50/50

0
2618

Ontem vi um filme interessante – o 50/50 – e nos primeiros minutos percebi que aquele rapaz era eu. Não bebia, não fumava, gostava de correr, tinha a casa toda arrumadinha e quando a namorada começou a frequentar mais assiduamente a casa dele arranjou-lhe uma gaveta, para pôr as coisinhas dela. Tudo igual.

Só que depois ele percebeu que tinha um cancro na coluna e a namorada traiu-o.

Fiquemo-nos, então, pelos primeiros minutos do filme.

1 Comentário

  1. Eia…
    Traição é sempre traição, desde que quem a pratica tenha a consciência plena de que o facto vai contrair a expectativa ou expôr a intimidade (solicitado ou não) do outro.
    Beij.K:)

    Nota: á noite volto para recordar bos leituras a fim de dar tréguas à doença do século.

  2. Traiu-o em que sentido?
    Ele fez da doença segredo e ela contou para toda a gente? Deixou-o sozinho na doença? Traiu a confiança dele? Arranjou outro estando ainda com ele?

  3. Vi este filme em casa e ainda bem (acho que sacar filmes para uso próprio não é crime, ou se calhar é)… Chorei tanto, claro..
    Mas chorei porque de facto o filme tocou-me de uma maneira diferente… Aliás, muito próxima da realidade. Foi a minha "maninha" mais nova, 17 anos, que me aconselhou a ver…
    O namoradito (um puto pelos vistos muito bem disposto que com 18 anos passou por esta situação) teve um final bem mais trágico que no filme.. não aguentou e acabou por falecer há cerca de 2 semanas…
    Nem o cheguei a conhecer! Como estou bem longe de casa não consegui fazer mais que a tentar apoiar à distância.. e não é nada fácil… nada mesmo…

    Mas, a vida é mesmo assim… fazer o quê?!
    É mais uma lição de vida.. e nestes momentos ficamos a pensar que valor damos, por vezes, à nossa vida!!

    (sorry, apenas um desabafo!!!)

DEIXE UMA RESPOSTA