    Enfim.. eu por minha parte adorei a iniciativa ( que não foi minimamente publicitada e teve a adesão que se viu ) e cada vez sou mais fã do Pingo Doce e do Grupo Jerónimo Martins !

    xx

    Joana

    http://remodelista-lx.blogspot.co.uk

  90. Às vezes tenho uma certa dificuldade em perceber as pessoas…

    A primeira grande questão é "coitadinhos dos empregados que tiveram de trabalhar no feriado". Também eu ontem trabalhei, também preferia estar em casa, mas também sei que depois disto vou receber mais no final do mês e ainda tenho direito a uma folga extra. Há que balançar as coisas… Eu, por exemplo, ofereço-me SEMPRE para trabalhar nos feriados porque, como a maioria dos portugueses, não recebo um salário chorudo, e os feriados dão-me oportunidade de trabalhar um bocadinho mais (seja Dia do Trabalhador ou não). O mês passado trabalhei todos os feriados (três, portanto)…

    Segundo, em relação à confusão que se gerou… Eu posso dizer que fui ao Pingo Doce, estive lá menos de uma hora e trouxe um carro a abarrotar e um cesto cheio. Mas também estava a porta antes de abrir (eram 8:20). São opções. Houve muita confusão, sim. Juntamente comigo entraram umas 60 pessoas àquela hora, havia pessoas a correr, era quase impossível andar pelos corredores (então levar os carrinhos atrás foi impossível). Mas tendo em conta que trouxe algumas coisas em quantidade que me vão render dois meses (e que eu ia consumir de certeza) e que, as que trouxe em quantidade normal, me ficaram a metade do preço, valeu a pena. Não trouxe tudo o que precisava, porque as filas estavam impossíveis, mas compensou-me a diferença.

    É no Pingo Doce que faço compras habitualmente, e eles tiveram uma ideia genial. Podem ter tido menos lucro em cada produto, mas no geral aposto que tiveram muito mais do que o habitual…

  91. Se eu já não gosto de me abastecer no Pingo Doce porque o tempo de espera na fila é enorme em dias normais, imagine-se se alguma vez ia conseguir ficar nestas, que levaram TRÊS HORAS só para conseguir PAGAR!!!

  92. Será que os funcionários ganharam mesmo a dobrar/triplicar? Já nem sei… Mas o que achei curioso é que não ouvi falar desta promoção. Não foi muito anunciada mas lá concorrida foi! A passagem de boca-a-boca é poderosa… e aposto que muitos acrescentaram "não digas a ninguém que é para não irem todos comprar o mesmo que nós".

  93. Independentemente da promoção ser boa ou não, és a primeira pessoa que vejo que se lembra do ponto de vista dos funcionários…
    Então com os salários que se praticam as pessoas por trabalhar no feriado ganham mais 50€ ou mais e ainda reclamam de ser dia do trabalhador?
    Para mim dia do trabalhador é todos os dias em que trabalho, os dias de descanso não são dias de trabalhador (para mim…)

    Enfim… teorias, sindicatos e afins…
    Paciência…

  94. "Os funcionários não gostaram de trabalhar neste dia…" – eu também não gosto de trabalhar no Natal, nos aniversários da família nem na Páscoa, mas alguém tem de estar de serviço quando as pessoas estão seriamente doentes ou apenas se empanturraram com os petiscos festivos que eu e outros colegas apenas cheiramos!
    "… pessoas a encher os carrinhos com bolachas e chocolatinhos…" Ah isso não entrava na promoção?!
    "… a copiar os 75% do continente…" não tem semelhança nenhuma, porque no Continente é só nalguns artigos e não tem desconto imediato.
    "… obrigar a trabalhar no dia 1 de Maio…" Nem merece comentário!
    "… vi funcionárias a chorar…" Pois eu também ouvi falar de algumas que foram super antipáticas para os clientes, mesmo os que não estavam a ser vândalos! Quando chegam a um hospital às 4h da madrugada, com uma dor de dentes há 3 dias, não têm pena do médico que não pode dormir para atender uma patetice destas!

    Não fui, não só porque estava a trabalhar, como porque imaginei, à partida, que iria haver selvajaria, mas se tivesse outros co-cidadãos e estivesse livre, certamente teria aproveitado os 50% de desconto e, para além de leite, pão e água também teria comprado bolachinhas, chocolatinhos e outras coisinhas! Algumas pessoas só assim lhes puderam aceder.

    Muitas das pessoas que escrevem estas vulgaridades são as que não dispensam maquilhagem top da estação, "este trapinho podia vir viver comigo", "estes sapatinhos far-me-iam muito feliz" e etc e tal! Deixem comprar quem quer comprar, vender quem quer vender e parem com moralismos socialmente corretos! Lei da concorrência, da oferta e da procura, diz-vos alguma coisa?

  95. O que é grave, vergonhoso, é a conjugação de tudo num cenário de crise e precisamente no dia de hoje, e a forma como uma empresa dominante faz uma jogada ignóbil, um perfeito "divide to rule". Lembrei-me logo de outros tempos, dos cenários que levaram, precisamente, às conquistas sociais e à instituição do 1º de Maio. Nesses tempos, os donos das fábricas lançavam operários contra operários, grevistas contra fura-greves, todos miseráveis, todos sujeitos à mesma pressão; hoje, a Jerónimo Martins lança consumidores contra caixas e empregados de loja. É um dia de suprema humilhação para os trabalhadores do Pingo Doce: não só são miseravelmente mal pagos, e muitos, precários, como são forçados a trabalhar (e quem vier dizer que "são livres de recusar" merecia ser chicoteado na praça pública) no dia que deveria consagrar o respeito pelo seu labor, como ainda são confrontados com hordas de clientes desesperados, e suportar um dia infernal. Alguém deve estar a dar enormes gargalhadas nos seus gabinetes, a esta hora, enquanto olham para os clientes a esvaziar prateleiras e a esgotar carrinhos, verificam as vendas recorde e confirmam a reduzida adesão à greve. Genial, de facto. Que se seguirá? Uma sugestão: quando houver greves ou protestos marcados, abram da meia-noite às 6 da manhã ou façam uma maratona de 2 semanas seguidas, non-stop, com "happy hour" a essas horas, com iguais descontos; vai ser uma gargalhada." retirado do blog jugular

    Está explicado por que razão o teu CV é 24 horas e a revistinha da Sábado. Imbecil.

  96. Isto e' tudo muito lindo, todos temos de trabalhar cada vez mais e por menos, a escravidão esta' na hora do dia! Isso já todos sabemos! As promoções são otimas e todos temos de aproveitar as oportunidades, sem duvida! Mas era preciso ser no 1 de Maio? Não se podia ter escolhido um sábado ou um domingo sem estas conotações? Pois, parece-me provocação a mais…

  97. O que o "Arrumadinho" talvez não saiba é que perante um pré-aviso de greve marcado pelo respectivo sindicato, quando se soube que os estabelecimentos iriam funcionar normalmente neste dia, muitos funcionários foram alvo de ameaças… Perante isto não me parece uma campanha de marketing de génio…

  98. Todas as pessoas que se manifestaram contra a campanha que o Pingo Doce fez ontem – Dia do Trabalhador – apenas o fizeram porque não conseguiram fazer compras e ficaram com inveja? BRILHANTE! Eu estava convencida de que os únicos alvos de inveja eram os habitantes da tua casa, mas não. Para ti, invejosos são todos aqueles que se manifestam contra um consumismo exagerado, contra as pessoas/empresas que arrastam carneiradas acéfalas e que não respeitam quem trabalha, quem raciocina e quem acha que há valores que se sobrepõem aos euros.
    Pode parecer-te estranho, mas há pessoas que não pensam como tu e que não te invejam minimamente, acredita!

  99. Eu sou funcionária do pingo doce, e pelo que já ouvi falar o nosso nem foi dos piores, não houve cenas de pancadaria, mas ouve pessoas, claro, que não entendiam que a loja já não tinha mais produtos para vender.. As pessoas chegaram ao ponto de colocar coisas nos carrinhos que nem sequer precisavam só para gastar dinheiro, claro que também houve quem aproveitasse de forma inteligente, mas foi literalmente um pandemónio. Eu acho que foi uma boa acção, porque se a Jerónimo ganha com isso, se nós funcionários ganhamos a dobrar e se o cliente também sai a ganhar acho que só foi bom, mas como tudo há sempre alguém para se queixar e as pessoas chegaram ao cúmulo de roubar carrinhos e compras dos outros clientes. Acho que o que faltou aqui foi o bom senso humano, porque deixaram a loja do avesso, literalmente, e havia clientes que podiam ter levado coisas que lhes faziam falta se não houvesse pessoas a destruir.

  100. Tenho muitas dúvidas que os funcionários tenham gostar de ter trabalhado neste dia. Tenho a certeza que não estavam minimamente preparados para lidar com toda a confusão!
    Depois, para mim a questão principal é saber se foram violadas regras da lei da concorrência. Aguarda-se a actuação da entidades competentes.

  101. Quanto ao dumping, vamos aguardar pela inspecção. Sinceramente, não sei se houve ou não. É possível. Se houve, então que se apliquem as coimas de acordo com o que diz a lei. Tão simples quanto isso. Ainda assim, mantenho tudo o que escrevi. Não me parece que os estabelecimentos dos pequenos comerciantes vão ser obrigados a encerrar por causa de uma campanha de um dia. E a lógica é a mesma: por cada comerciante que possa ter sido prejudicado, há centenas de pessoas que foram beneficiadas. E isso, para mim, é mais importante.

  102. Cara Carolina. Eu não preciso de saber se os funcionários ganham a dobrar ou a triplicar para tirar as minhas conclusões. Eu sei que ganham mais (seja em dinheiro, seja em folgas). Mas o fundamental no post não é o ordenado dos funcionários, mas sim a globalidade da campanha. E quanto a isso, as minhas conclusões são as que escrevi: foi um sucesso e foram muitas, mas mesmo muitas mais as pessoas que sairam a ganhar do que a perder. Ainda que os funcionários tenham tido um dia de cão, houve milhares de pessoas que tiveram um dia muito bom, em que pouparam centenas de euros. E só por isso já compensa.

  103. Pois é… Eu estive à porta de um Pingo doce, não consegui entrar, o stock esgotou e apenas mantinham a porta aberta para quem estava lá dentro sair com os carrinhos, sacos, caixas e até cartões por arrasto carregados de compras.
    Isto foi um golpe de génio! Diria até a repetir e dessa vez estaria lá bem cedinho para ajudar a esvaziar as prateleiras!
    Vi pessoas a discutir porque queriam entrar a todo o custo, empurrões e outras coisas menos bonitas! Mas vi coisas que gostei… Uma senhoreca que queria entrar e mal colocou um pé lá dentro disse que só de lá saía com a policia e para não ser atacada colocou à sua frente a filha que deverai ter uns 12 anos, assustadissima! As pessoas começaram a gritar em coro "já na rua". Todas as outras pessoas restavam a respeitar a situação e quando conseguiram colocar aquela "senhora" lá fora todos nos aplaudimos, o segurança agradeceu e sorriu, as funcionárias do Pingo Doce agradeceram e sorriram e todos viramos costas!
    Gostei de ver pois estávamos todos a ser civilizados e o fomos até à ultima hora, todos unidos!
    O dia do trabalhador é para trabalhar! É o que o país precisa! Afinal não é o que cá falta? Trabalho!! E este também foi para poupar! O país precisa disto, ações, de blá blá blá estamos nós fartos!
    Foi extenso, mas deitei cá para fora 🙂
    Parabéns!

  104. "Anónimo disse…
    Pois mas nem sempre as pessoas que trabalham nos feriados ganham a dobrar!!!!"

    Eu sei, de fonte segura que os trabalhadores do Pingo Doce, que têm um bom desempenho e com menos de um X de faltas dadas, neste mês de Abril receberam, alem do ordenado base, mais 300€ extra que o Sr. Jerónimo Martins quis dar..sim porque não era obrigado.
    Achei importante partilhar a informação para quem fala um bocadinho sem saber. Claro que muita gente preferia não trabalhar hoje, mas claro que nos feriados se recebe a dobrar e até a triplicar.. mais o bónus dos 300€ que faz qualquer pessoa pensar 2 vezes antes de se recusar a ir (que o podiam fazer claro).

  105. "Se perguntassem aos funcionários do Pingo Doce se preferiam ter uma folga ou ir trabalhar e ganhar a dobrar ou triplicar, e ainda ter direito a uma folga quer parecer-me que uns 95 por cento optaria por ir trabalhar."
    Tens assim tanta a certeza que estes trabalhadores ganharam a dobrar ou a triplicar? E têm mesmo direito a uma folga?

  106. uma excelente manobra de marketing e como disse muito bem…esmagou a concorrência…eu só tive pena não ter conseguido entrar em nenhuma loja e fazer compras…podia haver todos os meses e assim todos saíam a ganhar 🙂
    ah e acredito plenamente que os funcionários ganharam a dobrar!!

  107. Podiam ter feito num Sábado, sei lá, num Domingo! Acho patético que tenha sido hoje; tinham 365 dias para escolher…
    A campanha é boa, aliás, excelente, mas revolta-me sempre as escolhas feitas nestas circunstâncias… é que parece mesmo que foi para gozar com os Sindicatos e com quem se deu ao trabalho de sair à rua sei lá para quê… Estamos entregues aos bichos!…

    bla bla bla

  108. Hoje este dia foi marcado so pela campanha Pingo Doce e posso adiantar que conheço alguns que hoje trabalham naquele inferno e estavam disposto a estar em casa com a familia, do wue viver naquela selva.

    Se ganham a dobrar ou Triplicar não é bem assim, ganham algo mas nao dessa maneira.

    Foi uma grande campanha para Jeronimo Martins, agora gastar quase 400 Euros em compras sinceramente acho que é futilidade a mais.

    Reparei em algumas perguntas dos Jornalistas a questionar as pessoas se gastavam aquele valor no mês, e claro que nao gastam, 400 euros num dia em compras é obra e aplaudo de pé as pessoas que o fizeram.

    Bjs

  109. A questão central não é a campanha mas sim os moldes da mesma. Praticar dumping é ilegal e aguardo ansiosamente pela reacção de quem de direito. Se o Pingo Doce quer marcar agenda do dia, reduza o prazo de pagamentos aos fornecedores, não esmague os fornecedores nacionais reduzindo-lhes cada vez mais o seu lucro, etc. Lamento que o povo não perceba que estas grandes cadeias de distribuição só actuam em nome do lucro e nada mais. Para terminar, gostava que fosse tornado público os resultados desta campanha, para que os especialistas pudessem explicar aos portugueses o que é que o Pingo Doce ganhou!

  110. 1º – Os funcionários do Pingo Doce não ganham a dobrar nem a triplicar por terem trabalhado num feriado, ganham absolutamente o mesmo, só que têm direito a uma folga adicional.

    2º – Vi funcionárias das caixas registadoras a chorar porque não aguentavam mais.

    3º – Pergunta a qualquer um funcionário do Pingo Doce se gostou de trabalhar especialmente neste dia, e só depois disso podes tirar as tuas conclusões. Como jornalista penso que deves saber que apenas deves afirmar algo que seja verídico.

  111. pessoalmente ja arrisquei em ter ido para o pingo doce as 13h. se compensou estar la ate as 18h45?? sim muito!! se os portugueses continuam a ter muito falta de civismo?? sim! com organizaçao tudo se faz, fui as compras com a minha vizinha e juntas poupamos quase 400€ é muito dinheiro. se esta campanha vai voltar a haver ou nao, nao sei mas desconfio que nao porque ha para ai muitas invejas na concorrencia por nao terem sido eles a ter a ideia. a realidade é que as pessoas que se queixam que ja nao apanharam nada de jeito so apareceram nos hipermercados depois das 16h altura em que ja era impossivel de se circular nos corredores, muito menos com carrinhos e mais impossivel ainda para os funcionarios de reporem os stock! conclusao foi uma campanha muito bemvinda e venham mais!!!

  112. Acho que nao percebeu bem, arrumadinho, o desconto era de 50%..
    50€ era o minimo que se podia poupar.

  113. Enquanto lia o teu texto, pensei que ias dizer algo que te escapou, sobre a acção ter sido feita no dia do trabalhador: permitiu a quem mais precisa aproveitar a promoção, que a ser realizada num comum dia de semana não permitiria.

  114. É só uma questão de tempo até a concorrência tratar de fazer a mesma coisa…

    Concordo com tudo o que foi aqui escrito e que foi dito, a única coisa que eu não aceito é que todas aquelas pessoas que saíram de lá com carrinhos de 300, 400, 600 euros (que eu sei que houve!), porque aproveitaram para encher as prateleiras de chocolatinhos e bolachinhas e merdinhas…venham depois queixar-se em praça pública de que estamos em crise, que não têm dinheiro e que estamos todos perdidos.

  115. Do melhor que ja li neste blog! Eu aproveitei,.. eu comprei APENAS e SÒ bens de 1ª necessidade,… eu comprei por 160eur o que em condicoes normais compraria com mais de 300.. e eu nao me posso dar ao luxo de nao aproveitar!!
    Se foi chato estar na fila??? Foi??
    Se foi selvagem? Sim, foi
    Se as pessoas nao se sabem comportar.??? SIm… e verdade…
    Mas paciencia… ha sempre confusao na mobe … o certo é que para quem vive de ordenados medios de 500eur.. isto fez toda a diferenca…
    Obrigado ao pingo doce por me ter permitido encher a despensa por metade do qye gastaria em situacao normal.

  116. Grande Campanha! O grupo Sonae já deve estar em reunião para activar meios. Ehhehe…

    Como já postei num blogue há imensas famílias que puderam poupar imenso dinheiro em alimentos. A vida não está fácil, e muito mais para famílias numerosas, desempregados…

    Sugiro a leitura à análise desta campanha, do marketeer Paulo Morais.

    http://mktmorais.com/?p=1811

  117. Já vi tanta gente a opinar sobre este assunto, mas ainda não tinha lido ninguém a dizer exactamente o que penso. Concordo plenamente consigo 🙂

  118. eu teria as minhas duvidas em relacao aos funcionarios terem ganho mais por ser feriado.
    e o problema disto tudo é mesmo a falta de civismo e bom senso das pessoas. O pingo doce não era um supermercado, era uma selva com prateleiras vazias e produtos de todo o tipo espalhados pelo chão.

  119. Arrumadinho, não era 50€, mas sim 50% sobre o valor total da compra. Se o total fosse 300€ só pagavas 150%.

  120. Coloco aqui o comentário de um professor meu na faculdade que subscrevo na totalidade. E eu não vi na televisão, vi ao vivo na loja do Rossio.

    "como cidadão português estou profundamente envergonhado com o que se passou no pingo doce. nunca mais lá ponho os pés. o que vi na televisão é uma imagem sinistra do estado da nação. o senhor jerónimo martins, empresário modelo, deve estar orgulhoso. deu o sinal que faltava: já vale tudo."

  121. Concordo plenamente com tudo, e realço especialmente que "Mais do que protestos, os trabalhadores precisam de dinheiro, de trabalhar, de ganhar mais. E este dia de trabalho pode ter representado para eles um ganho que pode fazer diferença no final do mês". Sem tirar nem pôr.

  122. mais do que poupar 50€, porque a partir de 100€, era tudo 50%, ou seja, compravas 300€ e pagavas 150€ e assim em diante..

DEIXE UMA RESPOSTA